Alimentação detox: sucos, saladas, sopas...Saiba tudo sobre esse plano alimentar

A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
A alimentação detox é a melhor opção para quem busca limpar o organismo, com alimentos saudáveis, naturais e nutritivos
Cristiane Coronel

Consultor:

Cristiane Coronel

Nutricionista Graduada pelo Centro Universitário de Brasília e pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional pela Universidade Cruzeiro do Sul

Quem segue à risca as orientações de uma alimentação saudável e busca sempre novidades para deixar o corpo mais forte, nutrido e bonito, as dietas detox são cada vez mais utilizadas e indicadas pelos profissionais de nutrição. Composta por alimentos vivos, ingredientes 100% naturais (frutas, verduras, legumes, grãos e sementes), a base do cardápio inclui receitas simples, práticas e versáteis, como sopas, sucos, chás e saladas.

A palavra "detox" vem de desintoxicação, ou seja, além de nutrir o corpo, os seus componentes conseguem eliminar substâncias inflamatórias e nocivas ao organismo, como os metais tóxicos e oxidativos que prejudicam o organismo. Segundo a nutricionista Cristiane Coronel, essa alimentação serve para reduzir problemas digestivos, de insônia, de metabolismo, entre outros.

"Essas substâncias envelhecem as células e impedem o bom funcionamento do organismo e produção hormonal. Um organismo inflamado apresenta vários problemas, inclusive a dificuldade de queimar gorduras. O processo detox inclui alimentos completamente naturais (orgânicos), isentos de embalagens, conservantes, corantes e outros processos industriais", explica a profissional.

Como funciona a alimentação detox?

Segundo Cristiane Coronel, para iniciar o processo de uma dieta detox, é necessário um check-up médico para saber as condições do organismo, para assim, iniciar a alimentação e acompanhar os avanços e as melhorias no corpo. A duração desse plano alimentar varia de acordo com a reação de cada pessoa, como explica a nutricionista:

"Depende da resposta de cada pessoa, melhora de sintomas, e objetivos corporais. Mas, no mínimo, deve ter 40 dias. Estão fora desse plano alimentar: alimentos embutidos (presunto, blanquet, peito de peru, etc), enlatados, em conserva (palmito, cogumelos...), alimentos processados (comidas congeladas industrializadas), empacotados (biscoitos, salgadinhos), temperos artificiais, glúten, laticínios, carne vermelha, açúcar, doces em geral e álcool", analisa a profissional.

Sucos, saladas, sopas e chás: quais são as receitas mais comuns em uma alimentação detox?

Como especificou a nutricionista, esse plano alimentar consiste apenas em alimentos naturais, livres de agrotóxicos e outras substâncias que podem agredir o organismo e prejudicar a eficácia da dieta. Portanto, todos os pratos são minuciosamente preparados com ingredientes orgânicos, o mais próximo da sua versão natural possível. Veja, abaixo, como preparar cada uma dessas receitas e qual é a ingestão diária para garantir o seu bem-estar.

Suco verde, amarelo, laranja e vermelho: conheça as variações das bebidas detox

- Suco verde: Um dos mais tradicionais e conhecidos, essa versão tem como base a couve, que confere a cor do suco. É conhecido por fortalecer a imunidade e gerar energia para o corpo. Além da couve, a bebida pode incluir laranja, limão, abacaxi, gengibre, hortelã e outros ingredientes.

Sugestão da nutricionista - Abacaxi com clorofila: Ingredientes: 2 fatias de abacaxi, suco de 1 limão, 10 folhinhas de hortelã, 2 folhas de couve manteiga, 1⁄2 copo de água gelada e gelo. Preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva.

- Suco amarelo: A base do suco amarelo é o abacaxi, a pera e/ou melão. Por serem alimentos com alto potencial diurético, a bebida melhora o funcionamento dos rins e ajuda a desinchar. Também fortalecem o sistema imunológico, aceleram o metabolismo e promovem a desintoxicação do corpo. As frutas podem ser combinadas com gengibre, água de coco, hortelã e outras hortaliças.

Sugestão da nutricionista - Suco mix de água de coco: Ingredientes : 200 ml de água de coco, 1 polpa de abacaxi, 2 folhas de hortelã. Preparo: Bata tudo no liquidificador e sirva gelado.

- Suco laranja: O suco laranja pode ter como base o mamão, a cenoura, laranja ou a tangerina, alimentos que fornecem altos níveis de betacaroteno, um poderoso antioxidante que melhora a saúde da pele e atua em prol do organismo. A bebida pode ser combinada com hortaliças, ervas e outras frutas como limão, abacaxi, maçã, entre outras.

Sugestão da nutricionista - Suco para acordar: Ingredientes: 5 damascos secos, 1/4 de mamão papaia, 300ml de água de coco, 1 colher (sobremesa) de gengibre fresco picado. Preparo: deixe os damascos de molho em água morna por uma hora. Junte-os aos outros ingredientes e bata-os no liquidificador. Acrescente gelo e sirva.

- Suco vermelho: O principal ingrediente é a beterraba, um tubérculo cheio de nutrientes para o organismo. A beterraba é rica em vitaminas A, C, do complexo B e minerais que se juntam aos outros ingredientes aumentando o quadro nutricional da bebida. O suco vermelho ainda pode contar com a hortelã, gengibre, limão e cenoura.

Sugestão da nutricionista - Suco vermelho: Ingredientes: 1⁄2 mamão papaia, 1 goiaba vermelha, 1⁄2 beterraba, 1 limão e 3 xícaras de água. Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva imediatamente.

Orientações de consumo para os sucos detox

Os sucos detox são incluídos pelo menos 2x ao dia, com inclusão de frutas, folhas, hortaliças, grãos, canela ou gengibre em suas receitas. Não são adoçados e nem coados. Devem ser tomados imediatamente após o preparo. "Além disso, o consumo de água também é controlado, como explica a nutricionista: "A ingestão de água é fundamental para a hidratação celular e o indivíduo deve urinar várias vezes ao dia para a excreção das substâncias inflamatórias", completa a profissional.

Saladas detox: acompanhamentos ricos em hortaliças, vegetais e proteínas

Livre de alimentos industrializados, as saladas se tornam pratos altamente ricos e diversificados. Para preparar uma refeição completa, aposte na diversidade dos ingredientes, investindo nas folhas verdes escuras (brócolis, espinafre, couve) que possuem propriedades antioxidantes e ajudam a gerar energia para o corpo. No grupo dos vegetais vermelhos, como tomate, pimentão, esses ingredientes fornecem boas quantidades de vitaminas, enquanto os vegetais laranjas, como cenoura e abóbora, também são cheios de substâncias benéficas e que enriquecem o prato.

Cristiane destaca que o consumo de proteína deve ser calculado de acordo com a necessidade do corpo, mas deve ser distribuída de forma harmônica nas refeições: "Nada de excessos, dê preferência pelos ovos caipira, frangos orgânicos, alguns tipos de peixes, cogumelos Shitake e Shimeji, além das leguminosas, como feijão e lentilha", completa.

Sopas detox: frias ou quentes, o que importa são os ingredientes

Ainda que muita gente pense que as sopas são pratos típicos do inverno, as versões frias são boas opções para os dias de alta temperatura e para não abrir a mão da dieta. A nutricionista explica que esse prato deve ser preparado sem temperos artificiais, seguindo o plano de apenas alimentos naturais e orgânicos.

Esse prato é perfeito para "forrar" o organismo antes de dormir e para diversificar na ingestão de ingredientes nesse plano alimentar. As sopas de lentilha, de quinoa ou de legumes (inhame, abóbora e outros) são as mais indicadas.

Para prepará-las, utilize apenas alho e cebola e prefira o azeite extra virgem ou óleos vegetais, como de coco, canola ou de girassol, que são fontes de gorduras boas para o nosso corpo e ainda previnem as doenças cardiovasculares. E, para potencializar esses pratos, algumas fatias de gengibre podem ser acrescidas durante o preparo.

Chás: quentes, frios ou os suchás, também contribuem com as dietas de desintoxicação

Chá de hibisco, verde, branco, de erva doce, hortelã, cidreira... Qual é o seu favorito? Basta escolher e ainda revezá-los na alimentação. Para os suchás (mistura de chá com sucos de frutas), as bebidas podem ser misturadas com uma limonada ou sucos de abacaxi e melancia, que possuem potencial diurético e melhoram o sistema imunológico.

Cristiane Coronel recomenda que os chás sejam acrescentados no mínimo três vezes ao dia, no intervalo de refeições ou acompanhando lanches e café da manhã, no cardápio semanal.

Substituições saudáveis na dieta detox: saiba quais são as melhores opções

- Troque o glúten por carboidratos complexos: O glúten é uma proteína presente em alguns alimentos que pode causar certa inflamação no organismo, por isso, é substituído por alimentos mais naturais que não vão prejudicar a dieta. São eles: mandioca, cará, batata baroa, inhame, arroz integral, negro, vermelho e farinhas de arroz.

- Substitua os laticínios por outras fontes de cálcio: Por se tratarem de alimentos, na maioria das vezes, industrializados e com substâncias que vão prejudicar o processo detox da alimentação, os laticínios são substituídos por gergelim, folhas verdes escuras e leites vegetais (coco, arroz e amêndoas).

Receitas:
Frango
Ver Mais

Últimas Matérias

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais
Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Presente na nossa alimentação antes mesmo de o Brasil ser descoberto pelos portugueses, a mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim) é uma raiz...

> Leia mais
6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente 6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

Separar poucos minutos do dia para meditar, relaxar o corpo e a mente pode ser algo muito benéfico, sabia? Cuidar da saúde mental e emocional requer pequenos...

> Leia mais
Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os minerais, de uma forma geral, são muito importantes para a saúde dos sistemas nervoso, muscular, esquelético e digestivo, além de garantirem equilíbrio...

> Leia mais