Leve, nutritivo e saboroso: 7 tipos de peixes ideais para sua dieta

<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
Peixes: Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
<strong>Peixes:</strong> Têm a carne mais indicada a ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana.
Rossana C. Torales

Consultor:

Rossana C. Torales

Formada em Nutrição pela UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro), é especializada em Nutrição Clínica Ortomolecular, Fitoterápica & Esportiva pela NUTMED

Manter uma boa diversividade de peixes no cardápio diário é uma opção gastronômica saborosa e, além disso, um hábito alimentar indicado para aqueles que buscam qualidade de vida através da dieta. A boa notícia é que essa não é uma tarefa difícil - afinal, existem quase 4 mil espécies conhecidas de peixes apenas no Brasil. Interessante, né?

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o consumo de peixes per capita aumentou cerca de 30% no país. No entanto, apesar desse aumento na procura de pescados, o Ministério da Saúde adverte que nossa ingestão diária do alimento ainda é pouca quando comparada às recomendações nutricionais elaborada pela Organização Mundial de Saúde. A nutricionista Rossana Torales realça a importância da inclusão de peixes nas refeições.

"Por ter baixo teor de gordura, os peixes têm a carne mais indicada para ser digerida regularmente, de preferência de 3 a 4 vezes por semana. Eles são grandes fontes de proteínas e ômega 3, possuem nutrientes anti-inflamatórios e substâncias que ajudam na construção de tecidos e músculos. Além disso, os peixes também são fontes do complexo B12", destaca Rossana. Para te ajudar a montar a dieta, nós preparamos um pequeno menu com 7 tipos de peixes deliciosos.

7 tipos de peixes ideais para a sua dieta saudável

Dourado

Apelidado de "rei dos rios", o dourado tem propriedades que auxiliam na regeneração de tecidos, regula a pressão e o PH sanguíneos, facilita os processos digestivos e as contrações musculares.

Nutrientes: Cálcio, potássio e vitamina D.

Garoupa

É rica em nutrientes que estimulam a fabricação dos glóbulos vermelhos e facilita o bom funcionamento do sistema neurológico, atuando tanto na formação dos neurônios quanto na transmissão dos impulsos nervosos. Deve ser incluída na alimentação infantil, principalmente durante o primeiro ano de vida, pois colabora na prevenção da deficiência de micronutrientes, como ferro e a vitamina D, essenciais à saúde e ao crescimento.

Nutrientes: Fósforo, ômega 3, potássio, selênio, vitamina B6 e vitamina B12.

Linguado

Peixe pequeno de corpo achatado e formato ovalado, o linguado tem ação antioxidante e atua no controle da deterioração celular.

Nutrientes: Fósforo, iodo, niacina, selênio e vitamina B12 e vitamina E.

Robalo

Peixe típico de rios que deságuam no mar, o robalo também é considerado um bom alimento para questões estéticas, pois ajuda a manter a pele e os cabelos saudáveis. Além disso, sua ação antioxidante favorece o sistema imunológico.

Nutrientes: Cálcio, vitaminas A, C e do complexo B.

Salmão

A espécie é referência para a saúde do coração, ossos, dentes e regeneração dos tecidos. Os nutrientes presentes podem atuar em processos relacionados à prevenção de doenças.

Nutrientes: Ferro, fósforo, magnésio, niacina, ômega 3, potássio, selênio, vitamina A, vitamina B1, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B12 e zinco.

Sardinha

Suas propriedades contribuem para a saúde do sistema cardiovascular, das células nervosas e do tecido ósseo. Além disso, a sardinha faz bem para o sistema neurológico e contribui para a fabricação de glóbulos vermelhos. Na gravidez, o ômega 3 presente na sardinha pode atuar evitando processos inflamatórios de endotélio e melhorando a circulação placentária.

Nutrientes: Albumina, cálcio, ferro, fósforo, niacina, ômega 3, potássio, selênio e vitamina B12.

Truta

A truta sobrevive apenas em águas puras, o que a torna uma das espécies de peixes que menos sofrem contaminação. Altamente nutritiva, ela atua na saúde de ossos e dentes, favorece a regeneração de tecidos e auxilia em processos digestivos e nas contrações musculares.

Nutrientes: Cálcio, fósforo, ômega 3, potássio, selênio e vitamina A.

Mais noticias com...
Receitas:
Salmão
Ver Mais

Últimas Matérias

As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

Você sabia que existem diferentes tipos de laranja que variam, principalmente, em termos de sabor e textura? A laranja-bahia, por exemplo, é uma alternativa...

> Leia mais
Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Como evitar o aquecimento global através da alimentação Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Você sabia que é possível combater o aquecimento global através de pequenas atitudes no dia a dia? Mudar hábitos alimentares, de consumo e estilo de vida é...

> Leia mais
O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O excesso de acúmulo de gordura no corpo pode ser prejudicial para o organismo como um todo, acarretando em doenças do coração, por exemplo. A gordura...

> Leia mais
4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles

4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles 4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles

Existente em diferentes versões, a tangerina é uma fruta cítrica rica em vitaminas A, C e sais minerais que fortalecem a imunidade e melhoram a saúde do...

> Leia mais
Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer

Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer

Você tem o hábito de reparar na frequência diária em que vai ao banheiro evacuar? Para garantir a saúde do intestino, é muito importante ter uma alimentação...

> Leia mais
O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde

O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde

Chamado de canjica em estados do Nordeste, o curau é um prato de origem afro-brasileira que faz muito sucesso nas festas de São João. Feito basicamente com...

> Leia mais
Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar

Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar

Versáteis, práticas e ricas em nutrientes, as frutas secas são ótimas para incrementar iogurtes, bolos, panetones e funcionam como lanche rápido (fácil de...

> Leia mais
As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas

As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas

Para fortalecer a imunidade e matar a vontade de comer doce no dia a dia, uma ótima dica é incluir diferentes tipos de frutas na dieta. Além das mais...

> Leia mais
Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes

Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes

Fonte importante de colágeno, a gelatina pode trazer uma série de benefícios para a saúde dos ossos, articulações e da pele. Para quem não sabe, ela é feita...

> Leia mais
Como fazer chuchu deixando o prato delicioso

Como fazer chuchu deixando o prato delicioso Como fazer chuchu deixando o prato delicioso

Muito usado no preparo de sopas, refogados, gratinados e saladas, o chuchu é um fruto bem nutritivo - rico em vitaminas (A, B e C), antioxidantes, fibras e...

> Leia mais