5 dicas infalíveis para deixar a sua salada saudável, nutritiva e deliciosa

Não faltam opções para montarmos saladas incríveis. Veja algumas dicas saudáveis para incrementar a sua refeição
Não faltam opções para montarmos saladas incríveis. Veja algumas dicas saudáveis para incrementar a sua refeição
Giovana Morbi

Consultor:

Giovana Morbi

Graduada em Nutrição pela Faculdade São Camilo, é especialista em Nutrição Clínica e Ortomolecular com extensão em Nutrigenômica e especializada em Diabetologia Prática pelo Steno Education Center, na Dinamarca.

Como você gosta da sua salada? Com mais ou menos folhas, molhos e temperos especiais, acompanhadas por carnes? Não importa, as saladas são receitas tão versáteis que conseguem se adaptar facilmente a qualquer paladar. Por isso, dentre tamanhas possibilidades, manter combinações saudáveis, nutritivas e naturais, sempre serão as melhores escolhas. Veja algumas boas ideias para incrementar a sua saladinha do dia a dia.

Sejam servidas como entradas ou, até mesmo, pratos principais, as saladas são refeições que combinam com tudo. Nós podemos montar deliciosas saladas com frutas, grãos, legumes, ervas, especiarias e até proteínas, que aumentam o valor nutritivo do prato, por exemplo. Segundo a nutricionista Giovana Morbi, a primeira dica e, talvez, a mais importante, é deixar as folhas e vegetais previamente higienizados:

"Para começar deixe tudo já lavado e separado em recipientes. Eu deixo os tomates, pepino, cenoura já lavados e devidamente guardados na geladeira para ficar sempre fácil e disponível. Tire aqueles plásticos de mercado que não são nada higiênicos e podem contaminar outros alimentos na geladeira", indica a profissional.

O que podemos fazer para deixar as nossas saladas mais saborosas e nutritivas?

1 - Invista na mistura de texturas: Ingredientes macios (queijos e frutas), crocantes (oleaginosas), cremosos (iogurte) e finos (folhas), formam uma salada mais completa, com diversos sabores. A combinação pode ser diversa, com ou sem molho, temperada com azeite, agridoce ou salgada... O que vale nessa hora é a criatividade culinária e a vontade de inovar na preparação do prato.

2 - Diversifique nos temperos: Azeite e sal, são os tradicionais, não é mesmo? Crie outros temperos e condimentos que possam acompanhar a sua salada. O sal de ervas, por exemplo, já pode trazer um sabor diferente. Já o óleo de coco, em quantidade moderada, garante um toque especial. Alecrim, páprica, manjericão e outras ervas aromáticas também farão com que a salada ganhe um sabor diferente.

3 - Dê preferência pelos molhos caseiros: Ainda que em uma salada feita em casa, com ingredientes saudáveis, é muito comum que adicionemos aqueles molhos prontos, carregados de sódio e conservantes. Por isso, a Giovana Morbi indica preparar um molho caseiro natural e saboroso:

"Pegue um recipiente pequeno e coloque duas colheres de sopa de óleo ou azeite extra virgem, uma colher de sopa de suco de limão ou vinagre e três colheres de ervas frescas. Par realçar o sabor, você pode usar alho, mostarda, manga ou morango. Se você prefere uma consistência cremosa, adicione iogurte natural desnatado ou grego no lugar da maionese. E, para quem gosta de um sabor agridoce, é só acrescentar uma colher de chá de mel ou melado de cana.", explica a nutricionista.

4 - Acrescente proteína: Algumas tirinhas de frango ou de carne podem ajudar a misturar as texturas e também aumentar o quadro nutricional dos alimentos. Corte a proteína em pedaços pequenos para equilibrar com a salada e garanta que o mesmo esteja bem temperadinho. Para os vegetarianos ou veganos, os cogumelos e a soja podem substituir a carne, sem alterar os nutrientes da salada.

5 - Finalize o prato e torne-o ainda mais atraente: Há quem ame as saladas e quem as coma por obrigação, por isso, garantir que a refeição seja colorida pode estimular ainda mais. Acrescente queijo ralado light, alecrim, folhas de hortelã que, além da aparência, garantem mais nutrientes. Por exemplo, os queijos aumentam a quantidade de cálcio ingerida na refeição, beneficiando os ossos e músculos, o alecrim atua no equilíbrio da pressão arterial e a hortelã traz refrescância e facilita o processo digestivo.

* Giovana Morbi (CRN-SP 34076) é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo com especialização em Nutrição Clínica e Ortomolecular com extensão em Nutrigenômica e especializada em Diabetologia Prática pelo Steno Eduacation Center, Dinamarca. A profissional disponibiliza seu site para contato e outras informações: Giovana Morbi

Receitas:
Frango
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais