Ponha mais cor no seu prato todos os dias: Conheça a "dieta cromática"

Monte seu prato: Variar nas cores é variar nos nutrientes, conheça a dieta cromática
Monte seu prato: Variar nas cores é variar nos nutrientes, conheça a dieta cromática

Produto recomendado

Tomate italiano orgânico Taeq 500g

Tomate italiano orgânico Taeq 500g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Adicione mais cores à sua vida e, principalmente, à sua alimentação. Um prato colorido, bem dividido, não é só bonito e saboroso, como também é um importante sinal de saúde. Cada vez mais, nutrólogos, nutricionistas e especialistas gastronômicos, orientam investir na diversidade cromática dos alimentos como forma ideal de uma completa nutrição.

Nessa "dieta cromática", o ideal, além das cores, é variar os alimentos escolhidos para representar cada cor. Embora existam propriedades nutricionais comuns aos alimentos de cada coloração, cada iguaria tem nutrientes específicos, como explica a Dra. Brigitte Olichon, nutricionista da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP), no Rio de Janeiro.

"Quanto mais colorido o prato, melhor. A dica é ingerir alimentos de cinco cores diferentes ao dia: vermelho, laranja, roxo, verde e branco. Frutas e vegetais fortemente matizados, ou seja, coloridos, oferecem uma vasta gama de vitaminas, minerais, fibras e substâncias fitoquímicas das quais o nosso corpo necessita para manter uma boa saúde e adequados níveis de energia, protegendo contra os efeitos da idade e reduzindo o risco doenças", disse.

Aderir à dieta cromática é muito fácil. Os alimentos são divididos em seis grupos, ou seis cores, que denunciam os nutrientes predominantes de cada um. Estes alimentos são, então, introduzidos na alimentação, ou seja, você continua comendo fontes de carboidratos e proteínas, mas passa a comer, também, mais frutas e verduras. Confira abaixo os alimentos e os benefícios de cada cor e monte o seu cardápio:

Cores dos alimentos e seus benefícios

Vermelhos – A coloração é consequência do licopeno, um pigmento que atua como antioxidante celular. Ricos em vitamina C, esses alimentos também possuem antioxidantes que ofereces proteção contra doenças e estresse. Seus grandes representantes são frutas como caqui, cereja, framboesa, goiaba, melancia, morango, nectarina, pitanga, romã e tomate, além da beterraba e do pimentão vermelho.

Amarelos e Laranjas – A cor amarelada / alaranjada é consequência do betacaroteno, também conhecido como pró-vitamina A, que atua como antioxidante contra radicais livres e na manutenção dos tecidos e dos cabelos, beneficia a visão noturna e melhora a imunidade. Estes alimentos também são ricos em vitamina C, que atua como antioxidante e participa da síntese de colágeno da pele. Os principais representantes destas cores são abacaxi, manga, maracujá, melão, milho, abóbora, ameixa, caju, carambola, damasco, cenoura, laranja, mamão, pimentão amarelo e tangerina.

Verdes – Os alimentos verdes são resultantes da clorofila, conhecida como um potente energético celular. Mas estes alimentos também possuem quantidades consideráveis de diversos outros nutrientes, como betacaroteno e luteína, ambos antioxidantes, folatos, vitaminas C e E, cálcio, ferro e potássio. Esta cor tem como representantes as folhas verdes, como acelga, alface, repolho, salsa, agrião, chicória, couve, espinafre, rúcula, escarola e manjericão, além de abacate, abobrinha, quiabo, pimentão verde, brócolis, vagem, kiwi, ervilha, limão e pepino.

Roxos – Alimentos nas tonalidades roxa, preta ou azulada contém antocianina, um tipo de pigmento ligado à presença da vitamina B1. Conhecida como a vitamina da disposição, a B1 é essencial para a transformação dos carboidratos e outros nutrientes que ingerimos em energia. Entre seus benefícios está o aumento da disposição mental e a manutenção do funcionamento normal do sistema nervoso, dos músculos e do coração. Alcachofra, ameixa, amora, berinjela, feijão-preto, figo, jabuticaba, uva, repolho roxo são os principais representantes.

Brancos – A cor branca é resultante da flavina, que indica alimentos ricos em minerais, como cálcio e fósforo que ajudam na manutenção dos ossos e dentes, carboidratos e vitamina B6, que favorece a respiração das células e ajuda no metabolismo das proteínas. Alho, banana, batata, cebola, couve-flor, feijão branco, maçã, pera, palmito, chuchu, cogumelo, mandioca, nabo e rabanete são os principais representantes.

Marrons e Bejes – Os cereais integrais e as sementes oleaginosas são os grandes representantes deste grupo. Os cereais, por causa da grande quantidade de fibras que possuem, regulam o funcionamento do intestino, além de ajudar a controlar o colesterol e a diabetes. Já as oleaginosas são excelentes fontes do mineral selênio e de vitamina E, ambos com funções antioxidante, vasodilatador, anticoagulante e contra a fadiga.

Receitas:
Cebola
Ver Mais

Últimas Matérias

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Presente na nossa alimentação antes mesmo de o Brasil ser descoberto pelos portugueses, a mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim) é uma raiz...

> Leia mais
6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente 6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

Separar poucos minutos do dia para meditar, relaxar o corpo e a mente pode ser algo muito benéfico, sabia? Cuidar da saúde mental e emocional requer pequenos...

> Leia mais
Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os minerais, de uma forma geral, são muito importantes para a saúde dos sistemas nervoso, muscular, esquelético e digestivo, além de garantirem equilíbrio...

> Leia mais
Masala chai: 4 receitas para se sentir na Índia

Masala chai: 4 receitas para se sentir na Índia Masala chai: 4 receitas para se sentir na Índia

Experimentar pratos de culinárias diferentes é sempre algo interessante, não é mesmo? Afinal, cada tipo de gastronomia segue uma linha e usa temperos...

> Leia mais
Os benefícios do leite fermentado e como fazer essa bebida em casa

Os benefícios do leite fermentado e como fazer essa bebida em casa Os benefícios do leite fermentado e como fazer essa bebida em casa

Obtido através do processo de fermentação - no qual são usadas bactérias benéficas na produção -, o leite fermentado é uma bebida altamente nutritiva que...

> Leia mais
Bebê com dificuldade de evacuar: o que fazer? As formas de resolver o problema

Bebê com dificuldade de evacuar: o que fazer? As formas de resolver o problema Bebê com dificuldade de evacuar: o que fazer? As formas de resolver o problema

Quando o bebê fica com dificuldade de evacuar, é bem comum surgirem sintomas como irritabilidade, dor e inchaço abdominal. Por isso, é muito importante tomar...

> Leia mais
Como fazer carne de porco? Aprenda a prepará-la de forma saudável

Como fazer carne de porco? Aprenda a prepará-la de forma saudável Como fazer carne de porco? Aprenda a prepará-la de forma saudável

Para evitar a contaminação de cisticercose no organismo - doença normalmente atribuída à carne de porco e causada pela ingestão dos ovos de microrganismos...

> Leia mais
Noz-pecã tem benefícios ligados à saúde cardiovascular! Saiba mais sobre ela

Noz-pecã tem benefícios ligados à saúde cardiovascular! Saiba mais sobre ela Noz-pecã tem benefícios ligados à saúde cardiovascular! Saiba mais sobre ela

Pertencente ao grupo das oleaginosas (ou frutos secos), a noz-pecã é considerada um alimento bem nutritivo e pode ser usada em diferentes receitas: tortas,...

> Leia mais
O que são PANCs? 5 Plantas Alimentícias Não Convencionais para consumir sem medo

O que são PANCs? 5 Plantas Alimentícias Não Convencionais para consumir sem medo O que são PANCs? 5 Plantas Alimentícias Não Convencionais para consumir sem medo

As plantas alimentícias não convencionais (PANCs) nada mais são que vegetais pouco consumidos pela maioria das pessoas. O que muita gente não sabe, na...

> Leia mais
Filmeterapia: conheça 5 filmes que promovem bem-estar

Filmeterapia: conheça 5 filmes que promovem bem-estar Filmeterapia: conheça 5 filmes que promovem bem-estar

Quem nunca assistiu a algum filme engraçado ou emocionante e ficou com um sorriso no rosto depois? As produções audiovisuais (filmes, séries, vídeos etc.)...

> Leia mais