Raiz, bulbo e tubérculo: descubra a diferença entre eles

Cenoura, cebola e batata: embora todos pareçam raízes apenas o primeiro vegetal se enquadra nessa categoria
Cenoura, cebola e batata: embora todos pareçam raízes apenas o primeiro vegetal se enquadra nessa categoria

Às vezes quando lemos a respeito dos benefícios de determinado alimento acabamos vendo suas vantagens apenas de uma maneira geral. Não é à toa que temos classificações como "frutas vermelhas" ou "verduras verde-escuras". Mas em alguns casos a nomenclatura utilizada acaba não sendo a ideal. Raízes, bulbos e tubérculos, por exemplo, são tipos distintos de vegetais. Ainda assim, muita gente nem faz ideia de suas diferenças, ou mesmo que eles podem ser ótimos aliados da saúde.

Raízes tuberosas possuem parte do caule desenterrada

Em geral as pessoas acreditam que bulbos e tubérculos são apenas raízes, já que eles são colhidos da terra, e não da parte de cima de uma planta, como ocorre normalmente com as frutas. Quando falamos de vegetais na verdade nos referimos às raízes tuberosas, que são aquelas que possuem uma parte do caule para fora, isto é, sem estar enterrada. Embora não seja possível selecionar características específicas para esse grupo, seus alimentos mais conhecidos possuem algumas em comum. Eles têm, por exemplo, baixo índice glicêmico, o que é ótimo para controlar problemas como a diabetes. Além disso, são ricos em vitaminas, minerais e carboidratos, que dão mais energia para o corpo.

Entre as raízes mais famosas temos a cenoura, a beterraba, a mandioca e a batata-doce. A primeira se destaca por ser fonte de vitamina A, que é ótima para pele, ossos e dentes, além de auxiliar a visão. Já os outros três vegetais a são ricos em antioxidantes, ajudando a combater o envelhecimento precoce e evitando doenças como câncer e o mal de Alzheimer. Além disso, possuem muito cálcio, sendo perfeitos para prevenir a osteoporose. Um adicional em relação à batata-doce é que ela é rica em fibras e ajuda a dar energia para o corpo, permitindo que quem a consuma consiga emagrecer de forma saudável.

Bulbos têm um formato bem característico

Neste caso seu caule é subterrâneo, e é lá onde os nutrientes ficam acumulados. Mas o que realmente chama a atenção é o seu formato, que se assemelha a um disco, ou a uma bola achatada. Se você ficou confuso basta pensar em seus exemplos mais comuns, que são a cebola e o alho. Inclusive, nesse segundo caso ele não é composto exatamente por um bulbo, mas sim por diversos bulbilhos, que são popularmente conhecidos como "dentes de alho". Em relação à alimentação não precisa se preocupar, porque ele também é rico em nutrientes.

Aliás, a união desses dois ingredientes é benéfica para a nossa saúde. Muito utilizados como temperos, sua combinação na preparação de pratos não é apenas deliciosa, como também indicada por nutricionistas. Isso porque a cebola possui ações anti-inflamatórias e antibacterianas, além de ser perfeita no controle do colesterol. Aliás, sua casca também pode ser aproveitada, já que é rica em quercetina, componente que ajuda a respirar melhor, sendo perfeito para quem sofre com asma ou bronquite. Mas não pense que o alho fica atrás. Afinal, ele é rico em antioxidantes, o que ajuda o sistema imunológico a trabalhar melhor.

Tubérculos parecem uma raiz hipertrofiada, mas são excelentes para a saúde

Assim como ocorre com os bulbos, no caso dos tubérculos a o caule também é subterrâneo. Então, qual a diferença? Basicamente, o formato, que em geral é mais arredondado. Além disso, eles parecem uma raiz hipertrofiada, o que pode soar estranho, mas na verdade permite que eles consigam armazenar substâncias, como amido e inulina. A primeira é uma fonte natural de energia, enquanto a segunda ajuda o intestino a absorver diversos minerais, como magnésio e cálcio. Esses são apenas alguns exemplos, já que cada alimento possui benefícios próprios.

Talvez o tubérculo mais comum seja a batata, que já evitou, inclusive, crises de fome da Europa. Rica em vitamina B6, ela atua no sistema nervoso ajudando a aliviar o estresse do dia a dia. Além disso, ela é fonte de fibras, proteínas e das vitaminas C, E, K e do complexo B em geral. Inhame é outro bom exemplo de tubérculo. Neste caso ele possui baixo índice glicêmico e aumenta a produção de hormônios femininos, o que é ótimo para mulheres que buscam engravidar.

Mais noticias com...
Receitas:
Cebola
Ver Mais

Últimas Matérias

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás 5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

Você já pensou em cultivar plantas medicinais em casa? Existem ervas que são fáceis de cuidar, rendem excelentes chás e também podem ser usadas como tempero....

> Leia mais
Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3 Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Apesar de associarmos o ômega 3 (substância importante para o cérebro e o coração) aos peixes como salmão, sardinha e atum, existem muitos outros alimentos...

> Leia mais
6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta 6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

O termo superalimento vem se popularizando cada vez mais entre pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável. Afinal, ele caracteriza uma série de...

> Leia mais
Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Você já ouviu falar no licopeno? Ele é um dos antioxidantes mais poderosos que existem e faz parte do grupo dos carotenoides (substâncias responsáveis pela...

> Leia mais
Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Muito usado em diferentes culinárias ao redor do mundo, o alho-poró é um ótimo tempero para massas, molhos, carnes, risotos, sopas e pratos diversos. Ele é...

> Leia mais
Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Uma das melhores partes da Páscoa é se deliciar com os pratos (receitas de peixes, como bacalhau, arroz colorido, carnes, massas e o que mais você preferir),...

> Leia mais
Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

A Páscoa é uma das épocas mais animadas e gostosas do ano, né? É o melhor momento para comer muitas trufas, bombons e, é claro, os famosos ovos de chocolate....

> Leia mais
4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia 4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

Você sabia que existem formas de preservar o corpo e a elasticidade da pele? É verdade que não há uma fórmula mágica para fugir do envelhecimento - afinal,...

> Leia mais
6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante 6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá - alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo....

> Leia mais
Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Muito usada na culinária vegana, a carne de jaca é uma ótima alternativa ao frango (até possui uma textura semelhante). Ela pode ser usada em receitas como...

> Leia mais