Alimentos energéticos, construtores e reguladores: entenda cada um desses grupos

Os alimentos energéticos, construtores e reguladores são essenciais para uma alimentação diária saudável e rica em nutrientes
Os alimentos energéticos, construtores e reguladores são essenciais para uma alimentação diária saudável e rica em nutrientes

Você já ouviu falar nos alimentos energéticos, construtores e reguladores? O nome pode até não ser usual, mas esses três grupos alimentares com certeza fazem parte do seu dia a dia! Nós estamos falando de nada mais, nada menos do que toda a composição da pirâmide alimentar. Já sabe o que isso significa né? Todos os carboidratos, proteínas, vitaminas, vegetais e sais minerais estão incluídos. Mas cada um desses elementos pertence a um grupo específico. Quer entender mais sobre o assunto? Então dá uma olhada na matéria!

Alimentos energéticos compõem a base da pirâmide alimentar

Sabe aquele desenho gráfico em formato de pirâmide, cheio de alimentos e divisões nutricionais? Então! Na verdade, ele é uma espécie de "guia da boa alimentação". Criado pelo Ministério da Saúde em 1999, cada parte da pirâmide representa um grupo de alimentos e o número de porções recomendadas diariamente. Ou seja, os elementos presentes na parte mais larga do gráfico devem ser consumidos em maior quantidade. E os que preenchem o topo, em menor quantidade.

O primeiro nível da pirâmide, que forma a base, é formado por eles: os alimentos energéticos! Eles ocupam essa posição justamente por serem os grandes fornecedores da nossa dose diária de energia. Sem eles não poderíamos realizar atividades físicas comuns, praticar exercícios ou exercer uma série de ações inerentes ao bem-estar do organismo.

No processo da digestão, por exemplo, os energéticos são os que se transformam em glicose (e, por isso, fornecem energia) rapidamente. Portanto, ao contrário do que dizem por aí, eles não são os vilões da sua dieta! O grupo é composto por carboidratos - alimentos à base de farinha, (como pães, bolos, massas e biscoitos), cereais, tubérculos e raízes (como batatas, inhame, aipim, mandioca e afins). Todos estes são essenciais para que você tenha uma boa qualidade de vida.

Alimentos reguladores são fontes de nutrientes fundamentais

Os alimentos reguladores fazem parte do segundo nível da pirâmide e devem ser consumidos em menor quantidade se relacionados aos energéticos, mas em grandes porções se comparados aos seus benefícios. Afinal, de uma forma geral são ricos em vitaminas A, B, C, D, E, K, fibras e sais minerais.

Os reguladores (como o próprio nome indica) são responsáveis por regular todas as funções do nosso organismo. Eles nos ajudam a manter o corpo em equilíbrio, trabalham para a manutenção das nossas funções mais orgânicas, e nos fornecem mais disposição, ânimo e energia para o dia a dia - além de serem fontes de nutrientes superimportantes.

O grupo é composto por alimentos de origem vegetal, como frutas (banana, laranja, maçã, uva, pera, mamão, limão e mais), verduras e hortaliças (como rúcula, alface, couve, repolho) e legumes (cenoura, quiabo, vagem, beterraba etc.). E se você deseja ter uma alimentação saudável, nutricionalmente rica e com vários benefícios ao organismo, não pode deixá-los de lado na sua dieta. A escassez desses alimentos pode acarretar falta de memória, enfraquecimento de unhas e cabelos e problemas semelhantes.

Alimentos construtores fazem parte da estrutura do corpo humano

No terceiro e quase último nível da pirâmide (fica apenas abaixo do topo) temos os alimentos construtores! Esse grupo se destaca pela responsabilidade de manter o organismo funcionamento corretamente, por fortalecer e regenerar os tecidos musculares, cuidar do sistema imunológico, ajudar a cicatrizar ferimentos e muito mais.

Os construtores fazem parte da estrutura do nosso corpo. Pense na composição das nossas células, dos tecidos, da musculatura... Em todos os lugares eles estão presentes. São indispensáveis aos que desejam realizar uma dieta saudável, rica em nutrientes, e, sobretudo, aos que querem desenvolver a musculatura.

O grupo é composto principalmente por proteínas, e dentre a imensa lista de alimentos que as representam podemos citar carnes, peixes, frango, tofu, ovos, leite e seus derivados - como iogurtes e queijos -, e todas as leguminosas, como soja, feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico.

Bônus: Alimentos extra energéticos

Açúcares, doces, gorduras, óleos e lipídios em geral: esses são os alimentos que compõem o topo da pirâmide e devem ser consumidos com bastante parcimônia. Conhecidos também como extra energéticos, esses alimentos possuem grande quantidade de calorias e participam do processo de oferta e armazenamento energético do organismo. Embora também seja muito importantes para o bem-estar do organismo, eles devem estar presentes em menores quantidades na sua dieta diária. Na dúvida, consulte sempre um nutricionista para manter uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes importantes.

Receitas:
Queijo
Ver Mais

Últimas Matérias

Truta: conheça os benefícios desse peixe para a saúde

Truta: conheça os benefícios desse peixe para a saúde Truta: conheça os benefícios desse peixe para a saúde

Já viu truta em uma receita e quer saber mais sobre o peixe? O animal é normalmente confundido com o salmão por apresentarem cores semelhantes, mas apesar de...

> Leia mais
Como fazer suco de maçã

Como fazer suco de maçã Como fazer suco de maçã

Rico em vitaminas do complexo B e antioxidantes, o suco de maçã cumpre ação detox no organismo e é um dos sabores que mais faz sucesso. A melhor parte é que...

> Leia mais
O que comer depois do jejum intermitente

O que comer depois do jejum intermitente O que comer depois do jejum intermitente

Quando feito de forma adequada e com acompanhamento nutricional, o jejum intermitente pode ajudar a desintoxicar o organismo e trazer outros benefícios (como...

> Leia mais
3 formas de preparar maionese vegana

3 formas de preparar maionese vegana 3 formas de preparar maionese vegana

Que tal conhecer algumas opções de maionese vegana para incluir no cardápio? Você pode aproveitar os benefícios e sabores de uma dieta sem alimentos de...

> Leia mais
Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Tomar suco verde detox todos os dias é ótimo para eliminar as impurezas do sangue, aumentar a imunidade e fornecer nutrientes para o organismo. A couve, em...

> Leia mais
Suflê de chuchu: 2 receitas fit

Suflê de chuchu: 2 receitas fit Suflê de chuchu: 2 receitas fit

O suflê de chuchu é o preparo perfeito para quem está de dieta, ainda mais se for feito com o Chuchu Orgânico Taeq! É um prato saboroso, pouco calórico,...

> Leia mais
Para que serve o ômega 3

Para que serve o ômega 3 Para que serve o ômega 3

Encontrado em diferentes peixes (salmão, cavala, atum, sardinha, arenque), castanhas e sementes, o ômega 3 é um tipo de ácido graxo essencial (uma gordura...

> Leia mais
Café faz bem: 7 benefícios da bebida

Café faz bem: 7 benefícios da bebida Café faz bem: 7 benefícios da bebida

Tomar café regularmente de forma moderada (no máximo, 3 xícaras por dia) pode trazer uma série de benefícios para a saúde, sabia? Isso porque a bebida é...

> Leia mais
Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais