Polvo e lula: entenda a diferença e importância do consumo desses frutos do mar

Polvo é uma carne magra rica em vitaminas e mineirais que é muito indicada a quem pratica esportes
Polvo é uma carne magra rica em vitaminas e mineirais que é muito indicada a quem pratica esportes

Os benefícios dos frutos do mar são conhecidos há muito tempo, tanto é que os peixes são um elemento essencial na dieta mediterrânea. Seu consumo foi um dos fatores que contribuiu para que países como Espanha e Grécia - isto é, banhados pelo Mar Mediterrâneo - tivessem uma expectativa de vida muito alta em relação aos demais mesmo antes da medicina evoluir tanto. Afinal, esses animais são ricos em ômega 3, ajudando a reduzir a taxa de colesterol e o risco de doenças cardiovasculares.

Vale lembrar que quando falamos de frutos do mar estamos nos referindo também a camarões, ostras, mexilhões, siris e lagostas. De uma forma geral esse tipo de alimentação possui muitas vitaminas do complexo B e ácidos graxos, a famosa "gordura boa". Além disso, é fonte de minerais como ferro, potássio, zinco, magnésio, iodo, selênio e manganês. E isso se reflete em uma proteção contra diversos tipos de problemas, que vão dos de coração a cânceres e enfisemas. Mas isso também vale para o polvo e para a lula? Sim! O único problema é que muita gente confunde esses dois animais, não sabendo diferenciá-los e nem os benefícios de cada um deles para o nosso corpo.

Polvo vs lula: qual a diferença entre eles?

Os dois são animais pertencentes ao reino dos moluscos, sendo portanto parentes do mexilhão. A diferença é que o polvo e a lula não só não vivem em conchas como também possuem tentáculos, o que pode fazer com que muita gente tenha ainda mais dificuldade em saber qual é qual. Em uma análise bem superficial já é fácil detectar diferenças entres eles. Em primeiro lugar, a lula possui um corpo mais comprido e alongado, lembrando o de um tubo, enquanto o polvo possui uma forma mais arredondada. Outro ponto importante é que a lula possui apenas dois tentáculos, e o resto se trata apenas de nadadeiras.

Polvo é um ótimo alimento para quem faz esportes

Agora que as diferenças visuais entre eles ficaram claras, será que você sabe como eles se diferem na gastronomia? Bem, os dois podem até estar juntos em alguns pratos, como a paella, característico da culinária espanhola, mas ainda assim suas propriedades nutricionais são distintas. O polvo, por exemplo, é rico em ômega 3, como ocorre com o peixe e vários outros frutos do mar. Isso significa que ele ajuda a prevenir problemas de coração, que vão de hipertensão até a infartos, e é um poderoso antioxidante, evitando o envelhecimento precoce. Além disso, é fonte de proteína e ajuda a produzir hormônios e enzimas.

Quem gosta de praticar esportes também pode se beneficiar dessa carne magra, já que ela além de possuir um baixo teor de gorduras ainda ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim (EPA) no nosso corpo. O polvo também possui muitos aminoácidos, ajudando a regenerar as células e os músculos, algo essencial na dieta de quem pratica exercícios. Por fim, é rico em vitamina B12, que atua no sistema nervoso, dando mais energia ao corpo, melhorando o humor e ainda evitando problemas neurológicos e psiquiátricos, como o mal de Alzheimer.

Lula possui alto teor de vitaminas e minerais

Em questão de sabor, a lula tem um gosto mais suave em relação ao polvo, por isso antes de preparar qualquer receita é importante ter isso em mente para não substituir um pelo outro. Ela também é considerada mais benéfica para a saúde por possuir um valor nutricional maior. Isso significa, por exemplo, que ela também tem vitamina B12, mas seu teor é mais elevado. Além disso, é rica em vitamina B3, fornecendo não só mais energia ao corpo como estabilizando os níveis de açúcar no sangue, o que previne a diabetes.

Esse alimento também é rico em proteínas e minerais, como fósforo, selênio, magnésio e ferro. Isso significa que a lula não só ajuda a prevenir o câncer como também fortalece os ossos, auxilia no tratamento da pressão alta e ainda combate a anemia. Por fim, ela ainda ajuda o sistema imunológico, faz bem ao coração e ainda é considerada um dos frutos do mar mais benéficos para a saúde, já que apresenta os menores níveis de contaminação por mercúrio.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais