Qual a refeição mais importante do dia? Saiba quando comer mais ou menos

O café da manhã é importante por dar a energia necessária para passar o resto do dia
O café da manhã é importante por dar a energia necessária para passar o resto do dia

Café da manhã, almoço, lanche, jantar... Todas as refeições têm seu devido valor, principalmente na rotina de quem deseja seguir uma alimentação regrada e com todos os nutrientes necessários para que o corpo fique forte e saudável. No entanto, você já deve ter ouvido por aí que o desjejum é a mais importante do dia - e, por isso, não deve nunca ser ignorada. Mas será que essa informação realmente procede?

Para tirar essa e outras dúvidas, conversamos com a nutricionista Vanessa Azevedo, que esclareceu o valor do café da manhã e deu dicas para manter essa e todas as demais refeições com o valor nutricional ideal.

Café da manhã é mesmo a refeição mais importante por garantir a energia necessária para o dia

Alguém provavelmente já te falou, em uma ocasião que você pensou em sair de casa sem tomar café, que essa primeira refeição não deve ser pulada nunca por ser a mais importante do dia. Bom, se você não deu muito crédito e continuou ignorando o desjejum por causa da rotina corrida, é hora de rever os seus hábitos: a ausência do café da manhã realmente faz diferença no nosso organismo!

"Pela manhã, depois de passarmos algumas horas em jejum, nosso corpo acorda sedento por nutrientes. Desta forma, o café da manhã se torna a principal refeição do dia. Ele deve fornecer a quantidade adequada de nutrientes e uma variedade de vitaminas, minerais e fibras para garantir energia e vitalidade para o dia que se inicia", esclarece a nutricionista Vanessa Azevedo.

No entanto, para fazer o desjejum do jeito certo, a profissional ressalta que é preciso se preocupar com a qualidade do que é consumido - de preferência variando o cardápio ao longo da semana para que o organismo absorva todos os nutrientes necessários.

"Devemos priorizar o consumo de alimentos fonte de carboidratos (como pães integrais, tapioca, batata doce, aipim, frutas em geral) e alimentos fonte de proteínas (como ovos, pastinha de grão de bico, cottage, iogurte natural), não esquecendo das fibras, que podem ser encontradas na aveia, chia e linhaça!", indica. E, para completar, Vanessa também recomenda alimentos que são fonte de gorduras boas, como leite de coco em pó, castanhas e amêndoas laminadas, por exemplo, que podem ser combinados com frutas ou iogurte natural.

Depois de um almoço saudável, lanche da tarde é aliado de quem deseja emagrecer

Por mais que o café da manhã seja a refeição mais importante do dia, é claro que também é preciso pensar na qualidade das demais. Na hora do almoço, por exemplo, a nutricionista afirma que é necessário focar na disposição do prato. "O ideal é que metade do prato seja de legumes e de verduras variadas, ¼ de proteínas (diferentes tipos de carne, ovos, frutos do mar) e ¼ de carboidratos (arroz e feijão, batata, aipim, inhame), procurando sempre variar o máximo possível", recomenda.

Já o lanche da tarde, que muita gente acaba pulando para ir direto para o jantar, ela aponta como um trunfo para quem está em processo de emagrecimento ou apenas quer ter hábitos mais saudáveis. "Quando fazemos um lanche da tarde equilibrado, geralmente não chegamos à noite esfomeados, procurando qualquer coisa para comer em casa", diz.

Assim, para ajudar quem quer montar a refeição ideal, a profissional deixa dicas: "Invista em uma combinação de fruta, nuts (castanhas, nozes, amêndoas) e fibras (chia, linhaça, aveia) ou elabore um lanche semelhante ao café da manhã, de acordo com sua fome e suas necessidades nutricionais".

Moderação é a palavra de ordem para a hora do jantar

O jantar, por sua vez, é uma das refeições que mais rende dúvidas entre aqueles que querem se alimentar do jeito certo: afinal, é preciso comer pouco sempre ou dá para devorar uma quantidade maior até determinado horário? Segundo Vanessa Azevedo, não existe uma regra do que é proibido ou não, mas moderação é a palavra de ordem!

"O jantar é um momento onde precisamos comer com moderação, sim. Mas não existe uma regra, como 'o jantar deve ser sem carboidratos'. Devemos sempre adequar o cardápio às necessidades, objetivos e rotina de cada indivíduo", esclarece.

Para finalizar, a nutricionista dá algumas opções para quem quer fechar a última refeição do dia de um jeito equilibrado para uma melhor digestão. "Uma boa dica é investir em saladas cruas, sopas de legumes e preparações mais leves, como uma omelete de legumes ou um escondidinho de couve-flor com frango".

* Vanessa Azevedo de Jesus (CRN 4 14100131) é graduada e mestre em Nutrição pela UFF. Atualmente, faz doutorado na área pela UNIRIO

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais