Memória gustativa: O que é? Descubra como os alimentos agem em nosso cérebro

Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Você sabe o que é memória gustativa? Veja como uma boa alimentação pode trazer as melhores recordações da sua vida!
Carolina Baliere

Consultor:

Carolina Baliere

Formada em Nutrição pelo Instituto Metodista Bennett, é pós-graduada em Nutrição Clínica pela Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria

Poucas coisas na vida aguçam tanto os nossos melhores sentimentos quanto uma boa comida! Seja daquele cheirinho que vem saindo da panela ou ao degustar um prato harmonioso, colorido, e com os ingredientes que mais amamos, a nostalgia culinária nos traz lembranças tão prazerosas que os sabores das receitas invadem nossos paladares antes mesmo de provarmos, não é? Pois bem, essa gostosa sensação tem nome e sobrenome: "Memória Gustativa". Descubra como a alimentação age em nossos cérebros e nos levam a esses momentos de puro conforto e bem-estar.

Em linhas gerais, a memória gustativa é um sentimento saudosista de tudo que nos traz boas lembranças. Nos EUA, por exemplo, quando remetemos esses momentos à alimentação, chamamos de comfort food (comida afetiva, que nos abraça). Por isso, automaticamente, quando estamos diante de algum prato que nos leva às sensações prazerosas, seja da infância ou de outras épocas da vida, todos esse sabores ficam armazenados no cérebro, podendo vir à tona em qualquer momento que instigue essa recordação. A nutricionista Carolina Baliere, explica:

"A memória gustativa tem um poder involuntário que nos faz ter uma consciência de um sabor que remete ao passado. Por exemplo, você passa por um lugar, uma padaria, vê um frango e sente o seu aroma. Aquele momento remete alguma época que você frequentava a casa da sua avó e ela preparava um delicioso frango para você. O cheiro e a imagem ficaram na sua memória e te traz uma sensação de prazer e bem-estar", analisa a profissional, reiterando:

"Nosso cérebro memoriza todos nossos sentidos sensitivos e, quando falamos de alimentos, podemos pensar também em recompensas, ou seja, quando estamos alegres queremos comer e quando estamos tristes também. A comida mexe com o nosso emocional e isso faz com que fique com maior facilidade na nossa memória, pois são atitudes que levam à nossa sobrevivência, facilitando o armazenamento em nosso cérebro", completa a nutricionista.

A alimentação e o nosso cérebro: Penso, logo como!

No ato de ingerir algum alimento, quando comemos, as papilas gustativas presentes na língua enviam uma mensagem para o cérebro, identificando os sabores e promovendo a memória gustativa. Segundo estudos americanos publicados na revista Nature, o nosso cérebro possui neurônios para cada um dos cinco gostos que podemos sentir: salgado, amargo, ácido, doce e o chamado umami (gosto associado aos glutamatos, presente, por exemplo, em carnes e legumes).

Alimentos que estimulam as funções cognitivas

Os alimentos fontes de sais minerais, ômega 3 e vitaminas, além de aguçarem a nossa memória ainda ajudam nas funções cognitivas do cérebro (capacidade de concentração e raciocínio) que facilitam a comunicação dos neurônios. Dentre esses ingredientes, podemos destacar as frutas vermelhas (red berries), tais como morango, framboesa, amora e mirtilo, além de outros exemplos, como abacate, quinoa, linhaça, salmão e os chás (de preferência brancos e verdes).

Mais noticias com...
Receitas:
Salmão
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais