Você sabia que há tipos de vegetarianismo? Conheça as diferenças entre eles

O ovolactovegetarianismo é o tipo mais comum de todos, pois garante uma dieta mais diversificada, apenas com o corte de carnes brancas e vermelhas
O ovolactovegetarianismo é o tipo mais comum de todos, pois garante uma dieta mais diversificada, apenas com o corte de carnes brancas e vermelhas

Muita gente não sabe, mas existem diferentes vertentes do vegetarianismo que se baseiam em dietas alimentares distintas. A mais conhecida de todas é a categoria dos ovolactovegetarianos, formada por pessoas que têm uma dieta menos restritiva: deixam de comer carne (inclusive frangos e peixes) mas continuam se alimentando de todo o resto - frutas, legumes, verduras e derivados de animais, como queijos e leites. Mas além desse tipo específico, existem muitas outras linhas do vegetarianismo. Quer conhecê-las? É só continuar lendo!

Ovolactovegetarianismo propõe uma alimentação menos restritiva

Como citamos acima, o ovolactovegetarianismo é uma das linhas menos restritivas, pois consiste apenas no corte de consumo de carnes, sejam elas vermelhas ou brancas, incluindo frangos, peixes e todos os tipos de frutos do mar. A vantagem desse tipo de vegetarianismo é que ele permite um plano alimentar mais diversificado, tendo em mente que você pode continuar comendo alimentos superqueridos, como o ovo, leite e queijo.

Ovovegetarianismo mantém os ovos na dieta, mas exclui outros derivados

O diferencial desse tipo de vegetarianismo é que, além de excluir as carnes do cardápio, também descarta produtos de origem animal, como leite, queijo, iogurte e requeijão - exceto o ovo. Ou seja, a dieta dos ovovegetarianos é formada, basicamente, por refeições com ovos, legumes, verduras, frutas e vegetais. Abolindo de vez a maior parte dos alimentos que são de origem animal.

Lactovegetarianismo exclui carnes e ovos da dieta

Ao contrário do que acontece no ovovegetarianismo, nesta categoria o ovo é cortado da alimentação. Aliás, o lactovegetarianismo se caracteriza justamente por esse aspecto: a pessoa deixa de se alimentar com carnes e ovos, mas continua consumindo derivados do leite, como queijos, iogurtes, manteiga e por aí vai.

Reducetarianismo consiste na redução do consumo de carnes e derivados

Apesar de ser considerada uma vertente do vegetarianismo, o reducetarianismo não é propriamente "vegetariano", pois consiste apenas na redução do consumo de carnes e derivados. Ou seja, essa linha propõe uma reeducação alimentar mais moderada, sem que haja um corte definitivo de alimentos.

Esse movimento teve início com a instauração da Reduceterian Foundation, uma organização criada pelo norte-americano Brian Kateman, que visa incentivar um estilo de vida mais protetor e consciente com o meio ambiente. A lógica básica do reducetarianismo é a seguinte: quando reduzimos o consumo de carnes e derivados - além de garantirmos uma alimentação mais equilibrada -, também estamos diminuindo impactos na natureza (como o desmatamento) e os maus tratos em animais, característicos da indústria pecuária.

Vegetarianismo estrito X Veganismo

O vegetarianismo estrito é a vertente que possui maiores restrições alimentares, pois consiste no corte absoluto de carnes e todos os produtos de origem animal (o que inclui ovos, leites, queijos, iogurtes, manteiga e por aí vai). Só que muitas pessoas acabam confundindo essa linha com o veganismo, que é uma vertente ainda mais radical. Os veganos, de forma geral, são pessoas que se envolvem mais profundamente com a causa: além de não se alimentarem com carnes e derivados (como os vegetarianos estritos), também deixam de consumir outros produtos de origem animal, como peças de couro, lã, seda e até mesmo alguns cosméticos.

Não se esqueça: Antes de adotar qualquer tipo de vegetarianismo, é fundamental que você se consulte com um nutricionista para planejar uma nova dieta. Isto porque será necessário substituir nutrientes importantes (como as proteínas, o ferro e outras vitaminas presentes nas carnes). É importante que haja um bom planejamento alimentar para que o seu corpo se mantenha 100% saudável, sem nenhuma deficiência de nutrientes.

Mais noticias com...
Receitas:
Tomate
Ver Mais

Últimas Matérias

Abrótano: para que serve e como consumir essa planta fitoterápica

Abrótano: para que serve e como consumir essa planta fitoterápica Abrótano: para que serve e como consumir essa planta fitoterápica

Você já ouviu falar no abrótano? De nome científico Artemisia abrotanum, essa planta medicinal é muito usada no preparo de chás. Ela é originária da Ásia,...

> Leia mais
Quer comer melhor? Aprenda a adaptar receitas para fazer pratos mais saudáveis

Quer comer melhor? Aprenda a adaptar receitas para fazer pratos mais saudáveis Quer comer melhor? Aprenda a adaptar receitas para fazer pratos mais saudáveis

Existem algumas receitas saborosas - como frituras e doces - que acabam sendo muito calóricas e maléficas para o organismo. Isso porque elas são fontes de...

> Leia mais
Como fazer feijão e grão-de-bico? As dicas para preparar leguminosas sem erros

Como fazer feijão e grão-de-bico? As dicas para preparar leguminosas sem erros Como fazer feijão e grão-de-bico? As dicas para preparar leguminosas sem erros

Para quem é vegano ou vegetariano é muito importante incluir leguminosas no cardápio diário. Elas são fontes importantes de ferro, proteínas e garantem uma...

> Leia mais
Unha de gato: o que é e para que serve essa planta medicinal

Unha de gato: o que é e para que serve essa planta medicinal Unha de gato: o que é e para que serve essa planta medicinal

Pertencente ao universo das plantas medicinais, a unha de gato é uma erva muito usada em tratamentos fitoterápicos - sendo consumida em forma de chá ou...

> Leia mais
Desafio: viciada em refrigerante fica 7 dias sem a bebida e conta o que mudou

Desafio: viciada em refrigerante fica 7 dias sem a bebida e conta o que mudou Desafio: viciada em refrigerante fica 7 dias sem a bebida e conta o que mudou

Com que frequência você bebe refrigerante? No caso da cineasta Nathália Souza, de 26 anos, a resposta é "todos os dias". "Na época de faculdade bebia de duas...

> Leia mais
Qual o melhor horário para tomar sol? Saiba como absorver mais vitamina D

Qual o melhor horário para tomar sol? Saiba como absorver mais vitamina D Qual o melhor horário para tomar sol? Saiba como absorver mais vitamina D

Você já deve ter ouvido falar sobre a importância de tomar sol. Afinal, a exposição aos raios solares ativa a produção de vitamina D que, por sua vez,...

> Leia mais
Comida coreana: 4 pratos dessa gastronomia, que vem se popularizando no Brasil

Comida coreana: 4 pratos dessa gastronomia, que vem se popularizando no Brasil Comida coreana: 4 pratos dessa gastronomia, que vem se popularizando no Brasil

Experimentar pratos de culinárias diferentes é sempre algo interessante. As comidas coreanas, em especial, vêm se popularizando bastante no Brasil -...

> Leia mais
Como reduzir o sabor amargo dos vegetais durante o seu preparo

Como reduzir o sabor amargo dos vegetais durante o seu preparo Como reduzir o sabor amargo dos vegetais durante o seu preparo

Existem muitos vegetais - como jiló, berinjela e agrião - que têm um sabor mais amargo e, por isso, não agradam o paladar de muitas pessoas (principalmente o...

> Leia mais
GPA adota bandejas biodegradáveis em produtos das marcas Taeq e Qualitá

GPA adota bandejas biodegradáveis em produtos das marcas Taeq e Qualitá GPA adota bandejas biodegradáveis em produtos das marcas Taeq e Qualitá

Você sabia que o plástico leva 100 anos para se decompor na natureza e que o tempo do isopor é indeterminado? Foi pensando no bem-estar do nosso planeta que...

> Leia mais
5 receitas lights que você pode preparar sem medo

5 receitas lights que você pode preparar sem medo 5 receitas lights que você pode preparar sem medo

Para quem quer seguir um estilo de vida mais saudável - com alimentos leves e nutritivos - uma boa dica é procurar por receitas lights. O problema é que...

> Leia mais