Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

O transtorno alimentar infantil é caracterizado pela dificuldade (ou recusa) de consumir uma boa variedade e quantidade de alimentos, principalmente os mais saudáveis e nutritivos, como frutas e hortaliças
O transtorno alimentar infantil é caracterizado pela dificuldade (ou recusa) de consumir uma boa variedade e quantidade de alimentos, principalmente os mais saudáveis e nutritivos, como frutas e hortaliças
Michelle Lage

Consultor:

Michelle Lage

Michelle Lage (CRP 5/53128) é formada em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e faz formação em terapia reichiana

Engana-se quem pensa que distúrbios relacionados à alimentação (como anorexia ou bulimia) atingem apenas adolescentes e adultos. Desde a infância, é possível que alguns indivíduos manifestem certa dificuldade (e desconfortos) na hora de realizar as refeições. O problema, no entanto, é quando a criança se recusa a comer a variedade e quantidade de alimentos necessárias para se manter saudável. Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a psicóloga Michelle Lage, que explicou melhor o que é transtorno alimentar infantil e como tratá-lo de forma adequada. Confira!

O que é distúrbio alimentar infantil?

Cuidar da alimentação das crianças é fundamental para garantir uma boa fase de crescimento e desenvolvimento de todas as funções do corpo. Afinal, nutrientes como proteínas, fibras, vitaminas e minerais são indispensáveis para a evolução das funções cognitivas, metabólicas e para o funcionamento dos sistemas do organismo (nervoso, cardiovascular, respiratório etc.). Por isso, caso seja identificado algum distúrbio alimentar infantil, é de suma importância agir o quanto antes! De acordo com a psicóloga Michelle Lage, esse tipo de problema costuma acontecer por conta de desentendimentos na hora de introduzir a comida aos pequenos.

"O transtorno alimentar infantil, também conhecido como dificuldade(s) alimentar(es) na infância, é qualquer desentendimento ou dificuldade entre o cuidador e a criança no que diz respeito à alimentação. Engloba casos de seletividade, distúrbios orgânicos, fobias alimentares, ou até mesmo interpretação falha dos pais", explica Michelle.

Quais são os sinais e sintomas desse tipo de transtorno?

Para identificar se a criança realmente está sofrendo com algum distúrbio alimentar, é muito importante ficar atento a possíveis sinais e sintomas. A recusa a diferentes tipos de alimentos - até mesmo doces e comidas consideradas mais apetitosas pelos pequenos - é considerada um dos principais sinais de que existe algo de errado com a alimentação infantil. Mas, de acordo com a psicóloga, o transtorno alimentar também ocorre quando a criança rejeita apenas alimentos mais saudáveis (como frutas e hortaliças). Por isso, é muito importante ter atenção para que a criança não sofra com deficiências nutricionais.

"A alimentação inadequada, por sua vez, tem muitas consequências, pois uma nutrição deficiente traz sinais e sintomas secundários de diversas ordens. Dito isso, um dos principais avisos é, muitas vezes, a dificuldade em ganhar peso de forma apropriada. Vale lembrar também que essa ordem de transtorno tem seu início antes dos seis anos de idade, e que os sintomas parecem não ser devido a nenhuma condição médica geral, mas sim a outra questão psiquiátrica ou à falta de alimentos específicos na dieta", afirma Michelle.

Como tratar o transtorno alimentar infantil?

Muitas vezes, o distúrbio alimentar infantil pode ser causado por conta da influência dos pais e de outros cuidadores com relação à alimentação. No entanto, existem também fatores biológicos que podem influenciar nesse quesito. Por isso, caso a criança esteja com alguma dificuldade para comer, é muito importante consultar profissionais especializados - como médicos, nutricionistas e psicólogos. De acordo com Michelle Lage, é necessário levar em conta diferentes aspectos da vida da criança para realizar o tratamento adequado.

"O objetivo principal do tratamento é a melhora do estado nutricional do paciente. Deve ser realizada uma avaliação dos pais/cuidadores e de fatores psicossociais que possam estar contribuindo para o desenvolvimento e a manutenção do problema. As práticas alimentares devem ser compreendidas não apenas quanto aos alimentos consumidos habitualmente, mas também quanto às condições que favorecem tais hábitos, pois elas são determinadas por vários fatores, como disponibilidade objetiva dos alimentos, modo de vida, influências culturais e introdução de novos alimentos por meio da mídia", finaliza a profissional.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Dentre os vegetais, a lista de benefícios do brócolis é uma das mais extensas! O legume é supernutritivo e oferece muita versatilidade para as refeições...

> Leia mais
Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Você já deve ter ouvido falar que suco de caixinha faz mal, não é? Assim como diversos produtos vendidos no mercado e consumidos na rotina alimentar, existem...

> Leia mais
Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Ter lanches saudáveis na bolsa é sempre uma boa ideia para quem quer curtir um dia ensolarado com toda a família na praia. Além de ser mais econômica, essa é...

> Leia mais
Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Você sabe quais os benefícios da maçã? E no caso da maçã desidratada, o que você sabe sobre o alimento? A primeira coisa a se dizer é que as frutas...

> Leia mais
Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável? Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Entre óleo de coco e azeite, qual você prefere? É possível que você já tenha se perguntado qual o óleo mais saudável, pois essa questão é bem comum para quem...

> Leia mais
Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Também chamado de oxicoco, mirtilo-vermelho ou airela, o cranberry é uma fruta vermelha, pequena e redonda, de sabor agridoce que se destaca por ter um alto...

> Leia mais
Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Quer preparar um petisco saudável para servir em eventos ou receber os amigos em casa? O bolinho de espinafre é a receita perfeita para quem gosta de...

> Leia mais
Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

O ovo pochê é um clássico da culinária francesa. Ele é cozido fora da casca em água quente, resultando em uma gema mole bem levinha. Além de delicioso, o ovo...

> Leia mais
Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Montar um cardápio semanal com alimentos ricos em vitamina C é essencial para fortalecer a imunidade. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde),...

> Leia mais
Seleta de legumes congelada: 3 motivos para apostar nesse ingrediente

Seleta de legumes congelada: 3 motivos para apostar nesse ingrediente Seleta de legumes congelada: 3 motivos para apostar nesse ingrediente

A seleta de legumes pode mudar a sua rotina alimentar, sabia? É verdade! Afinal, os alimentos possuem inúmeras qualidades e são superindicados para quem tem...

> Leia mais