Possui doença celíaca? Nutricionista dá dicas para cortar o glúten do cardápio

Arroz, feijão e vegetais podem fazer parte da dieta de qualquer celíaco
Arroz, feijão e vegetais podem fazer parte da dieta de qualquer celíaco

Quem é celíaco já sabe: glúten é completamente proibido do cardápio. Afinal, pessoas que sofrem com essa doença são intolerantes à proteína, o que significa que se elas não querem sofrer com qualquer tipo de inflamação e desconforto é preciso eliminar de vez qualquer resquício do glúten na alimentação diária. Mas embora essa doença não tenha cura, a boa notícia é que com alguns cuidados é possível viver com ela sem sofrimentos.

Fique atento ao rótulo da embalagem

O primeiro passo para evitar qualquer tipo de desconforto é simplesmente ficar sempre de olho nos rótulos das embalagens. Afinal, desde 2003 existe uma lei que define que a presença ou não de glúten nos alimentos deve estar clara para evitar que a pessoa compre algo que não pode consumir por engano, como lembra a nutricionista Caroline Velloso.

"Devemos nos atentar para os alimentos que não possuem glúten na sua composição, pois durante a fabricação eles podem entrar em contato com os que possuem, ou serem utilizados um mesmo maquinário para o processamento - gerando a contaminação cruzada. Por isso, esses alimentos também devem ser evitados para não causarem prejuízos à saúde do celíaco. Alguns bons exemplos que devem ficar longe da mesa são aveia, queijos fundidos, sopas instantâneas, molhos prontos, carnes embutidas, ketchup e batata frita congelada", afirma.

Como ter uma dieta sem glúten

Mesmo sabendo que é preciso evitar cereais em geral - como trigo, centeio e cevada -, às vezes é difícil ter uma dieta que não tenha o menor traço de glúten. Afinal, para ter uma alimentação balanceada é preciso consumir diferentes alimentos, que vão trazer benefícios variados ao corpo. Por isso, uma boa ideia é combinar alguns ingredientes que não entram na lista de proibidos em diferentes tipos de receitas.

"Para que o paciente celíaco possa manter uma dieta rica em nutrientes, mesmo sem consumir nada com glúten, é preciso ter uma alimentação variada e ser criativo. Os alimentos que naturalmente não possuem glúten e, portanto, podem ser consumidos são, por exemplo: arroz, feijão, frutas, legumes e verduras, carnes, peixe, tapioca, óleos, azeite, sal, açúcar e quinoa", explica Caroline Velloso.

Substituições evitam uma dieta monótona

A nutricionista destaca também que alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras, podem ser consumidos à vontade. Já no caso dos que fazem mal a celíacos, a dica é trocar um ingrediente proibido por outro equivalente que possa fazer parte do cardápio.

"O celíaco precisa variar a dieta com a substituição de farinhas que contém glúten, como as de trigo, por farinhas como as de amêndoa, milho, arroz, linhaça, chia e coco. Também é preciso fazer uso amido de milho, polvilho, fécula de batata para realizar preparações mais elaboradas como pães e bolos, com o objetivo de evitar uma dieta monótona e ter uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes mesmo com tamanha restrição", diz.

Cardápio de celíacos pode ter pão, basta cortar o glúten

Por fim, a nutricionista lembra que celíacos não podem comer de jeito nenhum pão, biscoito, cerveja, pizza, salgadinhos, molho branco, barras de cereais, gérmen de trigo, massas e bolos. Ao mesmo tempo, as adaptações são sempre bem-vindas. Você sabia, por exemplo, que é possível preparar um pão sem glúten ou mesmo encontrar um desses no mercado? Pois é, não poder consumir glúten não é o fim do mundo, e é possível continuar aproveitando deliciosas receitas sem abrir mão de uma dieta rica em nutrientes.

Para quem não sabe por onde começar, Caroline Velloso deu uma ajuda e preparou um cardápio especial para celíacos para todas as refeições do dia. Dá uma olhada:

Café da manhã: Pães sem glúten ou tapioca com manteiga e leite com fruta

Lanche da manhã: Salada de fruta

Almoço: Arroz, feijão, filé de frango grelhado com mix de folhas e salada de grão-de-bico

Sobremesa: Melancia

Lanche da tarde: Tapioca com queijo minas e suco de laranja

Jantar: Arroz, filé de peixe cozido, salada de agrião com tomate cereja e beterraba ralada

Sobremesa: Morango

* Caroline Velloso (CRN 18100391) é formada em Nutrição pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e disponibiliza o seu Instagram para contato.

Mais noticias com...
Receitas:
Tapioca
Ver Mais

Últimas Matérias

6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo

6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo 6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo

Dependendo do tipo de corte e da forma de preparo, as carnes vermelhas podem ser grandes aliadas da nossa saúde! Elas são conhecidas por serem uma das...

> Leia mais
Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento

Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento

Presente no prato dos brasileiros, o feijão é uma de leguminosa altamente nutritiva (fonte de ferro, potássio, fibras e vitaminas) e rende ótimas receitas:...

> Leia mais
6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta

6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta 6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta

Muito usado no preparo de chás terapêuticos, o hibisco é um tipo de planta medicinal que traz vários benefícios à saúde. Suas flores são bem aromáticas - por...

> Leia mais
O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas

O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas

Obtido através da casca das sementes da Plantago ovata (importante planta medicinal), o psyllium é um tipo de farinha sem glúten (isto é, pode ser usado na...

> Leia mais
Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais