Consciência nutricional: O papel do nutricionista em sua alimentação!

Em tempos de conscientização alimentar, o acompanhamento de um nutricionista é uma ótima forma para melhorar a nossa saúde. Outros pontos importantes, que vão de atenção aos rótulos até o maior conhecimento e informação sobre os produtos ingeridos, também são de grande relevância para o bom funcionamento das dietas.
Em tempos de conscientização alimentar, o acompanhamento de um nutricionista é uma ótima forma para melhorar a nossa saúde. Outros pontos importantes, que vão de atenção aos rótulos até o maior conhecimento e informação sobre os produtos ingeridos, também são de grande relevância para o bom funcionamento das dietas.
Liliam Teixeira Francisco

Consultor:

Liliam Teixeira Francisco

Nutricionista graduada pela Universidade Gama Filho (UGF), possui pós-graduação em Nutrição Materno Infantil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade (ABESO).

É chegada a era da "consciência e/ou orientação nutricional no Brasil"! No mês onde se comemora o dia do nutricionista (31 de agosto), a ideia de ter o máximo de conhecimento do que se come- das produções aos processamentos dos alimentos - tornam o trabalho conjunto a esses profissionais ainda mais importantes em nosso cotidiano alimentar.

O papel do nutricionista nesse movimento de conhecimento em prol da saúde - não apenas pela estética - é mais do que essencial, como afirma a nutricionista Adriana Ávila: "O nutricionista é o tradutor de toda informação sobre nutrição existente voltada para uma alimentação de qualidade, de acordo com idade, disponibilidade para prática de exercícios físicos, intolerâncias e alergias (como para os intolerantes a lactose ou glúten)", salienta a profissional.

Hábitos como a leitura dos rótulos passaram a fazer parte da rotina de quem se preocupa com a saúde, por isso, a procura por ajuda profissional tem aumentado, se opondo aos antigos modismos passageiros de dietas mirabolantes e desvairadas pelo senso comum. "Eu trabalho com nutrição há 15 anos e ao longo desse tempo vejo que as pessoas se cuidam muito mais fazendo melhores escolhas na alimentação hoje em dia", revela a nutricionista Liliam Teixeira.

Não tenha medo de questionar seu nutricionista

Não é fácil entender 100% dos rótulos dos alimentos, mas durante o acompanhamento nutricional isso é ensinando gradativamente e em detalhes. Liliam alerta que é preciso estar atento para pequenos truques: "As embalagens costumam usar muito o marketing para tentar mudar o foco de algum componente que tenha em maior quantidade". Em uma farofa, por exemplo, vem escrito que não contém colesterol na composição, mas quando se observa a tabela nutricional, vê-se que possui grande quantidade de gorduras totais.

Para cada pessoa há uma dieta adequada e direcionada ao seu objetivo pessoal, mas o ponto de partida é sempre o mesmo: conhecimento. As nutricionistas consultadas deixam dicas valiosas para quem quer começar a se cuidar:

Cuidado multifocal: Para cuidar de verdade do nosso organismo, precisamos observar não só da quantidade de calorias que ingerimos, mas a qualidade delas. "Devemos optar por alimentos com menos teores de sódio, de preferência sem gordura vegetal hidrogenada, que se transforma em gordura trans", aconselha Adriana Ávila. Lílian Teixeira completa: "Na parte em que fica a descrição dos ingredientes, precisamos ficar de olho na quantidade deles que são artificiais".

Escolha consciente: Hoje em dia é comum que a falta de tempo nos leve a recorrer aos fast foods e, apesar de estarem surgindo cada vez mais redes mais preocupadas com a qualidade do que oferecem (saladeiras, opções vegetarianas e veganas, etc), é preciso saber bem o que se está comendo. Adriana dá o pulo do gato: "Devemos checar se eles dispõem da ficha técnica dos produtos servidos, assim saberemos o valor nutricional do produto com as quantidades de calorias, proteína, gordura, gordura saturada, carboidratos, sódio, presença ou não de açúcar, e que tipo de óleo é utilizado no preparo".

Mantenha-se informado: "Devemos ter cuidado com o que lemos, vemos e ouvimos, se a fonte é segura ou não, e - principalmente - com o que fazemos com a nossa alimentação e consequentemente com o nosso corpo e saúde, a partir dessas informações que recebemos", aconselha Adriana. "A alimentação é o combustível para o nosso corpo. Se ninguém gosta de colocar combustível adulterado no seu carro, por que colocamos alimentos fora da qualidade no nosso corpo?", encerra Liliam.

* Adriana Lúcia van-Erven Ávila é formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária).

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta

Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta

Quem não gosta de uma sobremesa de morango logo depois de um almoço de domingo, né? Os preparos com a fruta vermelha são supernutritivos e garantem um sabor...

> Leia mais
Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios

Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios

O queijo cottage é uma opção simples e saudável para adicionar mais proteína às refeições! É possível encontrar diferentes tipos de queijo no mercado, mas...

> Leia mais
Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos

Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos

É sempre bom conhecer a origem dos alimentos que consumimos, não é mesmo? Melhor ainda é ter a certeza de que a comida que colocamos no prato passou por...

> Leia mais
Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia

Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia

O ovo cozido está presente na rotina alimentar dos brasileiros, principalmente daqueles que treinam regularmente e estão em busca de massa muscular magra!...

> Leia mais
Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente

Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente

Praticar exercícios de mindfulness (atenção plena) ajuda a melhorar o foco, a memória, a concentração e ainda reduz o estresse e a ansiedade. A melhor parte...

> Leia mais
Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante

Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante

Adicionar alimentos light à rotina alimentar pode ser uma ideia muito saudável e o Suco de Uva Branco Integral Taeq é o exemplo perfeito disso! A bebida...

> Leia mais
Como fazer o cabelo crescer: 10 alimentos que podem ajudar

Como fazer o cabelo crescer: 10 alimentos que podem ajudar Como fazer o cabelo crescer: 10 alimentos que podem ajudar

Ter uma rotina de alimentação balanceada é a principal dica de como fazer o cabelo crescer! A saúde das mechas e da pele é diretamente influenciada pelo...

> Leia mais
Alimentos congelados agilizam o dia a dia! Conheça os congelados Taeq

Alimentos congelados agilizam o dia a dia! Conheça os congelados Taeq Alimentos congelados agilizam o dia a dia! Conheça os congelados Taeq

Você sabia que a comida congelada pode ser saudável e trazer uma série de vantagens para o dia a dia? Além das carnes - como frangos e peixes - que devem ser...

> Leia mais
Leite zero lactose: mitos e verdades

Leite zero lactose: mitos e verdades Leite zero lactose: mitos e verdades

O que você sabe sobre leite sem lactose? O produto vem ganhando relevância nos últimos anos e promete segurança no consumo de laticínios, especialmente para...

> Leia mais
Meu filho não quer comer: o que fazer? 4 atitudes para reverter esse quadro

Meu filho não quer comer: o que fazer? 4 atitudes para reverter esse quadro Meu filho não quer comer: o que fazer? 4 atitudes para reverter esse quadro

Incentivar a criança a comer de forma saudável não precisa ser tão difícil - afinal, existem alguns truques que ajudam a tornar a hora da refeição bem mais...

> Leia mais