Aproveite o sabor dos queijos para uma dieta saudável

Os queijos são boas fontes principalmente de proteínas e minerais importantes como o cálcio, que é fundamental para fortalecer a estrutura óssea do corpo
Os queijos são boas fontes principalmente de proteínas e minerais importantes como o cálcio, que é fundamental para fortalecer a estrutura óssea do corpo

Sua elaboração é uma arte (comparada até com as fabricações de vinhos); seus sabores, aromas e texturas, inconfundíveis... Além disso, ainda por cima, é um dos alimentos mais ricos, leves e gostosos para serem inseridos à alimentação saudável! De quem estamos falando? Do queijo, é claro! Fonte dos mais diversos nutrientes, a tradicional iguaria é presença quase obrigatória em dietas para o dia a dia.

Apesar de possuir uma infinidade de tipos, estilos e variações, o queijo, em regra, é feito da mesma matéria-prima: o leite animal (vaca, ovelha ou cabra). Como é necessária uma grande quantidade do leite para sua produção (cerca de 10 litros para produzir 1 kg), ele guarda em sua composição um farto arsenal de nutrientes fundamentais ao organismo. Por isso, o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, recomenda a ingestão de 3 porções diárias de leite e seus derivados, para uma alimentação saudável e equilibrada. A nutricionista Fábia Massarani enfatiza a importância dessa iguaria à saúde.

"De maneira geral, os queijos são boas fontes principalmente de proteínas e minerais importantes como o cálcio, que é fundamental para fortalecer a estrutura óssea do corpo, evitando, por exemplo, a osteoporose. Também são fontes ricas de vitaminas A e do complexo B", comentou a nutricionista, avaliando os melhores tipos do alimento para as dietas. "Dê preferência aos queijos brancos, como ricota, queijo minas e cottage. Eles são mais leves e menos gordurosos. Os queijos amarelados, embora também tenham nutrientes, como o cálcio (o parmesão, por exemplo, é uma excelente fonte), adicionam muita gordura ao cardápio, por isso devem ser evitados ao consumo diário", destacou.

Sem hora – Um dos diferenciais dos queijos, principalmente os brancos, é a sua flexibilidade alimentar. O alimento, de acordo com Fábia Massarani, pode ser consumido a qualquer hora, em qualquer refeição, desde que não seja em grande quantidade. "Essa é a maior vantagem do queijo como aliado no plano alimentar: não tem restrição de horário e nem de tipo de refeição – cai bem em preparações desde o café da manhã e lanches até almoço e jantar, constituindo também uma boa ceia para uma noite tranquila de sono. Porém, devemos sempre estar atentos à quantidade ingerida, pois, além de o excesso alimentar nunca ser bom para a saúde, pode dificultar a absorção de nutrientes oriundos de outros alimentos e fornecer sódio muitas vezes em alta quantidade, o que está relacionado com aumento da pressão arterial", enfatizou.

Cuidados e Restrições – Contudo, não é porque o queijo tem tantas virtudes que não devemos tomar algumas precauções. A maneira de usar e armazenar, além de pessoas com restrições alimentícias ou intolerantes à lactose, devem seguir orientações básicas. "As orientações dos rótulos/embalagens devem sempre ser seguidas, pois cada tipo de queijo merece um cuidado especial. Em geral, devemos ficar atentos, por exemplo, à refrigeração. Para evitar que o queijo fique seco e duro, o cubra com uma película; nunca deixe o queijo livre/solto na geladeira, sem estar com uma proteção ou em um pote; não coloque queijos diferentes em um mesmo recipiente, cada um tem um tempo e uma validade, e fazendo isso um pode comprometer o outro; limpe sempre a faca quando for cortar outro tipo de queijo diferente depois; uma vez refrigerado, evite ao máximo expor o queijo à temperatura ambiente (por exemplo, deixar em cima da mesa para petiscar, e depois voltar para a refrigeração)", explicou a nutricionista.

Para os intolerantes à lactose ou àqueles que não usam nada de origem animal na alimentações, Fábia Massarani apresenta algumas alternativas para manter o mesmo padrão nutritivo do queijo às dietas. "Para os intolerantes à lactose, hoje em dia existem algumas versões de queijos lacfree. Quanto à proteína, a do queijo é mais fácil de ser digerida do que a proteína do leite, uma vez que uma etapa da digestão já é feita no processo de coagulação do mesmo. Mas, na maioria dos casos, costumo indicar o alimento através de outra origem: queijos caseiros feitos com oleaginosas, que não devem nada em sabor e qualidade nutricional, e ainda agradam a veganos", finalizou.

Mais noticias com...
Receitas:
Queijo
Ver Mais

Últimas Matérias

Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Quer dar uma diferenciada no cardápio no fim de semana? A comida mediterrânea é uma opção saudável para curtir uma noite de receitas estrangeiras com a...

> Leia mais
Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Dentre os vegetais, a lista de benefícios do brócolis é uma das mais extensas! O legume é supernutritivo e oferece muita versatilidade para as refeições...

> Leia mais
Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Você já deve ter ouvido falar que suco de caixinha faz mal, não é? Assim como diversos produtos vendidos no mercado e consumidos na rotina alimentar, existem...

> Leia mais
Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Ter lanches saudáveis na bolsa é sempre uma boa ideia para quem quer curtir um dia ensolarado com toda a família na praia. Além de ser mais econômica, essa é...

> Leia mais
Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Você sabe quais os benefícios da maçã? E no caso da maçã desidratada, o que você sabe sobre o alimento? A primeira coisa a se dizer é que as frutas...

> Leia mais
Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável? Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Entre óleo de coco e azeite, qual você prefere? É possível que você já tenha se perguntado qual o óleo mais saudável, pois essa questão é bem comum para quem...

> Leia mais
Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Também chamado de oxicoco, mirtilo-vermelho ou airela, o cranberry é uma fruta vermelha, pequena e redonda, de sabor agridoce que se destaca por ter um alto...

> Leia mais
Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Quer preparar um petisco saudável para servir em eventos ou receber os amigos em casa? O bolinho de espinafre é a receita perfeita para quem gosta de...

> Leia mais
Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

O ovo pochê é um clássico da culinária francesa. Ele é cozido fora da casca em água quente, resultando em uma gema mole bem levinha. Além de delicioso, o ovo...

> Leia mais
Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Montar um cardápio semanal com alimentos ricos em vitamina C é essencial para fortalecer a imunidade. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde),...

> Leia mais