Peixes enlatados ou in natura: Qual é a opção mais saudável para comer?

Os peixes são dos alimentos mais recomendados por nutricionistas para seguirmos uma alimentação saudável. Fonte de importantes nutrientes, o seu consumo regular ajuda a manter equilibrado o nosso organismo, proporcionando a melhor sensação de bem-estar. Mas, você sabe qual é a melhor opção para acrescentar no seu dia a dia? Entenda as diferenças entre os peixes enlatados e os peixes frescos!

De acordo com a recomendação da Organização Mundial de Saúde, a OMS, um adulto saudável deve consumir cerca de 12 kg de peixe por ano, mas a nutricionista Sheila Basso ressalta que o brasileiro ainda está abaixo dessa média: "Por apresentar vasto teor de nutrientes, os peixes são alimentos fundamentais para todos. Mas, muitas pessoas não o consomem pela dificuldade em prepará-lo ou falta de tempo para tal. Isso, não é mais um problema! Os peixes enlatados são uma boa opção para quem não tem tempo de preparar sua refeição", indica a profissional.

Enlatados x in natura: Têm diferenças?


Ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias, segundo a nutricionista, ambos os peixes possuem as substâncias necessárias para acrescentarem nutrientes ao nosso organismo, tais como: zinco, ferro, fósforo, cálcio, vitaminas A, do complexo B e D que ajudam a tornar o nosso corpo saudável, prevenindo doenças e completando o quadro nutricional necessário para o nosso bem-estar. Porém, o grande destaque dos peixes enlatados se dá pela praticidade na hora da preparação:

In natura: Os peixes frescos, se tornam ótimas opções para quem possui mais tempo para limpar, temperar, preparar e preferem o alimento em sua forma natural. Os nutrientes são mantidos de forma integral e o sabor do peixe, para algumas pessoas, é evidenciado por serem frescos.

Enlatados: São ideais para quem quer ter uma alimentação balanceada em pouco tempo de preparação: "Peixes enlatados podem ter como período de validade até dois anos, isso sem perder suas propriedades nutritivas e o sabor. O pescado quando conservado em óleo de soja ou em azeite na lata não tem seus nutrientes dissipados, devido ao processo de preparação do alimento enlatado ser diferenciado. O peixe é colocado cru dentro da lata, que em seguida é hermeticamente fechada, a embalagem é levada para fornos em altas temperaturas, garantindo ainda mais a preservação dos nutrientes, como o ômega-3", ressalta a nutricionista.


Atenção ao consumo dos peixes enlatados. Leia a embalagem!

É importante destacar que, é preciso ter atenção na hora de optar pelos pescados enlatados, já que algumas marcas possuem adição de sal. Por isso, esteja sempre atento aos rótulos, verificando o que é adicionado ao peixe na embalagem, pois o sal em excesso pode acarretar diversos problemas, tais como a pressão alta, retenção de líquido, doenças cardiovasculares, inchaço e dores de cabeça.

Principais nutrientes - Ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias, os pescados são fontes naturais de proteínas para o nosso organismo. Dentre eles, destacamos o ácido graxo ômega 3, um nutriente que não pode ser produzido pelo nosso corpo e deve ser ingerido através de uma alimentação equilibrada. Também chamado de gordura boa, o ômega 3 é associado à saúde do coração e do cérebro, ajudando a prevenir as doenças cardiovasculares e diminuir o risco da depressão, ansiedade, do Alzheimer e até da insônia.

Ver mais: Alimentação saudável, Receitas com pouca gordura, Alimentos ricos em ferro, Sem colesterol

Últimas matérias