Você conhece a dieta Fodmap? Saiba seu cardápio e como ela funciona

Alguns dos exemplos de
Alguns dos exemplos de "Fodmaps" são alimentos derivados do trigo, frutas e leguminosas
Jéssica Pimentel

Consultor:

Jéssica Pimentel

Graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP - Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

É possível que você nunca tenha ouvido falar ou não conheça a dieta Fodmap, mas já tenha desenvolvido alguns dos sintomas que são tratados por ela. Na verdade, "Fodmap" é uma sigla em inglês que classifica os alimentos mais fermentáveis (F) da família de carboidratos - conhecidos como oligossacarídeos (O), dissacarídeos (D), monossacarídeos (M) e polióis (P), ou seja, os Fodmaps. Esses carboidratos são encontrados em diversas frutas, legumes e grãos que, dependendo da sensibilidade do nosso organismo, podem gerar inchaços no estômago, cólicas, flatulência excessiva e até distensão abdominal. Para entender melhor sobre como a dieta Fomap funciona e trata esses sintomas, nós conversamos com a nutricionista Jéssica Pimentel. Dá uma olhada!

Como funciona a dieta Fodmap?

De acordo com a nutricionista, "A dieta Fodmap (ou Low Fodmap) é uma estratégia, um tipo de protocolo, em que se retira os alimentos que possuem esses carboidratos fermentáveis (conhecidos como Fodmaps) por serem de difícil digestão para algumas pessoas. Assim, seu objetivo visa a melhora e o alívio dos sintomas pela ingestão de Fodmaps bem como identificar as sensibilidades alimentares de cada um".

Qual é o cardápio da dieta Fodmap?

O cardápio da dieta Fodmap se baseia nas particularidades do nosso organismo, descartando os alimentos altamente fermentados pelas bactérias do intestino (isto é, de difícil absorção) e minimizando possíveis desconfortos ou problemas gastrointestinais.

Segundo a nutricionista, "os alimentos mais comuns que vão estimular essa fermentação são as leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico e soja), leite, trigo e hortaliças brássicas como couve, couve-flor e brócolis. Outros alimentos que também vão possuir um caráter mais fermentativo são: cebola, alho, repolho, xarope de milho, mel, maçã, melancia, adoçante xilitol e eritritol, castanha de caju, pistache e carnes processadas", explica.

De acordo com Jéssica Pimentel, o primeiro passo da dieta deve ser excluir boa parte desses alimentos. Depois, ela reintroduz alguns deles - com o objetivo de observar quais, de fato, geram a fermentação e desenvolvem os sintomas - seguindo, assim, o tratamento.

É importante ressaltar, no entanto, que isso deve ser feito com um acompanhamento médico e que esses alimentos não são os vilões da nossa dieta. Logo, a especialista complementa: "Nós precisamos de vários nutrientes que esses alimentos possuem, como por exemplo as fibras prebióticas que são importantes para o nosso intestino". Lembrando que esse tipo de nutriente é encontrado em poucos alimentos naturais, como alho, cebola e banana verde.

Quais as vantagens e desvantagens da dieta Fodmap?

A dieta Fodmap é indicada principalmente para as pessoas que possuem o estômago sensível ou sofrem da Síndrome do Instestino Irritável (SII) ou Síndrome do Cólon Irritável (SCI). "Ela vai melhorar a saúde intestinal, diminuindo o crescimento das bactérias maléficas e aumentando o número e a diversidade de bactérias benéficas para colonizar nosso intestino e assim garantir mais saúde", explica a nutricionista.

Mesmo assim, ela complementa explicando que a dieta também tem os seus malefícios: "O protocolo Fodmaps não é um estilo de vida, é uma intervenção dietética. Por isso, ele pode ser feito por um período de no máximo 8 semanas ou pode levar ao risco de desequilíbrio nutricional e promover desordens alimentares". Por isso, é essencial o acompanhamento de um especialista!

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais
Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios

Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios

Originário do sudeste asiático, o mangostão (ou mangostin) é uma fruta exótica bem suculenta, de sabor suave e altamente benéfica para a saúde. Além de ser...

> Leia mais
Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo

Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo

Fonte de propriedades nutritivas e calmantes, o chá de erva-doce é uma bebida cheia de benefícios para a saúde! Assim como os de camomila e alfazema, ele é...

> Leia mais
Como fazer compota de berinjela sem erros

Como fazer compota de berinjela sem erros Como fazer compota de berinjela sem erros

Feita geralmente com a polpa de frutas, legumes e outros vegetais, a compota é um tipo de conserva (que pode ser salgada ou doce) que costuma ser servida com...

> Leia mais
4 frutas com S exóticas ricas em nutrientes

4 frutas com S exóticas ricas em nutrientes 4 frutas com S exóticas ricas em nutrientes

Você já deve ter reparado que existem tantos tipos de frutas ao redor do mundo que listar todas elas parece uma tarefa impossível. Mas para explorar um...

> Leia mais
Exercício de ponte fortalece músculos e coluna! Saiba mais sobre ele

Exercício de ponte fortalece músculos e coluna! Saiba mais sobre ele Exercício de ponte fortalece músculos e coluna! Saiba mais sobre ele

Está procurando um exercício simples e eficiente para fazer em casa? Indicado para fortalecer os glúteos e a musculatura da perna, o exercício de ponte pode...

> Leia mais
Existem alimentos ricos em progesterona? Saiba como aumentar o hormônio no corpo

Existem alimentos ricos em progesterona? Saiba como aumentar o hormônio no corpo Existem alimentos ricos em progesterona? Saiba como aumentar o hormônio no corpo

Manter uma boa alimentação é fundamental para garantir o bom funcionamento dos hormônios e do organismo como um todo. A progesterona, em especial, ajuda a...

> Leia mais
6 benefícios da geleia real, espécie de mel feita para alimentar a abelha-rainha

6 benefícios da geleia real, espécie de mel feita para alimentar a abelha-rainha 6 benefícios da geleia real, espécie de mel feita para alimentar a abelha-rainha

Produzida naturalmente pelas abelhas operárias para a alimentação da abelha-rainha, a geleia real é considerada um superalimento, pois concentra uma grande...

> Leia mais
O que fazer com as folhas do rabanete? Aprenda a aproveitá-las na cozinha

O que fazer com as folhas do rabanete? Aprenda a aproveitá-las na cozinha O que fazer com as folhas do rabanete? Aprenda a aproveitá-las na cozinha

Uma das melhores formas de evitar o desperdício de alimentos - e tornar a dieta mais nutritiva - é incorporar folhas, caules, talos, cascas e partes...

> Leia mais