Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

O transtorno alimentar infantil é caracterizado pela dificuldade (ou recusa) de consumir uma boa variedade e quantidade de alimentos, principalmente os mais saudáveis e nutritivos, como frutas e hortaliças
O transtorno alimentar infantil é caracterizado pela dificuldade (ou recusa) de consumir uma boa variedade e quantidade de alimentos, principalmente os mais saudáveis e nutritivos, como frutas e hortaliças
Michelle Lage

Consultor:

Michelle Lage

Michelle Lage (CRP 5/53128) é formada em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e faz formação em terapia reichiana

Engana-se quem pensa que distúrbios relacionados à alimentação (como anorexia ou bulimia) atingem apenas adolescentes e adultos. Desde a infância, é possível que alguns indivíduos manifestem certa dificuldade (e desconfortos) na hora de realizar as refeições. O problema, no entanto, é quando a criança se recusa a comer a variedade e quantidade de alimentos necessárias para se manter saudável. Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a psicóloga Michelle Lage, que explicou melhor o que é transtorno alimentar infantil e como tratá-lo de forma adequada. Confira!

O que é distúrbio alimentar infantil?

Cuidar da alimentação das crianças é fundamental para garantir uma boa fase de crescimento e desenvolvimento de todas as funções do corpo. Afinal, nutrientes como proteínas, fibras, vitaminas e minerais são indispensáveis para a evolução das funções cognitivas, metabólicas e para o funcionamento dos sistemas do organismo (nervoso, cardiovascular, respiratório etc.). Por isso, caso seja identificado algum distúrbio alimentar infantil, é de suma importância agir o quanto antes! De acordo com a psicóloga Michelle Lage, esse tipo de problema costuma acontecer por conta de desentendimentos na hora de introduzir a comida aos pequenos.

"O transtorno alimentar infantil, também conhecido como dificuldade(s) alimentar(es) na infância, é qualquer desentendimento ou dificuldade entre o cuidador e a criança no que diz respeito à alimentação. Engloba casos de seletividade, distúrbios orgânicos, fobias alimentares, ou até mesmo interpretação falha dos pais", explica Michelle.

Quais são os sinais e sintomas desse tipo de transtorno?

Para identificar se a criança realmente está sofrendo com algum distúrbio alimentar, é muito importante ficar atento a possíveis sinais e sintomas. A recusa a diferentes tipos de alimentos - até mesmo doces e comidas consideradas mais apetitosas pelos pequenos - é considerada um dos principais sinais de que existe algo de errado com a alimentação infantil. Mas, de acordo com a psicóloga, o transtorno alimentar também ocorre quando a criança rejeita apenas alimentos mais saudáveis (como frutas e hortaliças). Por isso, é muito importante ter atenção para que a criança não sofra com deficiências nutricionais.

"A alimentação inadequada, por sua vez, tem muitas consequências, pois uma nutrição deficiente traz sinais e sintomas secundários de diversas ordens. Dito isso, um dos principais avisos é, muitas vezes, a dificuldade em ganhar peso de forma apropriada. Vale lembrar também que essa ordem de transtorno tem seu início antes dos seis anos de idade, e que os sintomas parecem não ser devido a nenhuma condição médica geral, mas sim a outra questão psiquiátrica ou à falta de alimentos específicos na dieta", afirma Michelle.

Como tratar o transtorno alimentar infantil?

Muitas vezes, o distúrbio alimentar infantil pode ser causado por conta da influência dos pais e de outros cuidadores com relação à alimentação. No entanto, existem também fatores biológicos que podem influenciar nesse quesito. Por isso, caso a criança esteja com alguma dificuldade para comer, é muito importante consultar profissionais especializados - como médicos, nutricionistas e psicólogos. De acordo com Michelle Lage, é necessário levar em conta diferentes aspectos da vida da criança para realizar o tratamento adequado.

"O objetivo principal do tratamento é a melhora do estado nutricional do paciente. Deve ser realizada uma avaliação dos pais/cuidadores e de fatores psicossociais que possam estar contribuindo para o desenvolvimento e a manutenção do problema. As práticas alimentares devem ser compreendidas não apenas quanto aos alimentos consumidos habitualmente, mas também quanto às condições que favorecem tais hábitos, pois elas são determinadas por vários fatores, como disponibilidade objetiva dos alimentos, modo de vida, influências culturais e introdução de novos alimentos por meio da mídia", finaliza a profissional.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Frutas para anemia: 7 opções ricas em ferro

Frutas para anemia: 7 opções ricas em ferro Frutas para anemia: 7 opções ricas em ferro

O ferro é um dos minerais mais importantes para o bem-estar do nosso organismo. Presente na carne vermelha, no feijão, na beterraba e em diversos alimentos,...

> Leia mais
Os exercícios para memória e concentração perfeitos para melhorar seu bem-estar

Os exercícios para memória e concentração perfeitos para melhorar seu bem-estar Os exercícios para memória e concentração perfeitos para melhorar seu bem-estar

Manter a mente ativa é tão importante quanto exercitar o corpo no dia a dia. Por isso, além de fazer musculação ou exercícios aeróbicos, também é necessário...

> Leia mais
Como fazer chips de banana em casa de forma saudável

Como fazer chips de banana em casa de forma saudável Como fazer chips de banana em casa de forma saudável

Além de ser uma fruta extremamente nutritiva, a banana pode ser aproveitada de diferentes formas na nossa alimentação. Quem é fã da fruta, sabe que ela...

> Leia mais
Misturar vinagre de maçã com água e mel é benéfico? Nutricionista tira a dúvida

Misturar vinagre de maçã com água e mel é benéfico? Nutricionista tira a dúvida Misturar vinagre de maçã com água e mel é benéfico? Nutricionista tira a dúvida

Na busca excessiva pelo emagrecimento e estilo de vida fitness, muitas pessoas recorrem a dietas restritivas e receitas milagrosas que, muitas vezes,...

> Leia mais
Leptina e grelina: entenda a relação desses hormônios com a obesidade

Leptina e grelina: entenda a relação desses hormônios com a obesidade Leptina e grelina: entenda a relação desses hormônios com a obesidade

Você sabia que existem hormônios responsáveis por incentivar e inibir o nosso apetite? A leptina e a grelina, em especial, são substâncias que ajudam no...

> Leia mais
Fruta condessa é uma delícia! Conheça suas vantagens nutricionais e como usá-la

Fruta condessa é uma delícia! Conheça suas vantagens nutricionais e como usá-la Fruta condessa é uma delícia! Conheça suas vantagens nutricionais e como usá-la

Conhecida também como anona-lisa e coração-de-boi, a fruta condessa (Annona reticulata) é uma variedade da família das anonáceas. Cultivada principalmente...

> Leia mais
7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo

7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo 7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo

Você já tentou usar sementes de frutas e plantas para fazer chás medicinais? Muita gente não sabe, mas não são apenas as folhas e flores que são ricas em...

> Leia mais
Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta

Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta

Também conhecida como hortelã-graúdo, a malva do reino é uma planta medicinal rica em antioxidantes e propriedades medicinais que ajudam a fortalecer o...

> Leia mais
Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício!

Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício! Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício!

Você já ouviu falar no Fit Dance? A modalidade que transformou as aulas de dança na academia e vem conquistando milhares de adeptos ao redor do mundo através...

> Leia mais
5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas

5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas 5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas

Extremamente versátil e saborosa na cozinha, a abóbora cabotiá (ou japonesa) é um ingrediente muito utilizado no preparo de caldos, sopas e purês. Para quem...

> Leia mais