TDAH e compulsão alimentar estão relacionados? Psicóloga esclarece a dúvida

Pessoas com TDAH podem ter mais dificuldade em controlar a dieta e tendem a sofrer mais com a compulsão alimentar
Pessoas com TDAH podem ter mais dificuldade em controlar a dieta e tendem a sofrer mais com a compulsão alimentar
Mariana Benitez Massari

Consultor:

Mariana Benitez Massari

Mariana Benitez Massari (CRP 05/45928) é formada em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), pós-graduada em Neuropsicologia pela UNIARA e especialista em terapia cognitivo-comportamental

Você já ouviu falar no TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade)? Caracterizado por sintomas como desatenção, agitação e impulsividade, esse transtorno afeta a química do cérebro e costuma se manifestar ainda na infância. O que muita gente não sabe, no entanto, é que esse problema também pode afetar a forma como o indivíduo lida com a alimentação. Para saber mais sobre o assunto, nós conversamos com a psicóloga Mariana Massari, que falou mais sobre a relação do TDAH com a compulsão alimentar (vontade excessiva de comer). Confira!

Pessoas com TDAH podem ter menos controle com a alimentação

De acordo com a psicóloga, o TDAH pode afetar diferentes aspectos da vida do indivíduo, incluindo a alimentação. Quando questionada se existe de fato uma relação entre TDAH e compulsão alimentar, a profissional afirma: "Várias pesquisas apontam que sim. Há comorbidade entre TDAH e transtornos alimentares, onde se encaixa a compulsão alimentar. Ou seja, eles podem ocorrer juntos".

É importante ter cuidado para não cair em uma rotina de alimentação não saudável

Afinal, como o TDAH pode influenciar a alimentação diária? A psicóloga explica melhor como esse transtorno afeta diretamente os hábitos e comportamentos do indivíduo "O TDAH pode ser caracterizado por uma alteração na química cerebral, levando a alterações no comportamento da pessoa. Essa alteração química afeta a produção, a recepção ou conexão de neurotransmissores, tendo como consequência um mal funcionamento do cérebro, causando falta de atenção e de controle. No caso da compulsão alimentar, a falta de controle tem papel fundamental no seu desenvolvimento, já que não há ação adequada para inibir a ingestão excessiva de alimentos", explica Mariana.

O grande problema de perder o controle com a alimentação é que, assim, fica mais difícil manter hábitos saudáveis. De acordo com a psicóloga, a compulsão alimentar, de uma forma geral, faz com que o indivíduo consuma alimentos gordurosos e não recomendados por nutricionistas. Por isso, é muito importante ter atenção e tomar certos cuidados. "A pessoa acaba não planejando a alimentação, comendo sem pensar, de forma impulsiva. E, quando comemos sem pensar muito, acabamos buscando direto alimentos que nos dão recompensas instantâneas, como aquele prazer de comer um hambúrguer com fritas - alimento calórico e com alto teor de gorduras", afirma.

TDAH também pode afetar a qualidade do sono e, consequentemente, a alimentação do indivíduo

Você sabia que o sono também pode influenciar na alimentação? A psicóloga explica melhor como isso funciona para quem tem TDAH. "Há também o impacto do sono. Quando não dormimos muito bem, o que é comum em pessoas com TDAH, temos maior tendência a impulsividade e falta de atenção. Além de que, comer em excesso é um comportamento comum em pessoas com alguns transtornos emocionais, como a depressão e ansiedade, transtornos muito frequentes nos pacientes com TDAH. Mudança no padrão de sono influencia no apetite e na nossa capacidade de se sentir saciado, logo, influencia também na quantidade de alimento ingerido", explica a profissional.

Como amenizar os sintomas do TDAH e ter mais controle com a alimentação?

Para tratar o TDAH e buscar mais equilíbrio na rotina, é muito importante buscar o tratamento adequado. De acordo com a psicóloga, existem diversas formas de amenizar os sintomas do transtorno. "O TDAH pode ter seus sintomas amenizados através de psicoterapia, onde será possível desenvolver novas habilidades de autocontrole, de planejamento e organização, que terão impacto na alimentação e no dia a dia do indivíduo", recomenda a profissional.

"Como também é comum a hiperatividade, exercícios físicos regulares podem ajudar, já que aumentam o gasto calórico. Dormir bem é fundamental para o funcionamento correto do nosso cérebro, ajudando nas questões químicas e emocionais e evitando o 'comer emocional'. Em alguns casos, medicamentos podem auxiliar. No entanto, é importante consultar uma equipe multidisciplinar para avaliar cada caso", finaliza Mariana.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento

Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento

Você sabia que a formação de gases intestinais está diretamente ligada com os nossos hábitos alimentares? Consumir alimentos específicos (como pães e outros...

> Leia mais
Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais