Sofre com gastrite? Saiba quais alimentos devem ser evitados

A carne vermelha e o tomate estão entre os alimentos que agravam os sintomas da gastrite
A carne vermelha e o tomate estão entre os alimentos que agravam os sintomas da gastrite

Quem sofre com gastrite precisa ficar muito atento à escolha dos alimentos que consome. O motivo? É que enquanto alguns aparecem como aliados para aliviar essa inflamação no estômago - como ovo, mamão, batata e brócolis, por exemplo -, outros podem aumentar a má digestão, a dor e o enjoo que acompanham essa doença.

Pensando nisso, e para ajudar quem deve seguir essa dieta regrada e não quer mais sofrer depois das refeições, preparamos uma lista especial com alguns alimentos que devem ficar bem longe do cardápio para que as crises de gastrite não ataquem com mais frequência. Confira!

1. Carne vermelha pode agravar a gastrite devido à presença de gorduras

Ao fazer a digestão da proteína presente nas carnes vermelhas, o estômago acaba liberando uma quantidade de enzimas digestivas que pode piorar a inflamação. Outro agravante para a gastrite é a presença de gorduras que fazem com que o alimento fique um tempo maior do que deveria parado no órgão por conta da digestão mais lenta.

2. Frutas cítricas possuem alto teor de acidez

Laranja, limão, maracujá e outras frutas cítricas também são verdadeiros inimigos de quem tem problemas com gastrite! O motivo é o alto teor de acidez, que pode aumentar a inflamação no estômago e agravar as dores e demais sintomas da doença.

3. Tomate libera ácidos do estômago durante a digestão

Por mais que entregue vários benefícios importantes para a saúde - como fortalecimento dos ossos, controle da diabetes e prevenção contra doenças cardiovasculares, por exemplo -, o tomate deve ser consumido com bastante cautela por quem tem gastrite. Isso porque a acidez presente em sua composição pode aumentar a inflamação por liberar os ácidos do próprio estômago.

4. Pimenta pode causar refluxo ácido

Assim como outros alimentos picantes, o consumo de pimenta não é recomendado para quem tem problemas com a gastrite. O motivo é o aumento dos sintomas por conta do refluxo ácido que a especiaria pode causar - assim como acontece com o tomate.

5. Chocolate possui cafeína, que aumenta a acidez do suco gástrico

Não é todo mundo que tem gastrite que precisa cortar o chocolate do cardápio - mas, ainda assim, ele deve ser consumido com bastante moderação e, de preferência, nunca com o estômago vazio. Essa cautela se deve à presença da cafeína em sua composição, substância responsável por estimular a produção do ácido clorídrico no estômago - o que piora os sintomas pelo aumento da acidez do suco gástrico.

O mesmo alerta vale para todos os outros alimentos e bebidas que contam com essa substância - como é o caso do café e dos refrigerantes feitos à base de cola.

6. Leite e derivados aumenta a produção de ácido estomacal

Se você recorre ao leite para amenizar os sintomas da gastrite, fica o alerta: a informação de que a bebida e seus derivados são aliados para resolver o problema não é verdadeira! Na verdade, o que ele faz é apenas dar um alívio imediato e temporário nas dores por ajudar a neutralizar o ácido estomacal. O problema é que, logo depois dessa sensação de conforto, há um efeito rebote causado por uma maior produção dessa substância.

7. Frituras e embutidos agravam a inflamação no estômago

A maioria das pessoas que sofre com gastrite já sabe que frituras e alimentos embutidos devem ser evitados se o objetivo for diminuir os sintomas que vêm junto com o problema - mas vale o alerta! Isso porque ambos causam irritações que só vão agravar a inflamação no estômago: os primeiros pela forma com que são preparados e os últimos pela presença de corantes e outras substâncias químicas que criam um cenário favorável para a piora do quadro.

Receitas:
Carne bovina
Ver Mais

Últimas Matérias

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás 5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

Você já pensou em cultivar plantas medicinais em casa? Existem ervas que são fáceis de cuidar, rendem excelentes chás e também podem ser usadas como tempero....

> Leia mais
Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3 Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Apesar de associarmos o ômega 3 (substância importante para o cérebro e o coração) aos peixes como salmão, sardinha e atum, existem muitos outros alimentos...

> Leia mais
6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta 6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

O termo superalimento vem se popularizando cada vez mais entre pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável. Afinal, ele caracteriza uma série de...

> Leia mais
Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Você já ouviu falar no licopeno? Ele é um dos antioxidantes mais poderosos que existem e faz parte do grupo dos carotenoides (substâncias responsáveis pela...

> Leia mais
Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Muito usado em diferentes culinárias ao redor do mundo, o alho-poró é um ótimo tempero para massas, molhos, carnes, risotos, sopas e pratos diversos. Ele é...

> Leia mais
Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Uma das melhores partes da Páscoa é se deliciar com os pratos (receitas de peixes, como bacalhau, arroz colorido, carnes, massas e o que mais você preferir),...

> Leia mais
Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

A Páscoa é uma das épocas mais animadas e gostosas do ano, né? É o melhor momento para comer muitas trufas, bombons e, é claro, os famosos ovos de chocolate....

> Leia mais
4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia 4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

Você sabia que existem formas de preservar o corpo e a elasticidade da pele? É verdade que não há uma fórmula mágica para fugir do envelhecimento - afinal,...

> Leia mais
6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante 6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá - alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo....

> Leia mais
Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Muito usada na culinária vegana, a carne de jaca é uma ótima alternativa ao frango (até possui uma textura semelhante). Ela pode ser usada em receitas como...

> Leia mais