Síndrome do Intestino Irritável: O que é isso? Entenda e saiba como evitá-la

A Síndrome do Intestino Irritado é um problema que afeta o corpo e a mente, por isso, precisa ser tratada com bons hábitos de vida
A Síndrome do Intestino Irritado é um problema que afeta o corpo e a mente, por isso, precisa ser tratada com bons hábitos de vida
Patrícia Bertoni Brotherhood

Consultor:

Patrícia Bertoni Brotherhood

Formada em Nutrição pela UNIRIO, é especializada em Gestão de Qualidade e Segurança de Alimentos

Você já ouviu falar na Síndrome do Intestino Irritável? Quem sofre com problemas de gastrite com toda certeza já. A doença, apesar de ser considerada comum e atingir muitas pessoas, precisa de atenção redobrada para não se agravar. Por isso, bons hábitos de vida são determinantes para manter o bem-estar do organismo, deixando-o livre desses incômodos abdominais.

Os sintomas dessa síndrome são bem claros: dores, náuseas, inchaço, irritabilidade no intestino... De maneira geral, o problema afeta pessoas entre 20 e 30 anos, podendo se estender por anos ou, até mesmo, ao longo da vida. Segundo a nutricionista Patrícia Bertoni Brotherhood, a "SII" (sigla utilizada para a doença) se apresenta por uma alteração da função intestinal, tendo influência no comportamento alimentar e também na sensibilidade emocional:

"A síndrome do intestino irritável se caracteriza por episódios alternados de constipação (prisão de ventre) e diarreia, com sensação de evacuação incompleta, gases e desconforto intestinal e peristalse (movimentos involuntários de órgãos causando uma espécie de cólica, por exemplo)", explica a profissional.

Como tratar a Síndrome do Intestino Irritável?

De acordo com a Sociedade Catarinense de Gastroenterologia, a SII não tem cura, mas deve ser tratada, principalmente, com uma dieta equilibrada, hábitos saudáveis e medicamentos prescritos por profissionais da área, para aliviar as dores e os incômodos. Segundo a nutricionista Patrícia, o tratamento deve ser sistêmico, observando os fatores desencadeantes das crises:

"A alimentação deve mudar conforme o intestino se apresentar. Em momentos de diarreia, por exemplo, o melhor é evitar fibras (macarrão e arroz integral, aveia e legumes como cenoura, beterraba e abóbora), que devem voltar à rotina alimentar assim que o indivíduo apresentar melhora. Da mesma forma que, em momentos de constipação, devemos estimular consumo de alimentos laxativos (como ameixas, feijão, lentilha, linhaça, maçã e batata doce, por exemplo) e que funcionem para o indivíduo", ressalta a profissional.

Cuidados com o intestino: tenha atenção com a alimentação e evite o estresse emocional

De acordo com Patrícia Bertoldi, é comum que os pacientes façam restrições alimentares severas ficando com medo de comer. Isso, no entanto, pode trazer prejuízos à saúde: "É necessário avaliação profissional para entendimento e planejamento alimentar para cada situação. Além disso, o profissional irá avaliar a necessidade de suplementação de probióticos e nutrientes bem como a exclusão, de forma correta, de alguns alimentos", analisa a nutricionista.

Vale destacar que, as pessoas que possuem a SII devem evitar picos de estresse, já que, embora não seja a causa da síndrome, a irritação, ansiedade e alterações de humor podem agravar os sintomas. Isso acontece porque as ações que ocorrem no intestino também são equilibradas pelo hormônio do bem-estar, a serotonina.

Como evitar a síndrome do intestino irritável?

- Manter uma alimentação saudável, com o maior consumo de alimentos 100% naturais dentro de uma dieta equilibrada é o ideal. Assim, o intestino não fica sobrecarregado e pode funcionar da maneira correta.

- Pessoas propensas às alergias ou intolerâncias alimentares, devem evitar os alimentos causadores desses distúrbios, uma vez que a constante irritabilidade no intestino pode acarretar a SII.

- O equilíbrio e o autoconhecimento são fatores importantes na síndrome do intestino irritável, pois é conhecendo o seu organismo que você saberá os alimentos mais indicados e os que devem ser evitados durante a crise.

- O acompanhamento com um profissional é indispensável, pois o médico será responsável por te orientar durante a SII e diminuir os efeitos dos sintomas.

* Outras informações sobre distúrbios intestinais podem ser conferidas também no site da Sociedade Catarinense de Gastroenterologia .

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Comer ovo todo dia faz mal? Descubra qual a quantidade indicada

Comer ovo todo dia faz mal? Descubra qual a quantidade indicada Comer ovo todo dia faz mal? Descubra qual a quantidade indicada

Presente em uma série de mitos sobre a alimentação, o ovo é um alimento que costuma causar muita controvérsia entre os consumidores. Enquanto algumas pessoas...

> Leia mais
5 frutas com potássio que são boas fontes do mineral

5 frutas com potássio que são boas fontes do mineral 5 frutas com potássio que são boas fontes do mineral

Importante para a saúde dos ossos, nervos e músculos, o potássio é um mineral abundante e extremamente necessário para o nosso organismo. Quem sofre...

> Leia mais
Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Ter uma alimentação rica em vitaminas é fundamental para fortalecer a imunidade e garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. O complexo K, em...

> Leia mais
Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Preparar sucos naturais é uma ótima alternativa para refrescar nos dias mais quentes e manter o corpo hidratado. E, para variar no cardápio de bebidas, que...

> Leia mais
Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Tem coisa melhor que passar o Dia dos Pais junto com a família contando histórias, comendo, fazendo jogos e brincadeiras? A melhor parte é que nem é preciso...

> Leia mais
Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Usar cogumelos para incrementar receitas veganas ou vegetarianas é sempre uma boa opção. Afinal, eles acrescentam muito em termos nutricionais e agregam mais...

> Leia mais
Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Você sabia que a mozarela de búfala é um dos tipos de queijos brancos mais consumidos do mundo? Conhecida pela sua textura cremosa e suculenta, ela tem como...

> Leia mais
Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Você sabia que é possível preparar receitas de macarrão sem necessariamente usar farinha de trigo? Quem é celíaco, por exemplo, deve passar longe de pratos...

> Leia mais
6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora 6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

Às vezes pode parecer difícil seguir uma dieta vegana e ter tempo para preparar lanches sem ingredientes de origem animal durante a correria do dia a dia....

> Leia mais
O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

Se você gosta de experimentar comidas típicas de diferentes regiões do Brasil, é bem provável que já conheça o sagu - uma sobremesa feita com vinho tinto...

> Leia mais