Síndrome de Prader-Willi: como tratar essa doença que gera fome excessiva

A síndrome de Prader Willi é uma anomalia que causa compulsão alimentar em crianças
A síndrome de Prader Willi é uma anomalia que causa compulsão alimentar em crianças
Michelle Lage

Consultor:

Michelle Lage

Michelle Lage (CRP 5/53128) é formada em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e faz formação em terapia reichiana

Uma doença praticamente desconhecida pelas pessoas e que tem como sintoma a compulsão alimentar: essa é a síndrome de Prader Willi, um distúrbio raro que acomete um a cada 15 mil nascidos no mundo. Apesar de não ser comum, essa síndrome, descoberta em 1956 e que leva o nome dos médicos que a estudaram, pode ser fatal. A doença não tem registro no Brasil, mas, por ser fruto de uma anomalia genética, pode acontecer com qualquer pessoa. Saiba mais sobre ela:

A fome insaciável é o principal sintoma

Segundo a nutricionista Anete Mecenas, a doença é uma anomalia cromossomial. "A síndrome é uma anomalia do cromossomo 15 de origem paterna e que ocasiona alguns sintomas como hipotonia muscular (falta de força e firmeza nos músculos), atraso na escrita e fala e hiperfagia (compulsão alimentar)". O portador da síndrome começa a desenvolver uma fome compulsiva na infância, a qual nenhuma refeição é suficiente para saciá-la, sendo esse o principal sintoma e o primeiro a aparecer.

O cérebro é o principal afetado

A psicóloga Michelle Lage explica que a Prader-Willi é uma doença que atinge uma parte específica do cérebro, que causa a compulsão. "A síndrome afeta a parte neurológica do indivíduo por estar relacionada a alterações no hipotálamo, parte do nosso encéfalo responsável, dentre outras coisas, pela produção de diversos hormônios". Por isso, a fome insaciável do distúrbio deve ser constantemente vigiada, como explica Anete: "Um dos sintomas que devem ser tratados no aspecto nutricional e que pode ocasionar obesidade com suas comorbidades (doenças que geram outras doenças) é a diabetes tipo II e a hipertensão arterial".

Sintomas variam de acordo com a idade

Michelle deixa claro que os sintomas se desenvolvem de maneira diferente a cada idade. "Os bebês apresentam falta de firmeza muscular e dificuldade de sucção. Já a partir dos 6 anos de idade o quadro muda e o portador da síndrome apresenta a compulsão e constante sensação de fome, pois o cérebro não reconhece os sinais de saciedade. Além disso o metabolismo de portadores desta síndrome costuma ser mais lento, agravando o quadro de obesidade". Dificuldades de aprendizagem, instabilidade emocional e atraso nas fases desenvolvimento também são sintomas, segundo a psicóloga. Os portadores ainda costumam ter estrabismo e dificuldade de socialização.

Como tratar a síndrome de Prader-Willi

A síndrome de Prader-Willi é uma doença crônica e não tem cura. No entanto, é possível tratá-la com um estilo de vida mais saudável. "É necessário o se alimentar de forma equilibrada com refeições em intervalos menores e estimular o consumo de frutas, hortaliças e legumes - alimentos ricos em fibras e que, portanto, garantem mais saciedade", diz Anete. Já Michelle reforça que é preciso um esforço conjunto para acompanhar o caso. "O acompanhamento multidisciplinar é importante para que o portador viva mais e melhor. Assim, é preciso contar com o trabalho de pediatra, endocrinologista, neurologista, nutricionista, psicólogo, pedagogo, fisioterapeuta, dentre outros profissionais".

Mudança nos hábitos da família é importante

Alguns hábitos também precisam mudar na vida do portador e de quem está em volta. "É fundamental realizar atividade física para contribuir para o controle do ganho de peso, bem como atendimento psicológico para família e para o paciente acometido", explica Anete. Para a psicóloga Michelle, a família tem papel primordial no tratamento. "O acolhimento por parte da família é de suma importância para a qualidade de vida do portador da síndrome e para que seu desenvolvimento seja mais sadio", conclui.

* Anete Mecenas é doutora em Bioquímica pela UFRJ, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFRJ e especialista em Nutrigenômica na prática clínica e esportiva

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

Você sabe o que é o glúten? Diferentemente do que é dito comumente, o glúten não é o vilão da alimentação e nem sempre ele precisa ser retirado da rotina...

> Leia mais
Lanche para noite: o que comer antes de dormir

Lanche para noite: o que comer antes de dormir Lanche para noite: o que comer antes de dormir

O lanche da noite é importante para quem costuma acordar com fome de madrugada e acaba perdendo o sono por isso. Também conhecida como ceia da noite, a...

> Leia mais
Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

O café está muito presente no dia a dia, mas você já ouviu falar que ele também é indicado como pré treino natural? Investir em alimentos saudáveis antes de...

> Leia mais
Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Comer salada todo dia é um hábito super saudável, mas se o molho que acompanha as folhas não for tão natural quanto elas, o potencial nutricional do prato...

> Leia mais
Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

A granola é um alimento orgânico que não pode faltar na cozinha. Isso porque ele é energético e extremamente versátil, podendo fazer parte de diferentes...

> Leia mais
Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

O vegetarianismo é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum entre o público infantojuvenil. O cardápio exclui qualquer tipo de carne das refeições,...

> Leia mais
Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Os alimentos ricos em proteínas são fundamentais para a manutenção da saúde do organismo. Afinal, os macronutrientes são responsáveis por gerar energia para...

> Leia mais
Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Já ouviu dizer que chá de alho com limão faz bem para a saúde? A bebida é conhecida popularmente como uma opção caseira para melhorar quadros de gripe e...

> Leia mais
Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Na correria do dia a dia, às vezes o tempo fica curto para preparar as refeições, não é mesmo? É justamente nessas situações que é muito importante escolher...

> Leia mais
Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

O almoço e o jantar só ficam completos quando tem uma salada verde para acompanhar, não é mesmo? Sendo servida como entrada ou ao lado de massas, panquecas,...

> Leia mais