Segunda Sem Carne: por que e como aderir a esse movimento de maneira saudável

Segunda Sem Carne é uma campanha que incentiva a redução do consumo de alimentos de origem animal
Segunda Sem Carne é uma campanha que incentiva a redução do consumo de alimentos de origem animal

Produto recomendado

Bebida de soja original Taeq 1L

Bebida de soja original Taeq 1L

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Cortar de vez a carne não é uma tarefa fácil para muita gente. Por mais que o número de vegetarianos e veganos venha crescendo consideravelmente, a maior parte da população brasileira ainda não consegue se imaginar sem essa proteína no prato - principalmente no domingo, o dia oficial do churrasco em família.

Mas você sabia que abrir mão dela - e de outros produtos de origem animal - por, pelo menos, uma vez na semana já faz uma diferença enorme na saúde e no impacto ambiental? Prova disso é a criação da campanha "Segunda Sem Carne", que já tem adeptos por mais de 40 países pelo mundo e força total no Brasil - onde surgiu em 2009 como fruto da parceria da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA). Saiba mais detalhes sobre esse movimento e entenda porque todo mundo deveria adotá-lo:

Campanha aproveita o recomeço das 'segundas' para conscientizar sobre a importância da redução de alimentos de origem animal

Quem nunca esperou a chegada da segunda para dar início a um projeto ou começar a cumprir as resoluções de Ano Novo? Por vir logo depois do final de semana e ser marcada pela volta ao trabalho, faculdade e demais afazeres, ela é quase sempre reservada para transformações e novas etapas - e justamente por isso foi a escolhida para a campanha que visa a diminuição do consumo de carne e demais produtos de origem animal, como ovos, laticínios e outros.

Chamado de "Segunda Sem Carne", esse projeto começou em 2003 nos Estados Unidos. Seu objetivo é fazer um número cada vez maior de pessoas ter o hábito de ficar, pelo menos, um dia da semana sem a proteína animal e outros alimentos dessa mesma origem no prato - o que, além de trazer benefícios para a saúde, também é importante por diminuir o abate de animais para consumo, que é de 70 bilhões por ano, segundo estimativa, e por reduzir o impacto ambiental que a pecuária causa no planeta.

Diminuição de carne reduz o risco de câncer e problemas cardíacos

Parece pouco, mas retirar alimentos de origem animal do prato por pelo menos um dia pode trazer muitos benefícios para a saúde. Carnes processadas e vermelhas, por exemplo, podem aumentar os riscos de câncer, doenças cardíacas e outros problemas sérios: Por isso, procurar outras alternativas para o cardápio de segunda já é uma boa maneira de diminuir esse consumo.

Além disso, ainda que de maneira indireta, a campanha ainda estimula a presença de mais vegetais no prato - já que é necessário apostar em outras opções ricas em nutrientes para que se substitua a carne durante as refeições. Para quem tem vontade de ir além e se tornar vegano ou vegetariano de vez, adotar essa prática é uma boa maneira de ir se acostumando com a nova dinâmica alimentar. Mas até mesmo quem nem considera essa possibilidade pode ajudar a causa e ainda ser beneficiado pela nova dieta, mesmo que ela seja seguida ao menos uma vez na semana.

Aposte em vegetais ricos em proteína e demais substitutos de alimentos de origem animal para começar a 'Segunda Sem Carne'

Se você entendeu a importância da campanha e está pensando em mudar seus hábitos alimentares para adotá-la, deve estar se perguntando o que fazer. Para começar, entenda que não é só tirar a carne do prato e pronto - afinal, nosso corpo precisa de nutrientes, como as proteínas presentes nesse alimento, para ficar forte e saudável.

Para substituí-la da maneira certa, a dica é pensar no cardápio do dia com cuidado e apostar em alimentos que sejam ricos em proteínas - como é o caso da lentilha, do feijão azuki, da ervilha, do grão-de-bico e muitos outros. O que não faltam são opções de receitas saudáveis e deliciosas para passar pela segunda sem sentir falta da carne! E o mesmo deve ser feito com os demais produtos de origem animal que você costuma consumir ao longo das refeições. O leite animal, por exemplo, pode ser substituído pelo vegetal - como o de amêndoas e de castanhas.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

Você sabia que existem diferentes tipos de laranja que variam, principalmente, em termos de sabor e textura? A laranja-bahia, por exemplo, é uma alternativa...

> Leia mais
Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Como evitar o aquecimento global através da alimentação Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Você sabia que é possível combater o aquecimento global através de pequenas atitudes no dia a dia? Mudar hábitos alimentares, de consumo e estilo de vida é...

> Leia mais
O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O excesso de acúmulo de gordura no corpo pode ser prejudicial para o organismo como um todo, acarretando em doenças do coração, por exemplo. A gordura...

> Leia mais
4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles

4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles 4 tipos de tangerina e as características nutricionais de cada um deles

Existente em diferentes versões, a tangerina é uma fruta cítrica rica em vitaminas A, C e sais minerais que fortalecem a imunidade e melhoram a saúde do...

> Leia mais
Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer

Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer Fezes verde pode ser alimentação! Descubra o que fazer

Você tem o hábito de reparar na frequência diária em que vai ao banheiro evacuar? Para garantir a saúde do intestino, é muito importante ter uma alimentação...

> Leia mais
O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde

O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde O que é curau? Como fazer essa receita de milho verde

Chamado de canjica em estados do Nordeste, o curau é um prato de origem afro-brasileira que faz muito sucesso nas festas de São João. Feito basicamente com...

> Leia mais
Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar

Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar Qual quantidade de uva passa posso comer por dia? Aprenda a não exagerar

Versáteis, práticas e ricas em nutrientes, as frutas secas são ótimas para incrementar iogurtes, bolos, panetones e funcionam como lanche rápido (fácil de...

> Leia mais
As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas

As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas As frutas com H que você talvez não conheça, mas são supernutritivas

Para fortalecer a imunidade e matar a vontade de comer doce no dia a dia, uma ótima dica é incluir diferentes tipos de frutas na dieta. Além das mais...

> Leia mais
Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes

Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes Gelatina vegana existe! Aprenda a prepará-la com diferentes ingredientes

Fonte importante de colágeno, a gelatina pode trazer uma série de benefícios para a saúde dos ossos, articulações e da pele. Para quem não sabe, ela é feita...

> Leia mais
Como fazer chuchu deixando o prato delicioso

Como fazer chuchu deixando o prato delicioso Como fazer chuchu deixando o prato delicioso

Muito usado no preparo de sopas, refogados, gratinados e saladas, o chuchu é um fruto bem nutritivo - rico em vitaminas (A, B e C), antioxidantes, fibras e...

> Leia mais