Saúde de atleta: Veja 6 hábitos saudáveis para melhorar a sua disposição!

É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
É possível termos uma saúde de atleta! Cuidando da alimentação, do corpo e da mente, o nosso organismo naturalmente será saudável
Quem não sonha em ter uma saúde de atleta, esbanjar força e energia no dia a dia e, ainda por cima, exibir um corpo esbelto, com perna sarada e aquela barriga de tanquinho? Todos nós, não é mesmo? A boa notícia é que para alcançar esses objetivos físicos não precisamos ser necessariamente um grande campeão olímpico! Seguindo bons hábitos na rotina, dá para atingir essa qualidade de vida mesmo com as obrigações e correria do dia a dia.

De acordo com a nutricionista esportiva, Luiza Soares, mais importante do que se dedicar exclusivamente aos esportes, como fazem os atletas profissionais, a consciência de manter um padrão de vida saudável, equilibrado, e de acordo com as nossas individualidades e necessidades, respeitando sempre os limites do corpo, é fundamental para deixar o organismo forte, regulado e em pleno funcionamento. Abaixo, ela nos separou uma pequena lista com 6 dicas para iniciarmos um estilo de vida esportivo. Confira!

6 dicas para ter uma saúde de atleta!

1 - Alimentação saudável: Para a Luiza Soares, é necessário o consumo adequado das quantidades de macronutrientes, proteínas, carboidratos e gorduras: "A proteína é um nutriente responsável pela estrutura do organismo, constituindo órgãos, tecidos e os músculos. Além de formar enzimas e hormônios. O carboidrato é uma fonte rápida de energia para o organismo, sendo necessários muitas vezes para repor ou fornecer energia rapidamente no começo ou ao longo de uma atividade física. Já a gordura também é uma fonte de energia para o organismo, além de formar hormônios, membrana celular e ajudar na absorção de vitaminas lipossolúveis", analisa a nutricionista.

2 - Descanso: Embora a rotina diária seja cansativa e extremamente corrida, boas noites de sono, no quesito qualidade e quantidade, se tornam fundamentais para manter uma boa saúde e ter disposição: "A quantidade de sono são as horas que dormimos (o recomendado são 8 horas), e a qualidade diz respeito à continuidade e profundidade do sono. Para isso, é importante dormir em um ambiente escuro e silencioso, evitar olhar o celular e televisão logo antes de dormir, dormir em local confortável e, para alguns, evitar comidas de digestão lenta e o consumo de álcool a noite", alerta Luiza.

3 - Prática de atividade física: Não dá para conquistar uma saúde de atleta sem praticar esportes, não é mesmo? Tenha regularidade na prática para adquirir os benefícios necessários para a sua qualidade de vida: "Não adianta dedicarmos apenas alguns poucos dias da semana para a prática. O exercício físico deve fazer parte da rotina, podendo variar o tipo de atividade e, alguns dias serem menos intensos, podendo ser essa atividade uma caminhada, andar de bicicleta, trilha ou passeio ao ar livre. Devemos sempre consultar um educador físico e médico para saber qual atividade e intensidade é mais indicada", ressalta a especialista.

4 - Exposição ao sol: Para a nutricionista, aproveitar o sol também é muito importante. Essa exposição deve ser feita nos horários indicados (antes da 10h e após às 16h), para aumentar a absorção de vitamina D no organismo. "A vitamina D, que apesar de ter este nome, na verdade é um hormônio, está presente em alguns alimentos, mas a maneira mais eficaz de sintetizá-la é por meio da exposição solar. Bastam 15 a 20 minutos de exposição diariamente, principalmente nos ossos longos, como dos braços e pernas, sem protetor solar (este deve ser utilizado no rosto e aplicado se o tempo de exposição for prolongado)", informa a profissional.

5 - Ingestão de água: Cerca de 60% do nosso corpo é composto de água, ou seja, necessitamos da ingestão correta, já que ela atua em praticamente todos os processos do organismo. "Eliminação de toxinas, diminuição do inchaço, prevenção de câimbras, correto funcionamento do sistema digestório e cardiovascular, melhora o aspecto da pele, unhas e cabelos, melhora da performance durante a prática de exercícios físicos", explica a nutricionista, reiterando:

"Não se deve esperar sentir sede para beber água. Uma boa dica é levar sempre consigo uma garrafinha e estipular quantas vezes irá enchê-la durante o dia para que ao final do dia tenha-se ingerido entre 2 a 3 litros de água. Esta garrafa deve ser preferencialmente de vidro, aço inox ou plástico livre de BPA. As garrafas plásticas descartáveis não devem ser reutilizadas nem expostas ao sol", completa a nutricionista.

6 - Redução dos níveis de estresse no dia a dia: O estresse eleva hormônios que prejudicam nossa disposição, imunidade, sono, performance esportiva e saúde em geral. "É aconselhado que tenhamos momentos de lazer, momentos para fazer coisas que gostamos com pessoas que queremos por perto e momentos a sós para refletir", ressalta Luiza Soares.

*Luiza Soares (CRN 17100444) nutricionista formada pela UFRJ e pós graduanda em nutrição esportiva e funcional. A profissional disponibiliza sua página no Instagram para informações e contato: @nutricionistaluizasoares

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais