Sal do Himalaia, negro e mais: veja tipos que possuem menos sódio que o refinado

Sal do Himalaia é considerado por muitos o melhor do mundo para a saúde
Sal do Himalaia é considerado por muitos o melhor do mundo para a saúde

O sal é um ingrediente tão comum na dieta dos brasileiros que muitas vezes o seu uso acaba sendo exacerbado. Por causa disso diversas pessoas passaram a acreditar que ele faz mal para a saúde, o que não é verdade. O que ocorre é que ele é muito rico em sódio, que é essencial para a nossa sobrevivência. Só que por ter grandes quantidades desse mineral muitas vezes ele acaba sendo consumido em excesso, o que pode causar hipertensão. Para resolver esse problema muita gente decide cortar o sal de vez, mas nem todos conseguem simplesmente deixá-lo de usar no preparo de alimentos. Neste caso, a solução pode estar no próprio sal, mas de uma variedade diferente.

Afinal, o que é o sal? Ele nada mais é do que cloreto de sódio, substância usada como condimento que em geral é extraída do mar. Mas esse último detalhe faz toda a diferença, já que ele pode vir até de massas mais sólidas. E é exatamente nessas outras opções que pode estar a solução para o uso do sal sem receios no preparo dos alimentos, já que algumas variedades não são tão ricas em sódio quanto a sua versão refinada. Conheça algumas delas:

Sal do Himalaia

Considerado por muitos o tipo mais saudável que existe, o sal do Himalaia passou a ser comercializado em larga escada de uns anos para cá. Mas o que ele tem de diferente? Em primeiro lugar é preciso voltarmos a sua formação. Há milhões de anos, a região onde hoje se encontra o Himalaia possuía um mar, mas com a separação dos continentes ele acabou secando, mas seu sal ficou conservado durante todo esse tempo. A grande questão é que ele acabou entrando em contato com outros minerais, tanto é que a sua cor rosada se deve à grande quantidade de óxido de ferro que ele possui.

Embora ele seja sim muito benéfico para a saúde é preciso desmistificar alguns pontos. O primeiro deles se deve ao fato de esse sal ser rico em diversos minerais. Ele possui sim uma grande variedade deles (mais de 80 no total), mas muitos aparecem em quantidades bem pequenas, sendo preciso consumir outros alimentos ricos nesses nutrientes e não apenas acreditar que o sal do Himalaia é suficiente para o corpo.

De qualquer maneira ele possui pouco mais que a metade da quantidade de sódio encontrada no sal refinado, o que por si só é ótimo. Outro grande benefício é que ele não passa pelo processo de refinamento artificial ao qual é submetido o sal de cozinha, o que também o torna uma opção mais saudável. Além disso, possui grandes quantidades de cálcio, potássio e cobre, e portanto é provavelmente o sal mais completo que você irá encontrar.

Sal light

O sal light foi criado pela indústria, e possui esse nome porque é um dos que possui menos sódio. Por um lado isso pode ser ótimo, porque evita o consumo em excesso desse mineral, mas na verdade ele não é tão benéfico quanto parece. Isso porque embora possua 50% menos sódio ele ao mesmo tempo tem 50% mais potássio. A grande questão é que pessoas com hipertensão já tomam remédios que possuem bastante potássio, então optar pelo sal light seria apenas trocar um problema por outro. O mesmo alerta é válido àqueles que possuem problemas renais. Então, em quais casos ele é indicado? Apenas para pessoas que precisam diminuir o consumo de sódio, mas que não estão tomando nenhuma medicação. De qualquer forma, o ideal é procurar um médico antes de simplesmente adotá-lo na sua dieta.

Sal negro

Este sal é originário da Índia, onde é muito utilizado na medicina Ayurveda para tratar diversos males, que vão de gases a queimação no estômago. Embora possua o nome "negro", na verdade sua cor é acinzentada com tons de rosa. Isso ocorre devido à sua origem vulcânica, que também lhe confere um gosto sulfuroso bem marcante devido ao seu enxofre. Uma grande vantagem é que ele não é refinado e também é rico em potássio e ferro. Em relação ao sódio, sua quantidade é menor que a apresentada no sal de cozinha, mas a diferença não é tão grande assim.

Sal líquido

O nome pode parecer estranho, mas não há muito mistério. Isso porque o sal líquido nada mais é do que a mistura do sal comum com água mineral. Mas esse processo não pode ser repetido em casa, já que é preciso que esse mineral atinja o ponto de fusão, que neste caso ocorre a aproximadamente 800°C. Mas para que ter tanto trabalho para produzi-lo? Simples: ele é um dos que menos possui sódio no mercado, com quase 1/4 da quantidade encontrada no sal de cozinha. Com isso, muita gente passou a adotá-lo no preparo de receitas mais fitness, que vão ficar salgadas, mas com uma quantidade de sódio menor e sem a inserção de aditivos. Lembrando que esse e os outros tipos de sal já citados podem ser usados para temperar tanto carnes quanto saladas, já que eles são realmente substitutos do refinado.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Fruta-pão: conheça os benefícios desse alimento rico em vitaminas

Fruta-pão: conheça os benefícios desse alimento rico em vitaminas Fruta-pão: conheça os benefícios desse alimento rico em vitaminas

Você conhece a fruta-pão? Essa parente da jaca tem origem asiática, mas se adaptou muito bem ao solo do nosso país, e por isso é frequentemente encontrada no...

> Leia mais
Churrasco vegano: o que preparar para quem não consome nada de origem animal

Churrasco vegano: o que preparar para quem não consome nada de origem animal Churrasco vegano: o que preparar para quem não consome nada de origem animal

O churrasco não precisa ser uma ocasião excludente para os que não comem alimentos de origem animal. Se você quer receber bem amigos veganos, ou se você...

> Leia mais
Quer comer melhor? Nutricionista dá dicas para montar um cardápio mais saudável

Quer comer melhor? Nutricionista dá dicas para montar um cardápio mais saudável Quer comer melhor? Nutricionista dá dicas para montar um cardápio mais saudável

Por mais que todo mundo diga que passar a ter uma alimentação saudável é algo muito importante, para algumas pessoas não é tão simples assim. Isso porque,...

> Leia mais
Animais de estimação também podem melhorar a nossa saúde física! Entenda

Animais de estimação também podem melhorar a nossa saúde física! Entenda Animais de estimação também podem melhorar a nossa saúde física! Entenda

Quem tem animais de estimação em casa sabe bem o quanto sua presença e companhia são prazerosas e benéficas para o bem-estar. Eles despertam nos donos...

> Leia mais
6 tipos de salada que vão te ajudar a variar no cardápio diário

6 tipos de salada que vão te ajudar a variar no cardápio diário 6 tipos de salada que vão te ajudar a variar no cardápio diário

Que as saladas devem fazer parte da nossa dieta diária todo mundo sabe. A grande questão é que algumas pessoas não gostam de comer a mesma coisa todos os...

> Leia mais
Você conhece o crudivorismo? Saiba 4 mitos e verdades sobre essa alimentação

Você conhece o crudivorismo? Saiba 4 mitos e verdades sobre essa alimentação Você conhece o crudivorismo? Saiba 4 mitos e verdades sobre essa alimentação

Na busca por uma alimentação saudável e equilibrada, sempre surgem novas dietas e métodos para maior consumo dos nutrientes. E a alimentação crudívora passou...

> Leia mais
As ervas medicinais que você deve passar a consumir para viver melhor

As ervas medicinais que você deve passar a consumir para viver melhor As ervas medicinais que você deve passar a consumir para viver melhor

Adeptos da fitoterapia - que usa determinadas plantas para obter medicamentos - sabem o poder das ervas. Afinal, muitas delas possuem propriedades medicinais...

> Leia mais
5 pimentas de pouca ardência para quem quer se acostumar com o sabor picante

5 pimentas de pouca ardência para quem quer se acostumar com o sabor picante 5 pimentas de pouca ardência para quem quer se acostumar com o sabor picante

Por mais que o sabor picante da pimenta assuste muita gente, há uma quantidade enorme de pessoas que ama o condimento e faz de tudo para colocá-lo em todos...

> Leia mais
Nutrição ortomolecular: o que é e quais as suas diferenças para a tradicional

Nutrição ortomolecular: o que é e quais as suas diferenças para a tradicional Nutrição ortomolecular: o que é e quais as suas diferenças para a tradicional

Se você está cogitando ir a um nutricionista, já parou para pensar que a especialidade do profissional escolhido pode fazer toda a diferença no resultado...

> Leia mais
Você sabe fazer chá? Médico dá dicas para tornar o seu preparo mais saudável

Você sabe fazer chá? Médico dá dicas para tornar o seu preparo mais saudável Você sabe fazer chá? Médico dá dicas para tornar o seu preparo mais saudável

Amantes de chá sabem que quando não temos um pacotinho com a gente a infusão de ervas naturais surge como uma mão na roda. Mas o que você talvez nem faça...

> Leia mais