Reeducação alimentar: como começar? Veja 5 passos para mudar a sua alimentação

A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
A reeducação alimentar é um processo gradual e que envolve, além de um cardápio funcional, mudanças de hábitos de vida e mentalidade
Cristiane Coronel

Consultor:

Cristiane Coronel

Nutricionista Graduada pelo Centro Universitário de Brasília e pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional pela Universidade Cruzeiro do Sul

Produto recomendado

Castanha do Pará Orgânica Taeq 120g

Castanha do Pará Orgânica Taeq 120g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Reeducar, reaprender, recomeçar... É assim que devemos iniciar um novo planejamento alimentar saudável para garantir qualidade de vida e os nutrientes fundamentais ao nosso bem-estar físico e mental. Diferente das dietas que prometem "milagres", a reeducação alimentar tem como principal objetivo inserir hábitos saudáveis no dia a dia, de maneira funcional e atendendo as necessidades individuais de cada pessoa.

Estamos cansados de saber que não existem dietas milagrosas. Todo o processo alimentar é gradativo, ou seja, tem que ser alcançado aos poucos, com um acompanhamento profissional e algumas regrinhas básicas da alimentação. Segundo a nutricionista Cristiane Coronel, para começar a reeducação alimentar é preciso determinação e conscientização:

"Primeiramente a organização de horários é fundamental para mudanças de hábitos. Faça uma planilha com sua rotina, contendo horários de refeições, pausas para lanche, horários de treinos, horário de dormir. A partir daí, fica mais fácil de inserir as refeições necessárias e novos hábitos de vida", explica a profissional

Como fazer para mudar os hábitos alimentares?

1º - Procure um profissional capacitado: Ter alguém que te acompanhe, te instrua e ajude a alcançar seus objetivos é essencial durante o processo da reeducação alimentar. O nutricionista vai ajudar a organizar a rotina e indicar os alimentos que não podem ficar de fora da sua alimentação, fazendo com que não haja nenhuma deficiência de nutrientes, acarretando outras complicações.

2 - Organize os alimentos em casa: Guarde os alimentos já lavados e descascados para facilitar a rotina e até mesmo o preparo das refeições, se puder, congele-os, garantindo assim uma maior durabilidade dos alimentos. Por se tratar de uma reeducação, provavelmente você vai carregar marmita durante um tempo, assim, Cristiane Coronel indica: "Utilize bolsa térmica adequada que você possa levar o almoço congelado e descongelar no local de trabalho".

3 - Prepare os lanches com antecedência: Geralmente, quando nos propusemos a comer, já estamos há um tempo com fome e vamos comendo tudo que vemos pela frente. Por isso, já inclua alguns ingredientes na lista de compras e se antecipe nos lanchinhos: "Lanches frios como frutas, iogurtes, queijos, castanhas, sanduichinhos, devem ser inseridos nos intervalos das refeições principais", indica a nutricionista

4 - Mantenha o corpo hidratado: A água é indispensável seja na dieta ou em uma reeducação alimentar. Segundo Cristiane, o profissional nutricionista vai avaliar o quanto você ingere de água hoje e o quanto precisa se adequar para conquistar sua saúde: "Use garrafas adequadas para transportar sua água, e tenha o hábito de estar sempre tomando", destaca.

5 - Faça atividades físicas: Uma alimentação saudável e equilibrada já vai melhorar muito a sua vida. Mas, aliada à prática de exercícios os benefícios são potencializados. As atividades regulares vão ajudar a perder aqueles quilinhos extras acumulados ao longo do tempo, além de fortalecer ossos e músculos, garantindo um corpo saudável e mais bem disposto.

Vai começar uma nova alimentação? Além de montar o cardápio, prepare a sua mente

A nutricionista Cristiane Coronel explica que além de mudar os hábitos alimentares, também é importante mudar o pensamento: "Foque todos os dias em pensar na qualidade do alimento e o bem que você está fazendo para você mesmo. Não busque alimento somente por prazer, porém, permita-se uma vez por semana ter uma refeição livre (e não um dia inteiro livre, por favor)", alerta a profissional.

Além disso, coma com calma e mastigue mais, dando tempo para cérebro assimilar a alimentação e dar o sinal de saciedade mais rápido. "Comer correndo faz com que você coma alimentos não triturados (dando mais trabalho para estômago e intestino, podendo causar mal-estar e indigestão) e ainda, o centro da saciedade demora a mandar o sinal. Você acaba comendo bem mais do que deveria realmente. Evite isso", explica a nutricionista.

Cuidados com a reeducação alimentar

A prática é saudável e altamente recomendada para ajudar a organizar a rotina alimentar, porém, Cristiane alerta: "Cuidado com o exagero. Exagero de informações e "terrorismos alimentares" que vemos e lemos muito por aí. Saiba delimitar seus prazeres dentro de uma rotina saudável", finaliza a profissional.

Mais noticias com...
Receitas:
Queijo
Ver Mais

Últimas Matérias

Mitos e verdades sobre comida congelada: veja a opinião de uma nutricionista

Mitos e verdades sobre comida congelada: veja a opinião de uma nutricionista Mitos e verdades sobre comida congelada: veja a opinião de uma nutricionista

Comida congelada e saudável existe e pode ser muito bem aproveitada no dia-a-dia! Apesar dos mitos a respeito dos produtos conservados no freezer, é fato que...

> Leia mais
Suco de limão: os benefícios e 3 versões para fazer em casa

Suco de limão: os benefícios e 3 versões para fazer em casa Suco de limão: os benefícios e 3 versões para fazer em casa

Suco de limão é aquela opção refrescante para quem quer hidratar o corpo e garantir boas doses de energia para o organismo! No verão e em qualquer outra...

> Leia mais
Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Quer dar uma diferenciada no cardápio no fim de semana? A comida mediterrânea é uma opção saudável para curtir uma noite de receitas estrangeiras com a...

> Leia mais
Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Dentre os vegetais, a lista de benefícios do brócolis é uma das mais extensas! O legume é supernutritivo e oferece muita versatilidade para as refeições...

> Leia mais
Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Você já deve ter ouvido falar que suco de caixinha faz mal, não é? Assim como diversos produtos vendidos no mercado e consumidos na rotina alimentar, existem...

> Leia mais
Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Ter lanches saudáveis na bolsa é sempre uma boa ideia para quem quer curtir um dia ensolarado com toda a família na praia. Além de ser mais econômica, essa é...

> Leia mais
Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Você sabe quais os benefícios da maçã? E no caso da maçã desidratada, o que você sabe sobre o alimento? A primeira coisa a se dizer é que as frutas...

> Leia mais
Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável? Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Entre óleo de coco e azeite, qual você prefere? É possível que você já tenha se perguntado qual o óleo mais saudável, pois essa questão é bem comum para quem...

> Leia mais
Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Também chamado de oxicoco, mirtilo-vermelho ou airela, o cranberry é uma fruta vermelha, pequena e redonda, de sabor agridoce que se destaca por ter um alto...

> Leia mais
Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Quer preparar um petisco saudável para servir em eventos ou receber os amigos em casa? O bolinho de espinafre é a receita perfeita para quem gosta de...

> Leia mais