Quer perder peso? Entenda a importância de fazer lanches entre as refeições

Castanhas, frutas e iogurte são boas opções de lanches saudáveis, além de serem ingredientes que podem aparecer juntos em uma mesma receita
Castanhas, frutas e iogurte são boas opções de lanches saudáveis, além de serem ingredientes que podem aparecer juntos em uma mesma receita

É comum que pessoas que estejam querendo emagrecer comecem a cortar doces e salgados muito calóricos da dieta. O problema é que nesse processo elas podem acabar pulando refeições acreditando que dessa forma vão perder peso mais rápido, o que não é verdade. Pessoas que simplesmente almoçam e jantam estão mais propensas a sofrer com deficiência de vitaminas e minerais, além de ingerirem uma menor quantidade de nutrientes de uma forma geral, o que pode acarretar em problemas de saúde. Além disso, pular o café da manhã ou mesmo o lanche pode ser justamente o que as está impedindo de emagrecer.

Lanches ajudam na perda de peso

Ao contrário do que muitos imaginam, comer ajuda a emagrecer! Afinal, o problema não é a comida em si, mas sim o valor nutricional dos alimentos que estão sendo ingeridos. E simplesmente ficar muito tempo em jejum pode gerar o efeito contrário ao esperado, fazendo a pessoa engordar, como explica a nutricionista Caroline Velloso.

"Os lanches intermediários ajudam a estimular a termogênese, ou seja, o gasto calórico natural, o que favorece a perda de peso. Ficar muitas horas sem comer pode levar o organismo a entender que ele está passando por uma privação, o que acarreta no acúmulo de gordura, principalmente na região da cintura, devido à liberação de cortisol. Isso irá gerar um estoque, pois o corpo não sabe quando será a próxima refeição", explica.

A nutricionista também lembra que emagrecer não é sinônimo de passar fome, e acrescenta mais um benefício do lanche para quem quer perder peso de forma saudável. "Ele irá ajudar no controle da fome, evitando que na próxima refeição o indivíduo exagere na consumo, o que, por sua vez, irá impedir a concentração de calorias em poucas refeições e o aumento da ingestão calórica", diz.

Ficar muito tempo sem comer pode gerar problemas de saúde

Além do aumento de peso, ficar muito tempo sem se alimentar pode acarretar em diversos outros problemas. Acreditar que é possível compensar a falta de nutrientes se alimentando melhor no almoço e no jantar é um erro, já que esse não é o único malefício causado pela falta de lanche. "O jejum prolongado leva também à diminuição do metabolismo, já que é preciso poupar energia para processos importantes. Portanto, ficar longos períodos sem comer pode gerar fraqueza, devido à hipoglicemia, indisposição, mau humor e até dor de cabeça", afirma Caroline Velloso.

Por outro lado, lanchar não apenas permite que a pessoa consuma o necessário para viver bem como também traz outros benefícios para o corpo. "Além do controle da fome, o fracionamento das refeições controla a glicemia do paciente, evitando que ele tenha episódios de hipoglicemia por ficar horas sem comer ou sofra com a elevação de glicemia, que ocorre quando a pessoa come excessivamente em uma única refeição. Sintomas gastrointestinais como gastrite e refluxo podem ser evitados com o consumo de lanches entre as principais refeições, pois os alimentos irão servir de proteção para a mucosa gástrica", completa.

Dê preferência a snacks saudáveis

Isso significa que qualquer lanche é bom para a saúde? Não. Claro que comer é melhor do que ficar de barriga vazia, mas mesmo que o objetivo não seja perder peso é muito importante se alimentar de forma saudável. "Dê preferência a alimentos in natura, ricos em fibras, tais como castanhas, frutas, iogurte com aveia, biscoito integral com pastinha ou até mesmo cenoura baby, brócolis, chips ou frutas desidratadas", destaca Caroline Velloso.

Lembrando que todas essas opções, além de darem aquela sensação de saciedade, trazem diversos benefícios para a saúde e ainda permitem que o corpo continue funcionando bem. Por fim, vale destacar que também não adianta ter um lanche rico em nutrientes e comer alimentos gordurosos na hora do almoço ou do jantar. Afinal, para emagrecer com saúde é preciso passar por reeducação alimentar, e o nutricionista é o profissional mais indicado para ajudar nesse processo.

* Caroline Velloso (CRN 18100391) é formada em Nutrição pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e disponibiliza o seu Instagram para contato.

Mais noticias com...
Receitas:
Cenoura
Ver Mais

Últimas Matérias

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais
Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Já ouviu falar da dieta cetogênica? Em outras palavras, as pessoas que seguem esse cardápio diferenciado se adequam a uma dieta sem carboidrato. É uma...

> Leia mais
Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Conciliar um café da manhã saudável com uma rotina mais corrida não precisa ser um problema. Você sabia que existem opções nutritivas bem rápidas de...

> Leia mais
Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Muito usado no preparo de saladas, refogados, molhos (como o vinagrete), risotos e moquecas, o pimentão verde é um tipo de vegetal bem nutritivo e saboroso,...

> Leia mais
Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde? Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Para reduzir o consumo de carboidratos, muita gente prefere evitar pães (e outras massas) e dar preferência a receitas com tapioca nos lanches. Mas será que...

> Leia mais
Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Que tal fazer leite de castanha do Pará para aproveitar os benefícios da oleaginosa? É sempre bom ter opções diferentes de receitas para incluir na rotina...

> Leia mais
Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Quantas receitas com ervilha você conhece? E com ervilha congelada? Apesar da enorme praticidade que o legume apresenta, nem todos sabem como usá-lo no dia a...

> Leia mais
Tipos de tomate: conheça as diferenças entre eles

Tipos de tomate: conheça as diferenças entre eles Tipos de tomate: conheça as diferenças entre eles

Você sabe quais e quantos são os tipos de tomate? A famosa fruta compõe as mais variadas receitas de saladas e é um dos orgânicos queridinhos para...

> Leia mais
Geleia de pimenta combina com o que? 4 dicas de acompanhamentos

Geleia de pimenta combina com o que? 4 dicas de acompanhamentos Geleia de pimenta combina com o que? 4 dicas de acompanhamentos

De sabor adocicado levemente picante, a geleia de pimenta é um ótimo acompanhamento para lanches com queijos, pães e carnes, pois concede um toque mais...

> Leia mais