Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado

Quem tem gastrite pode comer ovo desde que o alimento seja cozido (e não frito), temperado apenas com sal e sem conter nenhuma fonte de gordura - para não agredir a parede do estômago
Quem tem gastrite pode comer ovo desde que o alimento seja cozido (e não frito), temperado apenas com sal e sem conter nenhuma fonte de gordura - para não agredir a parede do estômago

Montar uma dieta para quem tem gastrite pode ser um pouco desafiador - afinal, é necessário cortar alimentos muito ácidos, gordurosos, frituras e outros que podem causar danos à parede estomacal. Algumas pessoas se perguntam, inclusive, quais são prejudiciais nesse caso - quem tem gastrite pode comer ovo, por exemplo? E tapioca? Aqui, nós preparamos uma matéria sobre o que deve ser evitado na alimentação de quem tem gastrite para, assim, garantir o bem-estar do estômago. Confira e veja como montar uma dieta alcalina bem colorida e balanceada.

Afinal, quem tem gastrite pode comer ovo?

A resposta para essa pergunta é sim. O ovo pode ser incluído na dieta de quem tem gastrite, mas desde que seja cozido (ou mexido) e servido apenas com um pouco de sal. O uso de temperos (como pimentas e ervas), azeite ou manteiga - alimentos mais agressivos para o estômago - deve ser cortado nesse período. Por isso, inclusive, não é indicado consumir ovo frito, por conta do alto teor de gordura. Vale destacar, inclusive, que o ovo é uma fonte importante de proteína, tem baixo teor de gordura e, quando usado de maneira certa na dieta, pode até mesmo ajudar no tratamento da gastrite.

É permitido o consumo de frutas cítricas?

Caso a pessoa apresente fortes sintomas de gastrite, como queimação, inchaço e dor constante no estômago, é fundamental evitar alimentos muito ácidos. As frutas cítricas, como limão, laranja, tangerina, maracujá, abacaxi e acerola, em especial, têm alto teor de ácido ascórbico (vitamina C), ácido retinóico (vitamina A) e cítrico. Ou seja, quando consumidas de forma excessiva, elas podem prejudicar ainda mais o quadro da gastrite.

Para evitar que o pH do estômago fique muito ácido, o mais indicado é evitar essas frutas e, de preferência, consultar um nutricionista para montar um cardápio adequado para esse período. Em alguns casos, inclusive, é permitido o consumo equilibrado de algumas frutinhas cítricas - mas sempre adoçadas, em forma de suco ou vitamina, por exemplo, e consumidas após as refeições principais - isto é, não devem ser ingeridas em jejum.

Quem tem gastrite pode comer tapioca?

Assim como o ovo, a tapioca não prejudica os sintomas da gastrite. Ela é considerada, inclusive, um ingrediente bem leve, neutro e pobre em gorduras - isto é, não causa dor ou inflamação no estômago. O problema, no entanto, é que os recheios servidos com a tapioca tendem a ser gordurosos - feitos com queijos e temperos muito fortes, por exemplo. Nesse caso, basta dar preferência a queijos brancos light (sem exagerar na quantidade) e evitar o uso de condimentos, pimentas e ervas.

Evite frituras e alimentos muito gordurosos

Outra dica importante para amenizar os sintomas da gastrite é cortar o consumo de frituras ou alimentos muito gordurosos - como pizza, hambúrguer, salgadinho, carne vermelha (dê preferência ao peixe ou frango), embutidos e enlatados. Esse tipo de comida tende a ser mais nocivo para o estômago e, por isso, deve ser evitado ao máximo nesse período.

Aposte em uma dieta alcalina para tratar a gastrite

Além de evitar alimentos que sejam prejudiciais para o estômago, é necessário montar uma dieta alcalina, que leva em consideração o pH e a composição dos alimentos. Ela é geralmente composta por frutas, legumes, verduras, leguminosas e cereais - alimentos leves e nutritivos, que ajudam a regular o sistema digestivo - criam um meio mais básico, sem estimular a produção de suco gástrico, por exemplo. Para montar um cardápio alcalino bem balanceado, com diferentes alimentos naturais, a principal dica é consultar um nutricionista.

Sugestões de alimentos alcalinos: alface, tomate, couve, agrião, inhame, cenoura, lentilha, abacate e coco.

Mais noticias com...
Receitas:
Ovo
Ver Mais

Últimas Matérias

O que comer depois do jejum intermitente

O que comer depois do jejum intermitente O que comer depois do jejum intermitente

Quando feito de forma adequada e com acompanhamento nutricional, o jejum intermitente pode ajudar a desintoxicar o organismo e trazer outros benefícios (como...

> Leia mais
3 formas de preparar maionese vegana

3 formas de preparar maionese vegana 3 formas de preparar maionese vegana

Que tal conhecer algumas opções de maionese vegana para incluir no cardápio? Você pode aproveitar os benefícios e sabores de uma dieta sem alimentos de...

> Leia mais
Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Tomar suco verde detox todos os dias é ótimo para eliminar as impurezas do sangue, aumentar a imunidade e fornecer nutrientes para o organismo. A couve, em...

> Leia mais
Suflê de chuchu: 2 receitas fit

Suflê de chuchu: 2 receitas fit Suflê de chuchu: 2 receitas fit

O suflê de chuchu é o preparo perfeito para quem está de dieta, ainda mais se for feito com o Chuchu Orgânico Taeq! É um prato saboroso, pouco calórico,...

> Leia mais
Para que serve o ômega 3

Para que serve o ômega 3 Para que serve o ômega 3

Encontrado em diferentes peixes (salmão, cavala, atum, sardinha, arenque), castanhas e sementes, o ômega 3 é um tipo de ácido graxo essencial (uma gordura...

> Leia mais
Café faz bem: 7 benefícios da bebida

Café faz bem: 7 benefícios da bebida Café faz bem: 7 benefícios da bebida

Tomar café regularmente de forma moderada (no máximo, 3 xícaras por dia) pode trazer uma série de benefícios para a saúde, sabia? Isso porque a bebida é...

> Leia mais
Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais
Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais