Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada

Tratamentos para pré-diabetes devem ser baseados em uma alimentação saudável - rica em frutas, legumes, verduras e fibras
Tratamentos para pré-diabetes devem ser baseados em uma alimentação saudável - rica em frutas, legumes, verduras e fibras
Liliam Teixeira Francisco

Consultor:

Liliam Teixeira Francisco

Nutricionista graduada pela Universidade Gama Filho (UGF), possui pós-graduação em Nutrição Materno Infantil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade (ABESO).

Para muitas pessoas, receber o diagnóstico de diabetes é sinônimo de restrições alimentares e complicações de saúde a longo prazo. Basta receber a notícia para começar a pensar em uma alimentação sem açúcar, doces, chocolates e outras guloseimas. Mas e quando ainda é possível reverter o quadro da doença? Para quem não sabe, o estado de pré-diabetes é justamente o momento em que o índice glicêmico (isto é, o nível de açúcar no sangue) está mais elevado que o normal, mas não está alto o suficiente para impedir a produção de insulina e desenvolver a doença.

Seja por questões alimentares ou hereditárias, a pré-diabetes tem cura e pode ser revertida se for tratada da maneira adequada. Para entender melhor sobre o assunto, nós conversamos com a nutricionista Liliam Teixeira.

Afinal, o que é pré-diabetes?

De acordo com a especialista, a pré-diabetes é diagnosticada quando o paciente tem potencial para desenvolver a doença, mas ainda é capaz de conseguir reverter o quadro clínico.

"O estado de pré-diabetes é quando a glicose geralmente está normal ou ligeiramente aumentada, mas a produção de insulina começa a ficar excessiva. Muitas vezes o diagnóstico demora a acontecer, pois é comum não aparecerem sintomas nessa fase inicial e somente quando dosamos a quantidade de insulina em um exame de sangue é que descobrimos a alteração. Ela começa a ocorrer pela má alimentação - com baixa ingestão de fibras e excesso de ingestão de gorduras saturadas e açúcares - o que ocasiona um ganho de peso", afirma.

Tratamentos para pré-diabetes envolvem adequação alimentar e práticas de exercícios

Para diminuir as taxas de açúcar no sangue, a dieta para pré-diabetes deve ser baseada em uma alimentação com fibras, frutas, legumes, verduras e uma grande variedade de oleaginosas.

"A melhor forma de reverter esse quadro é iniciar um planejamento alimentar individualizado para cada paciente, focando na quantidade dos alimentos - principalmente na quantidade de carboidrato ingerida - e nas guloseimas cheias de açúcar que podem estar sendo ingeridas. Outro ponto que também acaba atrapalhando o tratamento é a ingestão de bebidas alcoólicas e o cigarro. Precisamos melhorar a ingestão de água durante o dia, excluir totalmente o açúcar refinado (presente em doces, refrigerantes, sucos industrializados), aumentar a ingestão de fibras, adequar a quantidade diária de frutas/legumes/verduras e ingerir frutas oleaginosas (como nozes, castanhas, amêndoas)", explica Liliam Teixeira.

Ainda de acordo com a nutricionista, "o tratamento se inicia com uma adequação alimentar associada à prática de atividade física e melhora do sono. Em alguns casos pode ser necessário a introdução de medicamento (mas sempre prescrito por um endocrinologista)".

É importante também prestar atenção nas embalagens dos alimentos e evitar consumir produtos que contenham carboidratos de rápida absorção. "Muitas vezes nós compramos um produto industrializado que pode vir com açúcar embutido. Portanto, comece a ler o rótulo, cheque a lista de ingredientes, e veja se ali tem nomes como maltodextrina, dextrose... Esses são tipos de açúcares também. O ideal é procurar um nutricionista e associar a alimentação específica para o seu tratamento. Quanto antes iniciar, melhor para reverter esse quadro", complementa a especialista.

Vale ressaltar que atualmente é possível viver bem com diabetes, basta readaptar a alimentação diária para um cardápio equilibrado, saudável e associado à prática regular de exercícios!

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo

7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo 7 chás de semente que são ótimos para o seu organismo

Você já tentou usar sementes de frutas e plantas para fazer chás medicinais? Muita gente não sabe, mas não são apenas as folhas e flores que são ricas em...

> Leia mais
Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta

Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta Malva do reino ajuda a tratar dores e desconfortos! Saiba mais sobre essa planta

Também conhecida como hortelã-graúdo, a malva do reino é uma planta medicinal rica em antioxidantes e propriedades medicinais que ajudam a fortalecer o...

> Leia mais
Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício!

Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício! Fit Dance: o que é e quais os benefícios? Saiba mais sobre esse exercício!

Você já ouviu falar no Fit Dance? A modalidade que transformou as aulas de dança na academia e vem conquistando milhares de adeptos ao redor do mundo através...

> Leia mais
5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas

5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas 5 receitas com abóbora cabotiá (japonesa) que são deliciosas e supernutritivas

Extremamente versátil e saborosa na cozinha, a abóbora cabotiá (ou japonesa) é um ingrediente muito utilizado no preparo de caldos, sopas e purês. Para quem...

> Leia mais
Culinária regional: feijão tropeiro e outros 4 pratos típicos do Sudeste

Culinária regional: feijão tropeiro e outros 4 pratos típicos do Sudeste Culinária regional: feijão tropeiro e outros 4 pratos típicos do Sudeste

Se você quer conhecer mais a fundo a culinária brasileira, que tal começar a experimentar as comidas típicas de cada região? A gastronomia do Sudeste, em...

> Leia mais
Vegetais tipo A: o que são, quais são e como incluí-los na dieta diária

Vegetais tipo A: o que são, quais são e como incluí-los na dieta diária Vegetais tipo A: o que são, quais são e como incluí-los na dieta diária

Você sabia que os vegetais são divididos em grupos e classificados de acordo com a quantidade (e tipos) de nutrientes que fornecem? Os vegetais do tipo A, em...

> Leia mais
10 frutas verdes excelentes para a sua saúde: do abacate ao limão

10 frutas verdes excelentes para a sua saúde: do abacate ao limão 10 frutas verdes excelentes para a sua saúde: do abacate ao limão

As frutas verdes, conhecidas por serem fontes de clorofila (um tipo de pigmento antioxidante), são ótimas para fortalecer a imunidade e desintoxicar o...

> Leia mais
Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Indicado para fortalecer a imunidade, favorecer a perda de peso e a saúde da pele, o óleo de abacate é um ingrediente natural altamente nutritivo que pode (e...

> Leia mais
O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

Desde 2009, um desafio anual que incentiva a prática de desenhos e ilustrações durante o mês de outubro vem conquistando milhares de artistas ao redor do...

> Leia mais
Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Ter o hábito de passar manteiga em pães e biscoitos no dia a dia não é necessariamente prejudicial à saúde. Apesar de ser comumente tachada como gordurosa e...

> Leia mais