Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada

Tratamentos para pré-diabetes devem ser baseados em uma alimentação saudável - rica em frutas, legumes, verduras e fibras
Tratamentos para pré-diabetes devem ser baseados em uma alimentação saudável - rica em frutas, legumes, verduras e fibras
Liliam Teixeira Francisco

Consultor:

Liliam Teixeira Francisco

Nutricionista graduada pela Universidade Gama Filho (UGF), possui pós-graduação em Nutrição Materno Infantil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade (ABESO).

Para muitas pessoas, receber o diagnóstico de diabetes é sinônimo de restrições alimentares e complicações de saúde a longo prazo. Basta receber a notícia para começar a pensar em uma alimentação sem açúcar, doces, chocolates e outras guloseimas. Mas e quando ainda é possível reverter o quadro da doença? Para quem não sabe, o estado de pré-diabetes é justamente o momento em que o índice glicêmico (isto é, o nível de açúcar no sangue) está mais elevado que o normal, mas não está alto o suficiente para impedir a produção de insulina e desenvolver a doença.

Seja por questões alimentares ou hereditárias, a pré-diabetes tem cura e pode ser revertida se for tratada da maneira adequada. Para entender melhor sobre o assunto, nós conversamos com a nutricionista Liliam Teixeira.

Afinal, o que é pré-diabetes?

De acordo com a especialista, a pré-diabetes é diagnosticada quando o paciente tem potencial para desenvolver a doença, mas ainda é capaz de conseguir reverter o quadro clínico.

"O estado de pré-diabetes é quando a glicose geralmente está normal ou ligeiramente aumentada, mas a produção de insulina começa a ficar excessiva. Muitas vezes o diagnóstico demora a acontecer, pois é comum não aparecerem sintomas nessa fase inicial e somente quando dosamos a quantidade de insulina em um exame de sangue é que descobrimos a alteração. Ela começa a ocorrer pela má alimentação - com baixa ingestão de fibras e excesso de ingestão de gorduras saturadas e açúcares - o que ocasiona um ganho de peso", afirma.

Tratamentos para pré-diabetes envolvem adequação alimentar e práticas de exercícios

Para diminuir as taxas de açúcar no sangue, a dieta para pré-diabetes deve ser baseada em uma alimentação com fibras, frutas, legumes, verduras e uma grande variedade de oleaginosas.

"A melhor forma de reverter esse quadro é iniciar um planejamento alimentar individualizado para cada paciente, focando na quantidade dos alimentos - principalmente na quantidade de carboidrato ingerida - e nas guloseimas cheias de açúcar que podem estar sendo ingeridas. Outro ponto que também acaba atrapalhando o tratamento é a ingestão de bebidas alcoólicas e o cigarro. Precisamos melhorar a ingestão de água durante o dia, excluir totalmente o açúcar refinado (presente em doces, refrigerantes, sucos industrializados), aumentar a ingestão de fibras, adequar a quantidade diária de frutas/legumes/verduras e ingerir frutas oleaginosas (como nozes, castanhas, amêndoas)", explica Liliam Teixeira.

Ainda de acordo com a nutricionista, "o tratamento se inicia com uma adequação alimentar associada à prática de atividade física e melhora do sono. Em alguns casos pode ser necessário a introdução de medicamento (mas sempre prescrito por um endocrinologista)".

É importante também prestar atenção nas embalagens dos alimentos e evitar consumir produtos que contenham carboidratos de rápida absorção. "Muitas vezes nós compramos um produto industrializado que pode vir com açúcar embutido. Portanto, comece a ler o rótulo, cheque a lista de ingredientes, e veja se ali tem nomes como maltodextrina, dextrose... Esses são tipos de açúcares também. O ideal é procurar um nutricionista e associar a alimentação específica para o seu tratamento. Quanto antes iniciar, melhor para reverter esse quadro", complementa a especialista.

Vale ressaltar que atualmente é possível viver bem com diabetes, basta readaptar a alimentação diária para um cardápio equilibrado, saudável e associado à prática regular de exercícios!

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo

Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo

Incrementar saladas de folhas e legumes com molhos, sementes ou cereais é uma ótima forma de diversificar a alimentação diária. Você sabia que é possível...

> Leia mais
5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica

5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica 5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica

Conhecida por ser uma culinária rica em alimentos sazonais e fruto de diversas mudanças políticas e sociais em seu país de origem, a comida japonesa (também...

> Leia mais
Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Você sabia que o suco congelado é uma ótima opção para aproveitar os nutrientes da fruta? Além de trazer mais praticidade para o dia a dia, a bebida consegue...

> Leia mais
4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis 4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

Nutritiva, saborosa e superversátil, a farinha de coco é o ingrediente perfeito para quem gosta de colocar a mão na massa e cozinhar receitas saudáveis!...

> Leia mais
4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais 4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

Tomar chá é ótimo para tranquilizar a mente, aliviar dores, tratar inflamações e outros problemas de saúde. Mas você sabia que, em alguns casos, esse tipo de...

> Leia mais
Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Fontes de uma das proteínas mais abundantes do organismo, os alimentos ricos em colágeno são essenciais para manter a saúde da pele! Para quem não sabe, a...

> Leia mais
Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio' Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Você já ouviu falar no DHEA e sabe da sua importância no organismo? Considerado um super-hormônio, ele cumpre importantes funções metabólicas e, quando está...

> Leia mais
Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Você sabia que existem combinações que auxiliam na perda de peso? Alimentos ricos em fibras ou com ação termogênica, em especial, ajudam a manter o...

> Leia mais
Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato

Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato

Para fazer uma dieta low carb, é necessário diminuir (ou até mesmo cortar) alguns alimentos da dieta. No entanto, isso deve ser feito sempre com a orientação...

> Leia mais
Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal

Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal

Também chamada de aroeira-vermelha, aguaraíba e cambuí, a aroeira nada mais é que uma planta com folhas bem aromáticas e frutos redondos, pequenos e...

> Leia mais