Pirâmide alimentar vegetariana: conheça os níveis para ter uma dieta equilibrada

A pirâmide alimentar vegetariana foi desenvolvida por profissionais que adaptaram o modelo tradicional para a dieta sem carne
A pirâmide alimentar vegetariana foi desenvolvida por profissionais que adaptaram o modelo tradicional para a dieta sem carne

Se você já ouviu falar da pirâmide alimentar, sabe que ela funciona como um "guia da boa alimentação". Dividida em 4 níveis, cada um deles representa um grupo de alimentos e o número de porções recomendadas diariamente, com o objetivo de garantir todos os nutrientes que o nosso organismo necessita. No entanto, o modelo tradicional não costuma atender os que decidem seguir uma alimentação sem carne. Nestes casos, o ideal é se basear na pirâmide alimentar vegetariana - criada por nutricionistas, que adaptaram o modelo original - para ter uma dieta bem equilibrada. Dá uma olhada na matéria para saber como ela funciona!

Primeiro nível é composto pelo grupo dos cereais

O grupo dos cereais é responsável por fornecer as doses diárias de energia que os vegetarianos precisam. Localizado no primeiro nível da pirâmide - justamente o que forma a sua base - o grupo é constituído pelos alimentos feitos à base de farinha (como pães e biscoitos), pelos cereais (como arroz, milho, cuscuz, macarrão, cevada, centeio, quinoa, aveia etc.), e pelos tubérculos, bulbos e raízes (como batata doce, batata inglesa, inhame e afins).

Conhecidos também como alimentos energéticos, o grupo dos cereais deve corresponder a maior parte do cardápio diário. Além disso, esses alimentos devem ser consumidos preferencialmente na sua forma integral e distribuídos entre 5 a 12 porções por dia.

Grupo dos vegetais e frutas compõem o segundo nível da pirâmide

Para abrir mão da carne adequadamente, é muito importante atentar-se ao segundo nível da pirâmide alimentar vegetariana. Formado pelo grupo dos vegetais e das frutas, é nesse nível que você encontra os poderosos benefícios das hortaliças folhosas (como rúcula, espinafre e couve), de todas as frutas e frutos ricos em vitaminas (como tomate, banana, maçã, mamão e melancia) e da grande variedade de legumes e verduras (como pimentão, brócolis, abobrinha e berinjela).

Por isso, diversifique o cardápio com shakes e vitaminas de frutas, saladas de folhas, sanduíches naturais e receitas vegetarianas (como o nugget vegetariano) e consuma pelo menos 3 porções diárias do segundo nível da pirâmide.

Terceiro nível é composto por leguminosas, oleaginosas e laticínios

Na pirâmide tradicional, o terceiro nível é composto pelos alimentos construtores que, em outras palavras, constituem o grupo das proteínas. No caso da dieta vegetariana, nesse momento o mais importante será obter não as proteínas em si, mas sim sais minerais e boa parte das vitaminas do complexo B presentes em carnes, aves e peixes. Para isso será preciso substituir esses alimentos por laticínios, leguminosas e oleaginosas. Afinal, eles possuem muitos dos nutrientes encontrados em diferentes tipos de carnes.

Isso significa que todos os tipos de leites e seus derivados, além de castanhas, amêndoas, nozes, feijão, lentilha, ervilha, soja e sementes em geral são muito bem vindos - e o ideal é consumir pelo menos 2 porções desses alimentos por dia.

Gorduras 'boas', açúcares e ovo preenchem o último nível da pirâmide

O topo da pirâmide é preenchido por óleos, azeites, açúcares e ovos. Eles são essenciais para manter o cardápio com 100% dos nutrientes necessários. Além de serem a principal fonte de lipídios (também conhecidos como "gorduras boas"), esses alimentos contribuem com boas doses de ômegas 3, 6 e 9 - muito presentes na carne do peixe - e proteínas, graças ao ovo.

Receitas:
Batata
Ver Mais

Últimas Matérias

Conheça o camapu, a planta amazônica que ajuda a tratar o mal de Alzheimer

Conheça o camapu, a planta amazônica que ajuda a tratar o mal de Alzheimer Conheça o camapu, a planta amazônica que ajuda a tratar o mal de Alzheimer

Encontrado, principalmente, nas regiões do Pará, o camapu é uma planta amazônica que vem sendo muito estudada pelos pesquisadores do Norte do Brasil. Devido...

> Leia mais
Como fazer shawarma, a receita árabe que se popularizou no Brasil

Como fazer shawarma, a receita árabe que se popularizou no Brasil Como fazer shawarma, a receita árabe que se popularizou no Brasil

Conhecido como o famoso sanduíche árabe, a receita de shawarma se popularizou em diversas regiões do Brasil nos últimos anos. Chamado também de gyros, kebab...

> Leia mais
Chá de marcela serve para tratar dores! Conheça os benefícios da bebida

Chá de marcela serve para tratar dores! Conheça os benefícios da bebida Chá de marcela serve para tratar dores! Conheça os benefícios da bebida

Dono de propriedades medicinais que ajudam a tratar dores no corpo, o chá de marcela é o produto de uma planta brasileira muito consumida no Sul do país....

> Leia mais
O que é creatina e quais alimentos possuem a substância

O que é creatina e quais alimentos possuem a substância O que é creatina e quais alimentos possuem a substância

Conhecida como um tipo de suplemento alimentar usado para melhorar a performance em diversas atividades físicas, a creatina costuma fazer parte do mundo dos...

> Leia mais
Como fazer molho branco vegano

Como fazer molho branco vegano Como fazer molho branco vegano

Preparado, normalmente, com leite, creme de leite e manteiga, o molho branco - também conhecido como o famoso molho bechamel - é uma das principais opções...

> Leia mais
Dia da Consciência Negra: 6 comidas de origem africana para celebrar a data

Dia da Consciência Negra: 6 comidas de origem africana para celebrar a data Dia da Consciência Negra: 6 comidas de origem africana para celebrar a data

Marcado por muitas memórias e heranças culturais, o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro no Brasil, relembra a data da morte de Zumbi dos...

> Leia mais
Bolinho de chuva vegano e outras versões saudáveis da receita

Bolinho de chuva vegano e outras versões saudáveis da receita Bolinho de chuva vegano e outras versões saudáveis da receita

Apesar de ser feito, tradicionalmente, com leite, ovos, açúcar, canela e farinha de trigo, existe mais de uma maneira de preparar um delicioso bolinho de...

> Leia mais
Como substituir o arroz nas refeições de forma saudável

Como substituir o arroz nas refeições de forma saudável Como substituir o arroz nas refeições de forma saudável

Buscar um cardápio variado, com diferentes legumes, verduras, cereais, leguminosas e outros grupos alimentares, é a melhor alternativa para manter o...

> Leia mais
O que é taioba? Os benefícios dessa PANC usada como substituta da couve

O que é taioba? Os benefícios dessa PANC usada como substituta da couve O que é taioba? Os benefícios dessa PANC usada como substituta da couve

Pertencente ao grupo das PANCs (plantas alimentícias não convencionais), a taioba é um tipo de vegetal verde-escuro semelhante à couve em termos nutricionais...

> Leia mais
Conheça o breaking, dança que faz parte dos Jogos Olímpicos da Juventude

Conheça o breaking, dança que faz parte dos Jogos Olímpicos da Juventude Conheça o breaking, dança que faz parte dos Jogos Olímpicos da Juventude

Criado no Bronx, na cidade de Nova York, durante os anos 70, o breaking (ou breakdance) é um estilo de dança de rua que faz parte da cultura do Hip Hop -...

> Leia mais