Peixes de água doce também são nutritivos! Saiba quais você deve pôr na dieta

Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas
Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas

Por mais que a gente viva em um país de dimensões continentais é bem comum darmos preferência a uma alimentação que é mais apreciada em nossa região. Estados banhados pelo mar, por exemplo, irão naturalmente consumir mais peixes de água salgada, enquanto os da região Norte podem acabar dando preferência aos de água doce, já que possuem rios ricos em biodiversidade. Mas mesmo sem precisar importar esses animais, é bem comum que muita gente acabe deixando de experimentar algumas variedades por uma simples falta de hábito, e isso é particularmente verdade quando o assunto é peixe de água doce.

Assim como ocorre com os de água salgada, é preciso antes de mais nada estar atento ao seu período de reprodução e desova e saber exatamente quais espécies podem ser consumidas de acordo com as normas legais do país. Uma vez que tudo estiver certo, é só escolher a que você quer experimentar. A boa notícia é que elas também são muito nutritivas, e cada uma possui características benéficas para a saúde.

Por que consumir peixes de rio?

Antes de mais nada é preciso reforçar que algumas informações nutricionais valem tanto para peixes de água doce quanto para os de água salgada. Por exemplo, ambos possuem uma quantidade elevada de proteínas, além de serem ricos em vitaminas, minerais e ômega 3 - embora neste caso os peixes de mar saiam ganhando. Além disso, de uma forma geral os de rio são mais indicados a pessoas que sofrem com hipertensão. O motivo é bem fácil de entender: os marinhos bebem água do oceano, e por isso o acabam tendo uma concentração maior de sal no corpo. Seja como for, o consumo de peixes é tão benéfico que é indicado comê-los duas vezes por semana.

Tilápia tem alta concentração de proteínas

Talvez esse seja o peixe de água doce mais conhecido em território nacional. Uma de suas maiores vantagens é que ela possui um valor proteico ainda maior que o de outros peixes - que já não é pequeno. Ela também tem poucas calorias, sendo ideal para quem está querendo perder peso. E embora não seja de água do mar, possui uma quantidade considerável de iodo, que auxilia o funcionamento da tireoide. Mas esse não é seu único mineral, já que o peixe também é rico em selênio, fósforo e potássio, além de ser fonte de vitaminas A, B6, B12 e D. Embora não seja nativa do Brasil, essa espécie é cultivada em nosso país.

Pintado faz bem para o coração

Encontrado nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, esse peixe também é pouco calórico e oferece ainda gorduras monoinsaturadas, que são boas para o coração. Ao mesmo tempo, é importante destacar que ele não é muito indicado para as grávidas, assim como outros peixes sem escamas, já que eles possuem maior chance de contaminação por mercúrio.

Lambari é rico em cálcio

Embora seja um peixe pequeno em comparação aos demais, ele também é altamente nutritivo. Sua maior vantagem é ser rico em cálcio, sendo uma ótima alternativa a intolerantes a lactose que precisam consumir esse mineral através de outras fontes. Embora seja muito encontrado assado, em diversos lugares do Brasil esse peixe - conhecido em alguns lugares como piaba - é consumido frito. Ele também é fonte de potássio, magnésio e vitaminas do complexo B.

Pacu possui níveis elevados de ômega 3

Encontrado tanto em bacias do rio da Prata quanto no Pantanal, esse peixe oferece uma carne muito saborosa e com pouca espinha. Além de muito proteico, ele também possui níveis elevados de ômega 3 e ainda é mais barato que outras espécies que possuem a mesma quantidade desse ácido graxo essencial. Lembrando que a gordura poli-insaturada tem ação anti-inflamatória, ajuda a prevenir a depressão, a ansiedade e até o mal de Alzheimer.

Pirarucu é conhecido por reduzir o nível de colesterol ruim e aumentar o do bom

Você pode até nunca ter visto um, mas é bem possível que já tenha ouvido falar do pirarucu. Afinal, ele é um dos maiores peixes de água doce do mundo! Seu tamanho é tão exorbitante que populações indígenas chegam a usar sua escama como lixa. E no quesito alimentação saudável ele também não deixa a desejar. Em primeiro lugar é conhecido por reduzir nível de colesterol ruim e aumentar o do bom. Também é rico tanto em ômega 3 quanto em ômega 6, que ajuda no bom funcionamento do sistema imunológico. Além disso, é fonte de vitaminas A e do complexo B.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Para que serve o ômega 3

Para que serve o ômega 3 Para que serve o ômega 3

Encontrado em diferentes peixes (salmão, cavala, atum, sardinha, arenque), castanhas e sementes, o ômega 3 é um tipo de ácido graxo essencial (uma gordura...

> Leia mais
Café faz bem: 5 benefícios da bebida

Café faz bem: 5 benefícios da bebida Café faz bem: 5 benefícios da bebida

Tomar café regularmente de forma moderada (no máximo, 3 xícaras por dia) pode trazer uma série de benefícios para a saúde, sabia? Isso porque a bebida é...

> Leia mais
Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais
Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais
Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Já ouviu falar da dieta cetogênica? Em outras palavras, as pessoas que seguem esse cardápio diferenciado se adequam a uma dieta sem carboidrato. É uma...

> Leia mais
Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Conciliar um café da manhã saudável com uma rotina mais corrida não precisa ser um problema. Você sabia que existem opções nutritivas bem rápidas de...

> Leia mais
Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Muito usado no preparo de saladas, refogados, molhos (como o vinagrete), risotos e moquecas, o pimentão verde é um tipo de vegetal bem nutritivo e saboroso,...

> Leia mais
Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde? Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Para reduzir o consumo de carboidratos, muita gente prefere evitar pães (e outras massas) e dar preferência a receitas com tapioca nos lanches. Mas será que...

> Leia mais