Peixes de água doce também são nutritivos! Saiba quais você deve pôr na dieta

Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas
Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas

Por mais que a gente viva em um país de dimensões continentais é bem comum darmos preferência a uma alimentação que é mais apreciada em nossa região. Estados banhados pelo mar, por exemplo, irão naturalmente consumir mais peixes de água salgada, enquanto os da região Norte podem acabar dando preferência aos de água doce, já que possuem rios ricos em biodiversidade. Mas mesmo sem precisar importar esses animais, é bem comum que muita gente acabe deixando de experimentar algumas variedades por uma simples falta de hábito, e isso é particularmente verdade quando o assunto é peixe de água doce.

Assim como ocorre com os de água salgada, é preciso antes de mais nada estar atento ao seu período de reprodução e desova e saber exatamente quais espécies podem ser consumidas de acordo com as normas legais do país. Uma vez que tudo estiver certo, é só escolher a que você quer experimentar. A boa notícia é que elas também são muito nutritivas, e cada uma possui características benéficas para a saúde.

Por que consumir peixes de rio?

Antes de mais nada é preciso reforçar que algumas informações nutricionais valem tanto para peixes de água doce quanto para os de água salgada. Por exemplo, ambos possuem uma quantidade elevada de proteínas, além de serem ricos em vitaminas, minerais e ômega 3 - embora neste caso os peixes de mar saiam ganhando. Além disso, de uma forma geral os de rio são mais indicados a pessoas que sofrem com hipertensão. O motivo é bem fácil de entender: os marinhos bebem água do oceano, e por isso o acabam tendo uma concentração maior de sal no corpo. Seja como for, o consumo de peixes é tão benéfico que é indicado comê-los duas vezes por semana.

Tilápia tem alta concentração de proteínas

Talvez esse seja o peixe de água doce mais conhecido em território nacional. Uma de suas maiores vantagens é que ela possui um valor proteico ainda maior que o de outros peixes - que já não é pequeno. Ela também tem poucas calorias, sendo ideal para quem está querendo perder peso. E embora não seja de água do mar, possui uma quantidade considerável de iodo, que auxilia o funcionamento da tireoide. Mas esse não é seu único mineral, já que o peixe também é rico em selênio, fósforo e potássio, além de ser fonte de vitaminas A, B6, B12 e D. Embora não seja nativa do Brasil, essa espécie é cultivada em nosso país.

Pintado faz bem para o coração

Encontrado nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, esse peixe também é pouco calórico e oferece ainda gorduras monoinsaturadas, que são boas para o coração. Ao mesmo tempo, é importante destacar que ele não é muito indicado para as grávidas, assim como outros peixes sem escamas, já que eles possuem maior chance de contaminação por mercúrio.

Lambari é rico em cálcio

Embora seja um peixe pequeno em comparação aos demais, ele também é altamente nutritivo. Sua maior vantagem é ser rico em cálcio, sendo uma ótima alternativa a intolerantes a lactose que precisam consumir esse mineral através de outras fontes. Embora seja muito encontrado assado, em diversos lugares do Brasil esse peixe - conhecido em alguns lugares como piaba - é consumido frito. Ele também é fonte de potássio, magnésio e vitaminas do complexo B.

Pacu possui níveis elevados de ômega 3

Encontrado tanto em bacias do rio da Prata quanto no Pantanal, esse peixe oferece uma carne muito saborosa e com pouca espinha. Além de muito proteico, ele também possui níveis elevados de ômega 3 e ainda é mais barato que outras espécies que possuem a mesma quantidade desse ácido graxo essencial. Lembrando que a gordura poli-insaturada tem ação anti-inflamatória, ajuda a prevenir a depressão, a ansiedade e até o mal de Alzheimer.

Pirarucu é conhecido por reduzir o nível de colesterol ruim e aumentar o do bom

Você pode até nunca ter visto um, mas é bem possível que já tenha ouvido falar do pirarucu. Afinal, ele é um dos maiores peixes de água doce do mundo! Seu tamanho é tão exorbitante que populações indígenas chegam a usar sua escama como lixa. E no quesito alimentação saudável ele também não deixa a desejar. Em primeiro lugar é conhecido por reduzir nível de colesterol ruim e aumentar o do bom. Também é rico tanto em ômega 3 quanto em ômega 6, que ajuda no bom funcionamento do sistema imunológico. Além disso, é fonte de vitaminas A e do complexo B.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

Você sabe o que é o glúten? Diferentemente do que é dito comumente, o glúten não é o vilão da alimentação e nem sempre ele precisa ser retirado da rotina...

> Leia mais
Lanche para noite: o que comer antes de dormir

Lanche para noite: o que comer antes de dormir Lanche para noite: o que comer antes de dormir

O lanche da noite é importante para quem costuma acordar com fome de madrugada e acaba perdendo o sono por isso. Também conhecida como ceia da noite, a...

> Leia mais
Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

O café está muito presente no dia a dia, mas você já ouviu falar que ele também é indicado como pré treino natural? Investir em alimentos saudáveis antes de...

> Leia mais
Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Comer salada todo dia é um hábito super saudável, mas se o molho que acompanha as folhas não for tão natural quanto elas, o potencial nutricional do prato...

> Leia mais
Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

A granola é um alimento orgânico que não pode faltar na cozinha. Isso porque ele é energético e extremamente versátil, podendo fazer parte de diferentes...

> Leia mais
Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

O vegetarianismo é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum entre o público infantojuvenil. O cardápio exclui qualquer tipo de carne das refeições,...

> Leia mais
Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Os alimentos ricos em proteínas são fundamentais para a manutenção da saúde do organismo. Afinal, os macronutrientes são responsáveis por gerar energia para...

> Leia mais
Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Já ouviu dizer que chá de alho com limão faz bem para a saúde? A bebida é conhecida popularmente como uma opção caseira para melhorar quadros de gripe e...

> Leia mais
Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Na correria do dia a dia, às vezes o tempo fica curto para preparar as refeições, não é mesmo? É justamente nessas situações que é muito importante escolher...

> Leia mais
Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

O almoço e o jantar só ficam completos quando tem uma salada verde para acompanhar, não é mesmo? Sendo servida como entrada ou ao lado de massas, panquecas,...

> Leia mais