Peixes de água doce também são nutritivos! Saiba quais você deve pôr na dieta

Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas
Tilápia é um peixe de rio cultivado no Brasil que possui uma alta concentração de proteínas

Por mais que a gente viva em um país de dimensões continentais é bem comum darmos preferência a uma alimentação que é mais apreciada em nossa região. Estados banhados pelo mar, por exemplo, irão naturalmente consumir mais peixes de água salgada, enquanto os da região Norte podem acabar dando preferência aos de água doce, já que possuem rios ricos em biodiversidade. Mas mesmo sem precisar importar esses animais, é bem comum que muita gente acabe deixando de experimentar algumas variedades por uma simples falta de hábito, e isso é particularmente verdade quando o assunto é peixe de água doce.

Assim como ocorre com os de água salgada, é preciso antes de mais nada estar atento ao seu período de reprodução e desova e saber exatamente quais espécies podem ser consumidas de acordo com as normas legais do país. Uma vez que tudo estiver certo, é só escolher a que você quer experimentar. A boa notícia é que elas também são muito nutritivas, e cada uma possui características benéficas para a saúde.

Por que consumir peixes de rio?

Antes de mais nada é preciso reforçar que algumas informações nutricionais valem tanto para peixes de água doce quanto para os de água salgada. Por exemplo, ambos possuem uma quantidade elevada de proteínas, além de serem ricos em vitaminas, minerais e ômega 3 - embora neste caso os peixes de mar saiam ganhando. Além disso, de uma forma geral os de rio são mais indicados a pessoas que sofrem com hipertensão. O motivo é bem fácil de entender: os marinhos bebem água do oceano, e por isso o acabam tendo uma concentração maior de sal no corpo. Seja como for, o consumo de peixes é tão benéfico que é indicado comê-los duas vezes por semana.

Tilápia tem alta concentração de proteínas

Talvez esse seja o peixe de água doce mais conhecido em território nacional. Uma de suas maiores vantagens é que ela possui um valor proteico ainda maior que o de outros peixes - que já não é pequeno. Ela também tem poucas calorias, sendo ideal para quem está querendo perder peso. E embora não seja de água do mar, possui uma quantidade considerável de iodo, que auxilia o funcionamento da tireoide. Mas esse não é seu único mineral, já que o peixe também é rico em selênio, fósforo e potássio, além de ser fonte de vitaminas A, B6, B12 e D. Embora não seja nativa do Brasil, essa espécie é cultivada em nosso país.

Pintado faz bem para o coração

Encontrado nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, esse peixe também é pouco calórico e oferece ainda gorduras monoinsaturadas, que são boas para o coração. Ao mesmo tempo, é importante destacar que ele não é muito indicado para as grávidas, assim como outros peixes sem escamas, já que eles possuem maior chance de contaminação por mercúrio.

Lambari é rico em cálcio

Embora seja um peixe pequeno em comparação aos demais, ele também é altamente nutritivo. Sua maior vantagem é ser rico em cálcio, sendo uma ótima alternativa a intolerantes a lactose que precisam consumir esse mineral através de outras fontes. Embora seja muito encontrado assado, em diversos lugares do Brasil esse peixe - conhecido em alguns lugares como piaba - é consumido frito. Ele também é fonte de potássio, magnésio e vitaminas do complexo B.

Pacu possui níveis elevados de ômega 3

Encontrado tanto em bacias do rio da Prata quanto no Pantanal, esse peixe oferece uma carne muito saborosa e com pouca espinha. Além de muito proteico, ele também possui níveis elevados de ômega 3 e ainda é mais barato que outras espécies que possuem a mesma quantidade desse ácido graxo essencial. Lembrando que a gordura poli-insaturada tem ação anti-inflamatória, ajuda a prevenir a depressão, a ansiedade e até o mal de Alzheimer.

Pirarucu é conhecido por reduzir o nível de colesterol ruim e aumentar o do bom

Você pode até nunca ter visto um, mas é bem possível que já tenha ouvido falar do pirarucu. Afinal, ele é um dos maiores peixes de água doce do mundo! Seu tamanho é tão exorbitante que populações indígenas chegam a usar sua escama como lixa. E no quesito alimentação saudável ele também não deixa a desejar. Em primeiro lugar é conhecido por reduzir nível de colesterol ruim e aumentar o do bom. Também é rico tanto em ômega 3 quanto em ômega 6, que ajuda no bom funcionamento do sistema imunológico. Além disso, é fonte de vitaminas A e do complexo B.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais