Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Para manter os níveis de DHEA em equilíbio, é importante ter uma alimentação saudável (com vegetais folhosos, frutas e carnes magras), ter um estilo de vida equilibrado, com a prática de exercícios e sono de qualidade
Para manter os níveis de DHEA em equilíbio, é importante ter uma alimentação saudável (com vegetais folhosos, frutas e carnes magras), ter um estilo de vida equilibrado, com a prática de exercícios e sono de qualidade
Jéssica Pimentel

Consultor:

Jéssica Pimentel

Graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP - Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Você já ouviu falar no DHEA e sabe da sua importância no organismo? Considerado um super-hormônio, ele cumpre importantes funções metabólicas e, quando está em equilíbrio no organismo, pode prevenir uma série de doenças - auxiliando na saúde dos músculos, ossos e do sistema imunológico, por exemplo. Para saber mais sobre o assunto, nós conversamos com a nutricionista Jéssica Pimentel, que esclareceu vários pontos importantes sobre a ação e os benefícios desse hormônio. Confira!

Afinal, o que é DHEA e como ele é produzido?

Por cumprir uma quantidade grande de funções, o DHEA é o tipo de hormônio que precisa estar sempre em equilíbrio no organismo. Por isso, inclusive, é importante ter sempre um acompanhamento médico para verificar e administrar os níveis do hormônio no organismo. De acordo com a nutricionista Jéssica Pimentel, o DHEA é fundamental para regular outras substâncias e indispensável para o bom funcionamento do corpo como um todo.

"O DHEA na verdade se chama desidroepiandrosterona. Ele é o hormônio presente em maior quantidade no nosso corpo. A sua formação é feita a partir do colesterol. Logo, se tivermos uma grande diminuição da oferta de colesterol dietético, a sua produção será afetada. Vale destacar que as melhores fontes de colesterol são aquelas obtidas através da comida de verdade e não de produtos industrializados", explica.

"A sua produção no organismo aumenta gradualmente a partir dos 10 anos, atinge o pico durante os 20 anos e, com o passar dos anos, vai diminuindo até a velhice. O início desse decréscimo hormonal vai depender do estilo de vida: alimentação, exercício, humor e estresse. Nós iremos envelhecer, mas a idade de início dessa diminuição pode variar", complementa a profissional.

A nutricionista também fala sobre as principais atribuições do DHEA e explica o porquê de ele ser considerado um super-hormônio: "Ele desempenha uma série de funções, além de ser o precursor para a formação de uma grande quantidade de hormônios (como os sexuais). Os hormônios vão coordenar reações e dar ordens para o nosso organismo para que o corpo se mantenha em pleno funcionamento. Esse rótulo de super-hormônio veio pela associação de ele ser um antídoto para o envelhecimento. Existem estudos epidemiológicos, por exemplo, que apontam que idosos com níveis baixos de DHEA têm um quadro de envelhecimento pior", afirma Jéssica.

Para que serve DHEA e quais são seus principais benefícios?

O DHEA se destaca por equilibrar outros hormônios do organismo e, consequentemente, traz uma série de benefícios para o funcionamento metabólico. De acordo com a nutricionista, as funções desse super-hormônio são fundamentais para a saúde. "Esse hormônio vital é imprescindível, porque possui efeitos cardioprotetor, antiobesidade e antidiabético. Também atua na manutenção da saúde óssea, síntese e força muscular, função cerebral, atividade imunológica e manejo do perfil lipídico", afirma Jéssica.

Por que é necessário garantir que o DHEA não atinja níveis muito baixos?

Você sabia que, através de um estilo de vida equilibrado, é possível garantir que o DHEA esteja sempre em bons níveis no organismo? A nutricionista destaca que é importante impedir que o hormônio fique em carência e dá ótimas dicas para evitar isso.

"É importante cuidar para desacelerar a queda desse hormônio. Isso porque a baixa quantidade de DHEA favorece o surgimento de diabetes, osteoporose, aterosclerose, demência e perda de libido. O estresse é um fator importante na queda de DHEA. Logo, procurar realizar exercício físico, meditação, higiene do sono e cuidar da alimentação são hábitos fundamentais para uma boa saúde hormonal", explica.

Vale destacar, ainda, que apesar de o DHEA ser produzido naturalmente pelo organismo, em alguns casos é necessário fazer a suplementação do hormônio. Para isso, no entanto, a nutricionista destaca que é importante ter alguns cuidados. "Frear DHEA significa envelhecer mais tardiamente. Mas vale destacar que o DHEA é um hormônio que deve ser usado com cautela e apenas com a prescrição ou recomendação de um profissional médico", finaliza a nutricionista.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Você sabia que o suco congelado é uma ótima opção para aproveitar os nutrientes da fruta? Além de trazer mais praticidade para o dia a dia, a bebida consegue...

> Leia mais
4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis 4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

Nutritiva, saborosa e superversátil, a farinha de coco é o ingrediente perfeito para quem gosta de colocar a mão na massa e cozinhar receitas saudáveis!...

> Leia mais
4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais 4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

Tomar chá é ótimo para tranquilizar a mente, aliviar dores, tratar inflamações e outros problemas de saúde. Mas você sabia que, em alguns casos, esse tipo de...

> Leia mais
Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Fontes de uma das proteínas mais abundantes do organismo, os alimentos ricos em colágeno são essenciais para manter a saúde da pele! Para quem não sabe, a...

> Leia mais
Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio' Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Você já ouviu falar no DHEA e sabe da sua importância no organismo? Considerado um super-hormônio, ele cumpre importantes funções metabólicas e, quando está...

> Leia mais
Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Você sabia que existem combinações que auxiliam na perda de peso? Alimentos ricos em fibras ou com ação termogênica, em especial, ajudam a manter o...

> Leia mais
Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato

Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato Que tal fazer lanche sem pão? Veja maneiras de substituir esse carboidrato

Para fazer uma dieta low carb, é necessário diminuir (ou até mesmo cortar) alguns alimentos da dieta. No entanto, isso deve ser feito sempre com a orientação...

> Leia mais
Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal

Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal Para que serve a aroeira? Veja 7 benefícios dessa planta medicinal

Também chamada de aroeira-vermelha, aguaraíba e cambuí, a aroeira nada mais é que uma planta com folhas bem aromáticas e frutos redondos, pequenos e...

> Leia mais
Como fazer chá de limão com alho e quais as vantagens dessa infusão

Como fazer chá de limão com alho e quais as vantagens dessa infusão Como fazer chá de limão com alho e quais as vantagens dessa infusão

Que tal experimentar diferentes combinações de ervas, caules, frutas e especiarias para preparar chás medicinais variados e mais terapêuticos? O chá de limão...

> Leia mais
Compulsão por doces pode gerar vício! Saiba identificar e acabar com o hábito

Compulsão por doces pode gerar vício! Saiba identificar e acabar com o hábito Compulsão por doces pode gerar vício! Saiba identificar e acabar com o hábito

Você já parou para pensar no porquê de ser tão difícil resistir a um docinho? Seja torta, bolo, chocolate, brigadeiro ou qualquer receita cheia de açúcar -...

> Leia mais