Os riscos dos agrotóxicos para a saúde e como retirar seu excesso dos alimentos

De acordo com a nutricionista doutora em Bioquímica Anete Mecenas, uma boa sugestão é lavar bem os vegetais antes de consumi-los para tirar o excesso de agrotóxicos
De acordo com a nutricionista doutora em Bioquímica Anete Mecenas, uma boa sugestão é lavar bem os vegetais antes de consumi-los para tirar o excesso de agrotóxicos
Anete Mecenas

Consultor:

Anete Mecenas

Doutora em Bioquímica pela UFRJ, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFRJ e especialista em Nutrigenômica na prática clínica e esportiva. É coordenadora, docente e pesquisadora do curso de Nutrição da UNESA.

Ter uma alimentação completamente livre de agrotóxicos é algo bem difícil, né? Afinal, apenas os alimentos orgânicos - cultivados de maneira sustentável - estão realmente livres dessas substâncias químicas.

O grande perigo, que muita gente não sabe, é que esses inseticidas podem causar doenças graves a longo prazo. Por isso, é muito importante buscar uma alimentação cada vez mais sustentável, dando preferência aos alimentos orgânicos. Para saber mais sobre os malefícios causados pelos agrotóxicos, nós conversamos com Anete Mecenas, que é nutricionista doutora em Bioquímica pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Ela esclareceu muitos pontos importantes sobre o assunto, dando dicas para quem quer diminuir o consumo dessas substâncias tóxicas no dia a dia. Confira!

Consumo de agrotóxicos a longo prazo favorece o surgimento de câncer, distúrbios neurológicos e endócrinos

Os agrotóxicos são, basicamente, substâncias químicas usadas em plantações para proteger os alimentos contra pragas e doenças. O problema é que esses inseticidas - além de matarem insetos nas plantações - também acabam contaminando os alimentos (pimentão, batata, cenoura, tomate, alface e vegetais diversos). Ou seja, são muitos os que contêm substâncias tóxicas, principalmente os cultivados em grandes plantações.

A longo prazo, o consumo desses alimentos contaminados pode fazer muito mal ao corpo - favorecendo, inclusive, o surgimento de cânceres, distúrbios neurológicos e endócrinos. Em 2017, pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) descobriram que mulheres grávidas que moram em áreas rurais - próximo a plantações que utilizam agrotóxicos - são muito afetadas pelos inseticidas. Neste caso, os bebês têm maiores chances de nascer com más-formações e doenças crônicas. Não é à toa que essas substâncias químicas são chamadas de veneno, né?

É possível tirar o excesso de agrotóxicos dos alimentos durante a sua higienização?

A nutricionista doutora em Bioquímica Anete Mecenas destaca que é possível sim tirar o excesso de agrotóxicos dos alimentos - mas isso demanda uma lavagem cuidadosa e, de preferência, com o uso de alguns produtos específicos (como o bicarbonato de sódio).

"A lavagem dos alimentos em água corrente pode contribuir para a redução dos agrotóxicos. Mas, para realmente garantir uma boa limpeza, uma boa dica é recorrer às soluções de uso doméstico (como as com bicarbonato de sódio), pois elas são mais eficazes na redução destas substâncias químicas", conta a nutricionista.

Mesmo assim, não pense que é possível remover todo o agrotóxico do alimento, ok? De acordo com a nutricionista, as coisas não são tão simples quanto parecem. "É importante destacar que os agrotóxicos podem estar presentes na pele ou na polpa do alimento. Além disso, o modo de ação do agrotóxico deve ser levado em consideração - os inseticidas ficam preferencialmente na superfície do alimento, mas resíduos dos produtos sistêmicos tendem a se mover para camadas mais profundas dos vegetais. Desta forma, não será possível eliminar totalmente o agrotóxico dos alimentos", explica Anete.

Para complementar, a nutricionista também citou uma pesquisa acadêmica muito útil, mostrando como é possível reduzir de forma simples a quantidade de agrotóxicos de alguns alimentos. "O resultado de um estudo apontou que o uso de bicarbonato de sódio (5%) em água reduz em 83% a quantidade de clotanolil (um tipo de agrotóxico) presente na casca do tomate. A retirada das cascas também pode reduzir em mais de 50% a presença de agrotóxicos nos alimentos. Além disso, no experimento, a utilização de bicarbonato de sódio 1,5% e ácido acético (vinagre) reduziram em 72% e 68%, respectivamente, a quantidade deste agrotóxico no tomate", finaliza a doutora em Bioquímica.

Mais noticias com...
Receitas:
Cenoura
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais