Os benefícios do sal rosa do Himalaia superam os do comum? Entenda a polêmica

O sal rosa do Himalaia se destaca por ter uma grande variedade de minerais (iodo, cálcio, ferro, fósforo, magnésio e outros) e, quando consumido moderadamente, pode trazer vários benefícios à saúde
O sal rosa do Himalaia se destaca por ter uma grande variedade de minerais (iodo, cálcio, ferro, fósforo, magnésio e outros) e, quando consumido moderadamente, pode trazer vários benefícios à saúde

Você sabia que existem diferentes tipos de sal (grosso, refinado, negro, rosa do Himalaia e outros) que se diferenciam em termos nutricionais? Eles são usados para temperar carnes, molhos, massas e diferentes receitas - indicados para dar mais sabor e também preservar melhor os alimentos. O sal rosa do Himalaia, por exemplo, se destaca por ter um alto teor de minerais e, geralmente, é usado em dietas mais saudáveis. Mas você já parou para pensar se os benefícios do sal rosa realmente superam os do comum? Para esclarecer melhor esse assunto, nós preparamos uma matéria sobre os principais nutrientes presentes nesse ingrediente. Confira!

Afinal, qual tipo de sal é melhor?

Por serem produzidos de diferentes formas e em processos químicos distintos, os tipos existentes de sal variam bastante com relação aos nutrientes. O sal branco comum, por exemplo, é o mais pobre nesse sentido - afinal, ele passa por um processo de refinamento e recebe aditivos químicos que o tornam mais pobre em termos nutricionais. O mesmo serve para o sal grosso que, apesar de ser muito usado para temperar carnes de churrasco e conservar alimentos, também possui aditivos químicos e é pobre em minerais.

O sal marinho e o negro, por outro lado, são fontes de minerais (como iodo, ferro e enxofre) e, por isso, são considerados alternativas mais interessantes em termos nutricionais. Ainda assim, a melhor escolha acaba sendo o sal rosa do Himalaia, que possui mais de 80 tipos de minerais em sua composição.

Quais são os benefícios do sal rosa do Himalaia?

Extraído de áreas próximas das cordilheiras do Himalaia, o sal rosa possui essa coloração por ter uma variedade grande de compostos minerais. Por isso, ele é, de uma forma geral, considerado mais nutritivo que o sal branco comum, além de ser muito usado em terapias e tratamentos da medicina alternativa.

Apesar de existir uma polêmica sobre o sal rosa do Himalaia poder ser realmente considerado mais benéfico que o branco comum, algumas pesquisas científicas já esclareceram esse ponto. No artigo "Comparação físico-química e inorgânica do sal comum de mesa com o sal rosa do Himalaia", apresentado na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, o autor Jhony Silva Ramos mostra análises que comprovam que o sal rosa - em comparação ao branco - apresenta maiores teores de ferro, magnésio e também de sódio. Entre os principais benefícios desse ingrediente, encontram-se:

1. Ajuda a regular o índice de glicose no sangue, sendo indicado para quem tem diabetes;

2. Melhora a circulação sanguínea e ajuda a prevenir a formação de varizes;

3. Pode ser usado para fazer inalação (nebulização) no tratamento de doenças respiratórias, como bronquite, sinusite e asma;

4. Ajuda a reduzir a acidez do organismo e, consequentemente, a controlar o pH do corpo, evitando quedas de imunidade ou possíveis desequilíbrios nas funções metabólicas;

5. Ao ser dissolvido na água e usado no preparo de "remédios" caseiros, o sal rosa pode ajudar a desintoxicar o organismo, combater o cansaço e relaxar a musculatura;

6. Pode auxiliar na digestão e na absorção de outros nutrientes pelo organismo;

7. Ajuda a reduzir a pressão arterial e a prevenir problemas cardiovasculares ou cálculos renais.

Qual a quantidade de sal que devemos comer por dia?

Mesmo que você inclua o sal rosa do Himalaia na sua dieta, é importante destacar que também é necessário maneirar bastante no consumo desse ingrediente, pois ele também possui sódio em sua composição (mineral que não pode ficar em excesso no organismo). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o recomendado é consumir no máximo 5 gramas de sal diariamente - o que equivale a uma colher de chá. Por isso, tenha atenção na hora de salgar a comida no dia a dia, ok?

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

4 frutas amarelas excelentes para a sua saúde

4 frutas amarelas excelentes para a sua saúde 4 frutas amarelas excelentes para a sua saúde

Que as frutas são essenciais para uma alimentação saudável, todo mundo já sabe. Algumas delas, inclusive, como a banana, o maracujá e a manga, possuem...

> Leia mais
Chocolate em pó tem lactose? Descubra se intolerantes podem consumi-lo

Chocolate em pó tem lactose? Descubra se intolerantes podem consumi-lo Chocolate em pó tem lactose? Descubra se intolerantes podem consumi-lo

Quem tem alergia ou intolerância à lactose precisa tomar diversos cuidados com a dieta - tais como seguir um plano alimentar rígido e olhar sempre com...

> Leia mais
Chá de jasmim tem benefícios de sobra! Descubra as suas propriedades

Chá de jasmim tem benefícios de sobra! Descubra as suas propriedades Chá de jasmim tem benefícios de sobra! Descubra as suas propriedades

Além de ser uma flor bem bonita e aromática, o jasmim é fonte de antioxidantes e diferentes propriedades medicinais, sendo muito indicado para o preparo de...

> Leia mais
Kani é saudável? Conheça os prós e contras desse alimento

Kani é saudável? Conheça os prós e contras desse alimento Kani é saudável? Conheça os prós e contras desse alimento

Muito usado na culinária japonesa, o kani kama é um alimento feito à base de frutos do mar que pode ser servido com arroz, macarrão ou até como...

> Leia mais
Que tal praticar futevôlei? Conheça esse esporte criado nas areias cariocas

Que tal praticar futevôlei? Conheça esse esporte criado nas areias cariocas Que tal praticar futevôlei? Conheça esse esporte criado nas areias cariocas

Conhecido como uma modalidade esportiva de areia, o futevôlei faz um enorme sucesso nas praias cariocas e ao redor do mundo. Criado por volta de 1960 no Rio...

> Leia mais
O que é picles e como fazer essa conserva

O que é picles e como fazer essa conserva O que é picles e como fazer essa conserva

Usado no preparo de saladas, sanduíches e outras receitas, o picles nada mais é do que uma forma de preparar e consumir legumes e vegetais, reaproveitando os...

> Leia mais
Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas

Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas

Que tal experimentar frutas de diferentes espécies para ampliar o cardápio e preparar novas receitas? No Brasil, existem milhares de opções nativas e...

> Leia mais
Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes

Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes

De origem japonesa, o yakisoba nada mais é que um tipo de macarrão servido com diferentes legumes, temperos e, geralmente, incrementado com molho shoyu....

> Leia mais
Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária

Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária

A influência portuguesa na culinária brasileira é inegável. Mas quando se trata dos pratos típicos desse país europeu, nem todo mundo conhece as referências!...

> Leia mais
Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Embora tenha apenas 0,1 gramas de açúcar por porção, o arroz é um alimento caracteristicamente conhecido por influenciar no aumento da glicose. Por isso,...

> Leia mais