Os alimentos naturalmente doces que ajudam a matar a vontade de consumir açúcar

Para amenizar a vontade de comer doce, uma boa dica é passar a consumir mais frutas (como a manga) que são ricas em frutose, um açúcar natural
Para amenizar a vontade de comer doce, uma boa dica é passar a consumir mais frutas (como a manga) que são ricas em frutose, um açúcar natural

Para muita gente, fugir de tortas, bolos, brigadeiros e outros doces costuma ser uma missão difícil. Afinal, o açúcar é uma substância viciante que faz falta quando ficamos muito tempo sem comê-la. Só que o lado bom é que existem alimentos naturalmente doces - mais saudáveis e nutritivos - que podem funcionar como excelentes substitutos. Para saber mais sobre eles, nós conversamos com a nutricionista Sheila Basso, que esclareceu muitos pontos importantes. Confira!

Evite consumir alimentos industrializados

Uma das principais dicas para evitar os malefícios do açúcar é, justamente, reduzir o consumo de produtos industrializados. "Algumas atitudes que podem reduzir o consumo excessivo de açúcar na nossa alimentação são: evitar comprar produtos ultraprocessados, que contêm enorme quantidade de açúcar (industrializados); evitar adoçar as bebidas; quando tiver vontade de consumir algum doce, consumir os que possuem versões menos calóricas e sempre com moderação", explica a nutricionista Sheila Basso.

Aposte em alimentos ricos em triptofano

Para quem quer reduzir a vontade de comer açúcar, uma das principais dicas é montar um cardápio com alimentos fontes de triptofano. Isso porque esse aminoácido é essencial para a síntese da serotonina (o "hormônio da felicidade") no nosso organismo. Ou seja, ele diminui os sintomas da ansiedade, da depressão e também a vontade excessiva de comer doce. Essa substância pode ser encontrada em alimentos como o cacau, abacate, banana e oleaginosas como as amêndoas, nozes e castanhas. Além disso, peixes, leite e derivados também são fontes importantes de triptofano - portanto, você pode incorporá-los facilmente ao seu cardápio diário.

Segundo a nutricionista, a necessidade de comer doce se deve muito pela diminuição da serotonina no nosso organismo: "Algumas pessoas apresentam a necessidade de comer algum docinho após as refeições porque, durante o processo de digestão, os estoques de serotonina ficam diminuídos. Isso faz com que o organismo busque captar rapidamente triptofano para uma nova produção desse neurotransmissor. O cérebro nos avisa desse processo, provocando desejo por carboidratos, como doces", explica a profissional.

Frutas frescas in natura são ótimas opções

As grandes substitutas do açúcar industrializado, sem dúvida nenhuma, são as frutas frescas - maçã, manga, uva, laranja, abacaxi e por aí vai. Isso porque elas contêm frutose, um açúcar natural que concede energia para o organismo. Em vez de consumir doces industrializados - que aumentam o colesterol e podem ocasionar doenças como a diabetes -, uma boa dica é adicionar as frutas ao seu cardápio. Elas ajudam a amenizar essa vontade de comer açúcar e têm substâncias (vitaminas e minerais) fundamentais para o nosso corpo.

Outra dica recomendada pela nutricionista é a adição da canela para amenizar a vontade de comer doce. "Você também pode acrescentar canela sobre as frutas (pode-se cozinhar banana, pera, maçã com canela, por exemplo). Esse tempero é um ótimo aliado para reduzir a vontade de comer doces. Procure também fazer versões mais saudáveis de sobremesas, como doces caseiros, que são mais gostosos e saudáveis - como exemplo temos arroz doce, doce de abóbora, doce de banana, compotas, geleias e sagu", afirma Sheila Basso.

Obs.: Frutas desidratadas também são ótimas opções, sabia? Isto porque, quando passam pelo processo de desidratação, elas perdem toda a água e ficam com os nutrientes (incluindo a frutose) mais concentrados. Só tome cuidado para não exagerar na quantidade, ok? O ideal é que você consuma apenas pequenas porções de frutas secas (como a uva, maçã, kiwi e banana) que também são saborosas e aliviam aquela vontade de comer doce.

Consuma oleaginosas e chocolate meio amargo

Para quem ama comer chocolate no dia a dia, aqui vai uma dica de ouro: tente priorizar barras mais amargas, que contêm uma quantidade maior de cacau e são mais saudáveis. Os chocolates meio amargos (de 70% cacau para cima, de preferência), não possuem muito açúcar e, inclusive, têm muitas substâncias benéficas. "Algumas ideias que podem ajudar são substituir chocolate e doces industrializados por frutas, oleaginosas (castanhas) ou chocolate meio amargo/amargo (60-70% cacau). São opções mais saudáveis, porque são fontes de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes", completa a nutricionista.

Faça picolés caseiros de frutas

Outra dica interessante é preparar picolés caseiros de frutas, que são mais saudáveis e saborosos. Neste caso, você só vai precisar bater as frutas in natura (morangos, framboesas, limão etc.) com gelo, água e, em alguns casos, leite e outros ingredientes para dar sabor. Despeje a mistura em forminhas de picolé e, depois, deixe no freezer até ficar pronto. Essa também é uma alternativa inteligente para substituir o açúcar artificial, que é mais maléfico para o organismo.

Invista no frozen com iogurte natural

Você também pode preparar frozens caseiros mais saudáveis - um tipo de sorvete, feito a base de iogurte e frutas, que é super-refrescante e mais saudável para o dia a dia. Uma boa dica é usar um iogurte natural sem gordura e sem açúcar, que acaba sendo menos calórico. Além disso, você pode fazer misturas com frutas vermelhas, como o morango, framboesa e a amora.

Por fim, Sheila Basso também dá uma dica de ouro para diminuir a vontade de comer açúcar. "Praticar a atividade física também ajuda bastante, porque o exercício físico estimula a liberação de hormônios, que são responsáveis pela sensação de bem-estar - o mesmo efeito causado pelo consumo de doce", finaliza a nutricionista.

* Sheila Basso (CRN 21.557) é especialista em Nutrição Clínica e em Obesidade, Emagrecimento e Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais