Obesidade: ciência aponta 14 novos fatores genéticos para o excesso de peso

Pesquisas recentes descobriram 14 novos fatores genéticos para a obesidade. Com isso, os tratamentos poderão ser mais individualizados
Pesquisas recentes descobriram 14 novos fatores genéticos para a obesidade. Com isso, os tratamentos poderão ser mais individualizados

A obesidade atinge milhões de pessoas no mundo e as causas são diversas: sedentarismo, má alimentação, histórico familiar... Por isso, cada vez mais, a ciência intensifica suas pesquisas para poder decifrar e individualizar, caso por caso, as razões do excesso de peso, e assim tratar essa doença de forma natural, gradativa e equilibrada. Recentemente, um estudo publicado pela revista "Nature Genetics" e divulgado pela Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (ABESO), revelou 14 novas variantes de genes associadas à obesidade e o Índice de Massa Corporal (IMC).

O estudo, que envolveu mais de 250 instituições de pesquisas ao redor do mundo, combinou os dados de DNA de mais 700 mil pessoas, nos quais foram descobertos 14 variações genéticas que podem desempenhar um papel importante no controle do peso corporal. O objetivo principal dessas análises, de acordo com a publicação, é o de apresentar novas possibilidades para, de maneira individualizada e funcional, fornecer intervenções terapêuticas para o tratamento dessas pessoas.

"Embora estejamos alguns passos mais perto da compreensão da biologia do motivo pelo qual algumas pessoas ganham ou perdem peso com mais facilidade do que outros, pesquisas adicionais para cada um dos genes identificados são necessárias para entender os mecanismos através dos quais eles atuam", divulgou o texto a pesquisa.

Uma dessas principais descobertas foi um gene chamado "MC4R". Essa variante foi encontrada em 1 para cada 5 mil pessoas e afeta diretamente a produção de uma proteína responsável por regular o apetite. Para se ter uma noção, a ausência dessa substância no organismo resulta uma média de 6,8 quilos a mais do que aqueles sem a variante genética.

Boa notícia: o Brasil está conseguindo controla a obesidade

Dados mais recentes, divulgados pelo Ministério da Saúde, mostraram que, pela primeira vez em oito anos, o percentual de excesso de peso e de obesidade se manteve estável no Brasil. O consumo diário de alimentos mais saudáveis e a prática de atividades regulares são os grandes fatores que favorecem o combate dessa doença, prevenindo, inclusive, o fatores de risco e problemas futuros causados pela obesidade, como a diabetes, hipertensão e até alguns tipos de câncer.

Esportes e alimentação saudável: as melhores formas para controlar a obesidade com novos hábitos de vida

- Reeducação alimentar: O primeiro passo para a busca do peso ideal é um plano alimentar correto e de acordo com as necessidades físicas e nutricionais de cada pessoa. O consumo de alimentos naturais, orgânicos, ricos em fibras alimentares, vitaminas, minerais e outros componentes bioativos que são fundamentais para equilibrar o organismo e, principalmente, oferecer a melhor sensação de saciedade possível, evitando a gula, uma das maiores razões do ganho de peso.

De acordo com a nutricionista Raquel Sanchez Franz, da Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor do Ministério da Saúde, o ideal é montar um cardápio rico em proteínas, carboidratos, lipídeos, vitaminas, minerais e fibras. "Uma dica é servir metade do prato com hortaliças. Isso garante a quantidade adequada de nutrientes e ajuda diretamente no bom funcionamento do organismo", afirma a especialista, através do site oficial da entidade.

- Atividades físicas regulares: Simultaneamente ao plano alimentar, é necessário que a pessoa acima do peso tenha a consciência da importância de fugir da ociosidade. Praticar atividades físicas é fundamental para fortalecer o corpo, acelerar as reações metabólicas do organismo e emagrecer de forma natural. Não importanta a intensidade dos exercícios, de acordo com o Ministério de Saúde, cerca de 30 minutos por dia já são suficientes para melhorar qualquer quadro físico. É ter foco, dedicação, e uma atividade que lhe de mais prazer e satisfação de fazer. Um bom começo pode ser simples caminhadas em parques ou à beira-mar.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer conserva de jurubeba

Como fazer conserva de jurubeba Como fazer conserva de jurubeba

Consumir jurubeba em conserva é uma ótima dica para melhorar o sistema digestivo. Para quem não sabe, essa planta tem propriedades diuréticas, laxativas,...

> Leia mais
Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z

Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z

O universo das frutas é bem mais amplo e variado do que parece, sabia? Estima-se que existem mais de 300 espécies nativas brasileiras, fora os frutos...

> Leia mais
Como aumentar hemoglobina com a alimentação

Como aumentar hemoglobina com a alimentação Como aumentar hemoglobina com a alimentação

Você sabe o que é hemoglobina? Essa proteína está dentro dos nossos glóbulos vermelhos e é a responsável pela cor do nosso sangue. Considerada...

> Leia mais
Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado

Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado

Montar uma dieta para quem tem gastrite pode ser um pouco desafiador - afinal, é necessário cortar alimentos muito ácidos, gordurosos, frituras e outros que...

> Leia mais
5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia

5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia 5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia

Para ter uma dieta rica em ferro é muito importante incluir ingredientes específicos no cardápio - como carnes (principalmente miúdos), leguminosas e...

> Leia mais
Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens

Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens

A cana-da-índia ou canna indica é um tipo de PANC (Planta Alimentícia Não Convencional) existente em várias versões - com flores amarelas, avermelhadas,...

> Leia mais
O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe

O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe

Se você sempre se perguntou o que é tabule, saiba que esse é um prato originário do Líbano, feito à base de triguilho, o famoso trigo para quibe. Com sabor...

> Leia mais
4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer

4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer 4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer

Você também faz parte do time que ama assistir a filmes, séries e documentários sobre culinária? Consumir esse tipo de conteúdo é ótimo para aprender mais...

> Leia mais
Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo

Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo

É muito provável que você já tenha visto o pepino daquela forma clássica, com duas rodelas sob os olhos de alguém para uma limpeza de pele caseira. Mas os...

> Leia mais
Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal

Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal

Você sabia que é possível preparar uma receita de nuggets vegano feita à base de grão-de-bico, legumes e diferentes temperos? Em vez de apostar na versão...

> Leia mais