O que são alimentos orgânicos? Conheça as vantagens destes produtos

Alimentos orgânicos, trazem mais vitalidade, saúde e bem-estar
Alimentos orgânicos, trazem mais vitalidade, saúde e bem-estar

Produto recomendado

Inhame orgânico Taeq 600g

Inhame orgânico Taeq 600g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Existem dois conceitos fundamentais para definir se um alimento é orgânico: a relação de confiança entre produtor e consumidor e o controle de qualidade. Sendo assim, a premissa básica é não utilizar agrotóxicos nos processos, nem adubos químicos ou qualquer substância sintética que agrida o meio ambiente ou que interfira no crescimento natural dos alimentos.

Trabalhar com agricultura orgânica não significa meramente deixar de usar agrotóxicos e fertilizantes químicos nas plantações. Para ser considerado orgânico, o processo produtivo deve enfatizar principalmente o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais. Atualmente, o Brasil ocupa posição de destaque na fabricação mundial de orgânicos, estando entre os cinco países com maior área em produção orgânica, cerca de 1,7 milhões de hectares.

Sítios orgânicos

Um sítio orgânico perfeito é constituído por um ecossistema onde interagem animais, plantas nativas e cultivadas, micro-organismos e seres humanos, intervindo o mínimo possível, e sempre priorizando os processos naturais. A ideia é que a produção orgânica busque principalmente a sustentabilidade; única chance de gerações futuras de agricultores poderem produzir e se desenvolver, e de consumidores poderem se alimentar de forma saudável.

Alguns motivos para se consumir produtos orgânicos

Protege a saúde:

Manter-se longe dos resíduos dos aditivos químicos, pesticidas, hormônios de crescimento, antibióticos que permanecem nos alimentos por longo prazo evita uma série de males, como reações alérgicas, respiratórias, problemas neurológicos, distúrbios hormonais (em homens e mulheres), cânceres e distúrbios na fertilidade (redução do número de espermatozoides).

Orgânicos são mais nutritivos:

Mesmo que ainda não haja um consenso na opinião dos cientistas sobre o assunto, é verdade que os solos mais ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos com maiores concentrações de nutrientes e fitoquímicos antioxidantes, como polifenóis e carotenoides.

Aroma e sabor mais intensos:

Um alimento sem agrotóxico ou qualquer tipo de produto químico, possui mais sabor e aroma do que os produzidos em larga escala. Vegetais e frutas orgânicos crescem ao seu tempo, mais lentamente e tendem a ser menores.

Certificado:

Todos os produtos orgânicos disponíveis no mercado têm certificado de fontes confiáveis. Os produtos vendidos em mercados, supermercados, lojas, devem estampar o selo federal do SisOrg (credenciado no Ministério da Agricultura) em seus rótulos, sejam nacionais ou estrangeiros. Se o produto for vendido a granel deve estar identificado corretamente, por meio de cartaz, etiqueta ou outro meio.

Compromisso com as gerações futuras:

Os agrotóxicos deixam no ar, no solo e na água um legado bastante perigoso. Os resíduos químicos contaminam o meio ambiente por décadas. A agricultura orgânica condena e exclui o uso de fertilizantes sintéticos ou qualquer produto químico, e tem o compromisso de preservar os recursos naturais.

Prioriza a biodiversidade:

Dar ênfase ao equilíbrio da natureza gera ecossistemas saudáveis, aptos para produzirem alimentos saudáveis. Outro ponto importante é respeitar a natureza dos animais, proporcionando bem-estar às criações através do ambiente, alimentação e tratamentos adequados.

Apoio aos pequenos agricultores:

Geralmente, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares que têm como desafio de se manter atuante dentro de um modelo tecnológico e social que impõe o uso de insumos de alto custo. Quem consome orgânicos está ajudando o desenvolvimento da agricultura familiar, hoje responsável por 70% da produção de alimentos no país.

Fonte/site: http://www.portalorganico.com.br/

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais