O que é diabetes gestacional e como evitá-la através da alimentação

Para evitar a diabetes gestacional através da alimentação, o ideal é seguir um cardápio rico em vegetais, hortaliças e legumes
Para evitar a diabetes gestacional através da alimentação, o ideal é seguir um cardápio rico em vegetais, hortaliças e legumes
Liliam Teixeira Francisco

Consultor:

Liliam Teixeira Francisco

Nutricionista graduada pela Universidade Gama Filho (UGF), possui pós-graduação em Nutrição Materno Infantil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade (ABESO).

Ocasionada através do excesso de açúcar no sangue, a diabetes gestacional (ou diabetes mellitus gestacional - DMG) é um problema muito comum durante a gravidez. Somente no Brasil, estima-se que há mais de 150 mil casos diagnosticados por ano que, se não forem tratados da forma certa durante a gestação, podem persistir após o nascimento do bebê.

Para entender melhor sobre o assunto e aprender como evitar essa doença através da alimentação e de outras práticas saudáveis, nós conversamos com a nutricionista Liliam Teixeira que é especializada em nutrição para diabetes e nutrição materno-infantil.

Afinal, o que é diabetes gestacional?

Para suprir as necessidades nutricionais do bebê, o aumento da quantidade de açúcar no sangue de uma mulher grávida é um processo que acontece naturalmente. No entanto, quando esse açúcar não se transforma em energia - ou quando o organismo da mulher não produz a quantidade necessária de insulina, criando, assim, uma certa resistência -, a diabetes gestacional pode ser desenvolvida.

"De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, a placenta é uma fonte importante de hormônios que reduzem a ação da insulina, responsável pela captação e utilização da glicose pelo corpo. E com isso o pâncreas dessa mulher aumenta a produção de insulina para compensar esse quadro. Mas cada mulher reage de uma maneira diferente com essa grande mudança hormonal e em algumas esse processo pode não ocorrer, ocasionando o diabetes gestacional", explica a nutricionista Liliam Teixeira.

Diabetes gestacional: quais são os sintomas e os riscos dessa doença?

Segundo a especialista, a diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher mesmo sem apresentar sintomas aparentes e, quando desenvolvida, a doença pode ocasionar uma série de complicações na vida da mãe e do bebê.

"É necessário acompanhar durante toda a gestação, pois o aumento dessa glicose pode gerar macrossomia fetal (que é o crescimento excessivo do bebê), além hipoglicemia neonatal, partos traumáticos e possível diabetes na vida adulta. Por isso, o ideal é ter um acompanhamento da alimentação junto à sua nutricionista especialista em Nutrição Materno-Infantil e ao seu obstetra", afirma.

A especialista explica, ainda, que o acompanhamento do quadro de diabetes gestacional acontece em partes. De acordo com ela, geralmente a partir do 6° mês o obstetra solicita um exame de tolerância a glicose para avaliar a possibilidade de alguma alteração. "Para ter o diagnóstico de diabetes gestacional a glicose de jejum virá igual ou maior a 92mg/dl ou, após 1 hora da ingestão do açúcar, a 180mg/dl e após 2 horas, a 153mg/dl", explica.

Além disso, a nutricionista também explica quais são aos fatores de riscos que podem ajudar a ocasionar a doença. De acordo com ela, "o que pode ser um fator de risco para aumentar a probabilidade de ocorrer o diabetes gestacional é ganho de peso excessivo (sobrepeso ou obesidade), idade materna avançada, história familiar de diabetes, história de diabetes gestacional, SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos), hipertensão arterial na gestação e gravidez de gêmeos".

Como evitar a diabetes gestacional através da alimentação?

Além da importância de ter um acompanhamento médico, a nutricionista ressalta outros pontos que podem ajudar a evitar ou prevenir a diabetes gestacional, como ter uma alimentação saudável e balanceada que esteja de acordo com as necessidades nutricionais do bebê.

"Durante a gestação, a nutrição precisa ser ajustada para cada fase da gravidez, pois a cada trimestre as necessidades nutricionais mudam de acordo com o crescimento do bebê. O que seria o ideal? A mulher se planejar, começar um acompanhamento nutricional em torno de 3 meses (ou mais) antes de engravidar, para ajustar o peso da mãe, ter qualidade na alimentação e, se necessário, fazer uma suplementação de vitaminas", afirma Liliam Teixeira.

Para finalizar, a nutricionista separou algumas dicas de alimentação que podem ser seguidas para garantir a saudabilidade da mãe e do bebê durante a gravidez. São elas:

1. Evitar o consumo de açúcares em geral, como mel, melado, doces, refrigerantes e bebidas adoçadas com açúcar, podendo utilizar adoçantes naturais indicados pela nutricionista de forma individualizada;

2. Consumir alimentos ricos em cereais integrais e leguminosas, como lentilhas, ervilhas e grão-de-bico;

3. Controlar a quantidade de porções de frutas ao longo do dia, principalmente o excesso de suco de frutas;

4. Consumir hortaliças cruas e cozidas, para garantir o fornecimento de vitaminas, minerais e fibras. As fibras insolúveis, como grãos integrais e hortaliças, ajudam a combater a constipação;

5. Beber cerca de 6 a 8 copos de água por dia nos intervalos das principais refeições, bem como chás, refrescos naturais de limão, maracujá ou caju;

6. Evitar o consumo de suco de fruta concentrado por ser feito com muitas unidades de fruta e acabar elevando o consumo diário de açúcar;

7. Optar por sucos de laranja, manga e uva quando estiver com hipoglicemia (glicemia abaixo de 70mg/dl) ou depois de atividades físicas;

8. Consumir laticínios: de acordo com a especialista, eles são necessários para garantir proteínas e calorias adicionais necessárias ao crescimento do feto, além de fornecerem uma boa quantidade de cálcio;

9. Moderar no consumo e no uso do sal e de alimentos ricos em sódio;

10. Prestar atenção nas embalagens de produtos diets ou lights para verificar se realmente possuem açúcar e qual é a quantidade de carboidratos;

11. Preparar receitas em casa: essa é uma das melhores formas de controlar a qualidade dos alimentos.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais
Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais
Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Já ouviu falar da dieta cetogênica? Em outras palavras, as pessoas que seguem esse cardápio diferenciado se adequam a uma dieta sem carboidrato. É uma...

> Leia mais
Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Conciliar um café da manhã saudável com uma rotina mais corrida não precisa ser um problema. Você sabia que existem opções nutritivas bem rápidas de...

> Leia mais
Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Muito usado no preparo de saladas, refogados, molhos (como o vinagrete), risotos e moquecas, o pimentão verde é um tipo de vegetal bem nutritivo e saboroso,...

> Leia mais
Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde? Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Para reduzir o consumo de carboidratos, muita gente prefere evitar pães (e outras massas) e dar preferência a receitas com tapioca nos lanches. Mas será que...

> Leia mais
Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Que tal fazer leite de castanha do Pará para aproveitar os benefícios da oleaginosa? É sempre bom ter opções diferentes de receitas para incluir na rotina...

> Leia mais
Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Quantas receitas com ervilha você conhece? E com ervilha congelada? Apesar da enorme praticidade que o legume apresenta, nem todos sabem como usá-lo no dia a...

> Leia mais