O que comer depois do jejum intermitente

Escolher bem o que comer depois do jejum intermitente ajuda a trazer resultados mais rápidos
Escolher bem o que comer depois do jejum intermitente ajuda a trazer resultados mais rápidos
Luciana Novaes

Consultor:

Luciana Novaes

Nutricionista mestre em Saúde Pública pela FIOCRUZ com especialização em Saúde Materna e Infantil e Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS

Quando feito de forma adequada e com acompanhamento nutricional, o jejum intermitente pode ajudar a desintoxicar o organismo e trazer outros benefícios (como auxiliar na queima de gordura corporal). Para ter um resultado mais positivo, inclusive, é recomendável se consultar com um nutricionista para montar um cardápio bem planejado. Para ajudar nesse assunto, nós trouxemos a opinião da nutricionista Luciana Novaes, que deu dicas sobre o que comer depois do jejum intermitente e como se manter saudável com a prática. Dá uma conferida!

O que comer no jejum intermitente?

De acordo com a nutricionista Luciana Novaes, existe um grupo de alimentos que cumprem funções importantes no organismo e são indispensáveis para quem faz dieta jejum intermitente: "Alimentos reguladores (verduras, legumes e/ou frutas), energéticos (carboidratos, de preferência ricos em fibras) e construtores (proteínas magras)", recomenda.

A profissional também destaca que o ideal é dar foco a alimentos ricos em fibras alimentares, que podem saciar a fome de modo mais rápido. "É muito importante que se escolham alimentos que podem promover saciedade, com os nutrientes necessários para a saúde e em quantidades adequadas, sem exageros. O momento da alimentação não pode ser voltado para um consumo em excesso como forma de compensar o período de jejum", complementa Luciana.

Vale lembrar, ainda, que durante o período de jejum é possível ingerir alguns alimentos que ajudam a desintoxicar o corpo, como explica a nutricionista: "Nos períodos de jejum completo, é permitida a ingestão de água, chás ou café (sem utilização de açúcar). Nos períodos de alimentação, não há restrições específicas - cada pessoa deverá ter uma alimentação que respeite suas necessidades e sejam alimentos importantes para a saúde, de uma forma geral", afirma.

Cardápio jejum intermitente

Para te ajudar a saber o que pode comer no jejum intermitente para ter resultados positivos, a nutricionista recomenda algumas combinações de frutas, verduras e cereais que funcionam superbem. A ideia é optar por um desses pratos para quebrar o jejum de forma mais harmônica para o organismo. Dá uma olhada:

- Frutas com iogurte ou leite desnatado

- Pão integral com queijo branco

- Saladas de legumes e verduras

- Arroz integral e feijão ou outras combinações de cereais com leguminosas

- Carnes magras, como filé de peito de frango ou patinho ou filé de peixe

- Ovos cozidos ou mexidos

- Sementes e oleaginosas como chia, gergelim e castanhas.

Jejum intermitente requer acompanhamento e cuidados

Você já se perguntou sobre os reais benefícios do jejum intermitente? De acordo com a nutricionista, a prática pode sim auxiliar em situações específicas, mas também requer uma série de cuidados: "É uma estratégia alimentar que beneficia pessoas com necessidades de perda de peso e/ou controle de distúrbios metabólicos. De uma forma geral, sendo bem elaborado, pode contribuir para a manutenção saudável do corpo", explica.

"Mas, para toda regra existe a exceção: essa prática não é aconselhável para diabéticos, sem que haja acompanhamento médico ou de um nutricionista e para pessoas com transtornos alimentares", complementa Luciana.

Outro ponto importante é introduzir o jejum intermitente de modo mais gradual na rotina - para, assim, evitar que o organismo fique muito afetado no início. O jejum intermitente 12h, por exemplo, pode ser um bom começo. Tente seguir esse modelo nos primeiros dias e vá avançando aos poucos - sempre com o acompanhamento de um profissional da saúde, ok?

O jejum intermitente 16h, por sua vez, já é considerado um pouco mais avançado - nesse caso, é comum que a pessoa faça sua última refeição às 20h e só volte a comer às 12h do dia seguinte. Aqui, a ideia é quebrar o jejum com um almoço mais leve (com arroz integral, alguma leguminosa, proteína magra e legumes, por exemplo). De acordo com a nutricionista, respeitar o organismo e adotar esse tipo de jejum com cautela é um dos pontos mais importantes para se manter saudável:

"Pessoas que fazem o consumo de alimentos ricos em açúcares e farinhas têm muita dificuldade para seguir esse tipo de alimentação, sendo necessário uma mudança menos drástica no início, para depois se caminhar por esse padrão de dieta. Por isso, para que essa prática não traga prejuízos à saúde, será necessário o acompanhamento de um nutricionista, para que sejam estabelecidas as janelas de alimentação, com as quantidades e tipos de alimentos que entrarão na dieta, os melhores horários e uma transição de acordo com o perfil de atividade física de cada pessoa", finaliza Luciana.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde O que é glúten? Faz bem evitar? Nutricionista responde

Você sabe o que é o glúten? Diferentemente do que é dito comumente, o glúten não é o vilão da alimentação e nem sempre ele precisa ser retirado da rotina...

> Leia mais
Lanche para noite: o que comer antes de dormir

Lanche para noite: o que comer antes de dormir Lanche para noite: o que comer antes de dormir

O lanche da noite é importante para quem costuma acordar com fome de madrugada e acaba perdendo o sono por isso. Também conhecida como ceia da noite, a...

> Leia mais
Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde Pré treino natural com café funciona? Nutricionista responde

O café está muito presente no dia a dia, mas você já ouviu falar que ele também é indicado como pré treino natural? Investir em alimentos saudáveis antes de...

> Leia mais
Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais Molho de iogurte para salada: prepare em casa com ingredientes naturais

Comer salada todo dia é um hábito super saudável, mas se o molho que acompanha as folhas não for tão natural quanto elas, o potencial nutricional do prato...

> Leia mais
Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer Granola: benefícios para o organismo que você precisa conhecer

A granola é um alimento orgânico que não pode faltar na cozinha. Isso porque ele é energético e extremamente versátil, podendo fazer parte de diferentes...

> Leia mais
Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana Vegetarianismo infantil: como cuidar da alimentação de uma criança vegetariana

O vegetarianismo é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum entre o público infantojuvenil. O cardápio exclui qualquer tipo de carne das refeições,...

> Leia mais
Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana Alimentos ricos em proteínas: uma opção para cada dia da semana

Os alimentos ricos em proteínas são fundamentais para a manutenção da saúde do organismo. Afinal, os macronutrientes são responsáveis por gerar energia para...

> Leia mais
Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida Chá de alho: para que serve e duas variações poderosas da bebida

Já ouviu dizer que chá de alho com limão faz bem para a saúde? A bebida é conhecida popularmente como uma opção caseira para melhorar quadros de gripe e...

> Leia mais
Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde Almoço rápido e saudável: filé de frango com shimeji e salada verde

Na correria do dia a dia, às vezes o tempo fica curto para preparar as refeições, não é mesmo? É justamente nessas situações que é muito importante escolher...

> Leia mais
Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes Como fazer salada verde com brócolis, repolho, espinafre e outros ingredientes

O almoço e o jantar só ficam completos quando tem uma salada verde para acompanhar, não é mesmo? Sendo servida como entrada ou ao lado de massas, panquecas,...

> Leia mais