O que causa gordura no fígado e a dieta para tratar o problema

Para tratar esteatose hepática é recomendado ter uma dieta equilibrada e natural com diferentes legumes, verduras, frutas e alimentos integrais
Para tratar esteatose hepática é recomendado ter uma dieta equilibrada e natural com diferentes legumes, verduras, frutas e alimentos integrais
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

Caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado, que pode levar a sintomas de inchaço, dor e fraqueza, a esteatose hepática é geralmente causada por hábitos não saudáveis (má alimentação e consumo excessivo de bebidas alcoólicas). Quando não tratada, essa condição pode acarretar problemas mais graves, como cirrose hepática ou até mesmo câncer. Por isso, é essencial ter uma rotina de alimentação saudável atrelada à prática de exercícios físicos. Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a nutricionista Adriana Ávila, que falou mais sobre quais são as causas da esteatose hepática e como tratar o problema da melhor forma. Confira!

Quais são as principais causas da esteatose hepática (gordura no fígado)?

Para manter o fígado saudável e não comprometer as funções hepáticas, é muito importante cortar hábitos ruins e ter um estilo de vida equilibrado. De acordo com a nutricionista, as principais causas da esteatose hepática estão relacionadas com certas doenças e práticas não saudáveis. "As principais causas da gordura no fígado ou esteatose hepática são: excesso de ingestão de bebida alcoólica, hepatites virais, diabetes, excesso de peso, principalmente a obesidade central (abdominal), colesterol e/ou triglicérides elevados ou uso de corticoides (remédios sintéticos)", afirma Adriana.

Esteatose hepática pode ter relação direta com o sedentarismo

Manter uma prática regular de exercícios físicos - principalmente de aeróbicos, que auxiliam no controle do peso corporal - é muito importante para evitar a esteatose hepática. Isso porque o sedentarismo é um grande fator de risco para o surgimento das gorduras no fígado e de outros problemas hepáticos ou imunológicos. De acordo com a nutricionista Adriana Ávila, um estilo de vida sedentário (assim como certas doenças, como a diabetes) pode acarretar em problemas graves no fígado.

"O sedentarismo aliado à uma alimentação desequilibrada pode levar ao quadro de excesso de peso e diabetes. O acúmulo de gordura abdominal gera o excesso de lipídios (gorduras) que se depositam no fígado, prejudicando o seu funcionamento. O acúmulo de gordura também prejudica a ação do hormônio insulina, provocando a resistência à insulina. Com isso, a glicose não entra nas células e se acumula no sangue, ocorrendo a hiperglicemia (aumento de glicose no sangue). O organismo entende que não há insulina suficiente e o pâncreas continua a produzi-la", explica a especialista.

Como tratar esteatose hepática através da alimentação?

É importante destacar que o tratamento da esteatose hepática consiste basicamente em conciliar uma alimentação saudável e equilibrada com a prática de exercícios. No entanto, para fazer isso de forma segura, é muito importante buscar acompanhamento de especialistas, como médicos e nutricionistas. De acordo com a especialista Adriana Ávila, ter uma alimentação regrada é um importante passo para eliminar as gorduras presentes no fígado.

"O ponto principal é promover o emagrecimento para tratar a esteatose hepática. A alimentação deve conter verduras folhosas, legumes, frutas, alimentos integrais (como farinhas, pães e arroz), carnes magras, principalmente as brancas: aves sem pele (como frango ou peru), peixes, principalmente os que têm mais ômega 3 (como truta, linguado, salmão, namorado, atum, sardinha e pescada amarela) ou carne bovina magra com menos frequência", explica a profissional.

"Aposte também nos leites e derivados desnatados, como iogurte ou coalhada, queijos (ricota, minas fresco, cream cheese, creme de ricota, cottage, requeijão - todos eles lights). Deve-se usar óleo vegetal em pouca quantidade, como os de canola, oliva, girassol, milho ou soja - mas lembre-se de evitar as frituras. Evite o uso excessivo de açúcares, doces, pratos prontos ou congelados com excesso de gordura, principalmente a saturada", complementa Adriana.

Não deixe de beber bastante água e ter uma dieta mais natural

Vale destacar que, para desintoxicar o fígado, é muito importante ter uma dieta rica em líquidos e apostar principalmente em alimentos naturais (como vegetais folhosos) ricos em antioxidantes. A nutricionista Adriana Ávila dá uma dica final para prevenir a esteatose hepática: "Procure ter uma hidratação adequada, com o consumo de 2 litros de água por dia, pois isso ajudará na eliminação de toxinas do fígado. Além disso, procure fazer as 3 refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e os lanches de intervalo (manhã, tarde e noite) com volume controlado por vez", finaliza.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Fruta pequi é fonte de vitaminas e minerais! Conheça esse alimento do cerrado

Fruta pequi é fonte de vitaminas e minerais! Conheça esse alimento do cerrado Fruta pequi é fonte de vitaminas e minerais! Conheça esse alimento do cerrado

Nativo do Cerrado brasileiro, o pequi é um fruto de casca verde-escura que possui espinhos no caroço (debaixo da polpa) e se destaca por ser altamente...

> Leia mais
Há alimentos que causam apendicite? Saiba o que evitar comer

Há alimentos que causam apendicite? Saiba o que evitar comer Há alimentos que causam apendicite? Saiba o que evitar comer

Você sabia que a apendicite (tipo de inflamação aguda no apêndice) pode ser causada por conta de descuidos com a alimentação? Ter uma dieta saudável - livre...

> Leia mais
Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo

Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo Já provou molho de abacate para salada? Aprenda a prepará-lo

Incrementar saladas de folhas e legumes com molhos, sementes ou cereais é uma ótima forma de diversificar a alimentação diária. Você sabia que é possível...

> Leia mais
5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica

5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica 5 tipos de comida japonesa para conhecer melhor a culinária nipônica

Conhecida por ser uma culinária rica em alimentos sazonais e fruto de diversas mudanças políticas e sociais em seu país de origem, a comida japonesa (também...

> Leia mais
Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo Suco congelado é ótimo para aproveitar nutrientes das frutas! Saiba armazená-lo

Você sabia que o suco congelado é uma ótima opção para aproveitar os nutrientes da fruta? Além de trazer mais praticidade para o dia a dia, a bebida consegue...

> Leia mais
4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis 4 receitas com farinha de coco que são supersaudáveis

Nutritiva, saborosa e superversátil, a farinha de coco é o ingrediente perfeito para quem gosta de colocar a mão na massa e cozinhar receitas saudáveis!...

> Leia mais
4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais 4 chás abortivos que grávidas não devem consumir jamais

Tomar chá é ótimo para tranquilizar a mente, aliviar dores, tratar inflamações e outros problemas de saúde. Mas você sabia que, em alguns casos, esse tipo de...

> Leia mais
Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele Os alimentos ricos em colágeno indicados para manter a saúde da pele

Fontes de uma das proteínas mais abundantes do organismo, os alimentos ricos em colágeno são essenciais para manter a saúde da pele! Para quem não sabe, a...

> Leia mais
Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio' Para que serve o DHEA, o famoso 'super-hormônio'

Você já ouviu falar no DHEA e sabe da sua importância no organismo? Considerado um super-hormônio, ele cumpre importantes funções metabólicas e, quando está...

> Leia mais
Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação Linhaça com cravo emagrece? Nutricionista explica as vantagens dessa combinação

Você sabia que existem combinações que auxiliam na perda de peso? Alimentos ricos em fibras ou com ação termogênica, em especial, ajudam a manter o...

> Leia mais