O que causa gordura no fígado e a dieta para tratar o problema

Para tratar esteatose hepática é recomendado ter uma dieta equilibrada e natural com diferentes legumes, verduras, frutas e alimentos integrais
Para tratar esteatose hepática é recomendado ter uma dieta equilibrada e natural com diferentes legumes, verduras, frutas e alimentos integrais
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

Caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado, que pode levar a sintomas de inchaço, dor e fraqueza, a esteatose hepática é geralmente causada por hábitos não saudáveis (má alimentação e consumo excessivo de bebidas alcoólicas). Quando não tratada, essa condição pode acarretar problemas mais graves, como cirrose hepática ou até mesmo câncer. Por isso, é essencial ter uma rotina de alimentação saudável atrelada à prática de exercícios físicos. Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a nutricionista Adriana Ávila, que falou mais sobre quais são as causas da esteatose hepática e como tratar o problema da melhor forma. Confira!

Quais são as principais causas da esteatose hepática (gordura no fígado)?

Para manter o fígado saudável e não comprometer as funções hepáticas, é muito importante cortar hábitos ruins e ter um estilo de vida equilibrado. De acordo com a nutricionista, as principais causas da esteatose hepática estão relacionadas com certas doenças e práticas não saudáveis. "As principais causas da gordura no fígado ou esteatose hepática são: excesso de ingestão de bebida alcoólica, hepatites virais, diabetes, excesso de peso, principalmente a obesidade central (abdominal), colesterol e/ou triglicérides elevados ou uso de corticoides (remédios sintéticos)", afirma Adriana.

Esteatose hepática pode ter relação direta com o sedentarismo

Manter uma prática regular de exercícios físicos - principalmente de aeróbicos, que auxiliam no controle do peso corporal - é muito importante para evitar a esteatose hepática. Isso porque o sedentarismo é um grande fator de risco para o surgimento das gorduras no fígado e de outros problemas hepáticos ou imunológicos. De acordo com a nutricionista Adriana Ávila, um estilo de vida sedentário (assim como certas doenças, como a diabetes) pode acarretar em problemas graves no fígado.

"O sedentarismo aliado à uma alimentação desequilibrada pode levar ao quadro de excesso de peso e diabetes. O acúmulo de gordura abdominal gera o excesso de lipídios (gorduras) que se depositam no fígado, prejudicando o seu funcionamento. O acúmulo de gordura também prejudica a ação do hormônio insulina, provocando a resistência à insulina. Com isso, a glicose não entra nas células e se acumula no sangue, ocorrendo a hiperglicemia (aumento de glicose no sangue). O organismo entende que não há insulina suficiente e o pâncreas continua a produzi-la", explica a especialista.

Como tratar esteatose hepática através da alimentação?

É importante destacar que o tratamento da esteatose hepática consiste basicamente em conciliar uma alimentação saudável e equilibrada com a prática de exercícios. No entanto, para fazer isso de forma segura, é muito importante buscar acompanhamento de especialistas, como médicos e nutricionistas. De acordo com a especialista Adriana Ávila, ter uma alimentação regrada é um importante passo para eliminar as gorduras presentes no fígado.

"O ponto principal é promover o emagrecimento para tratar a esteatose hepática. A alimentação deve conter verduras folhosas, legumes, frutas, alimentos integrais (como farinhas, pães e arroz), carnes magras, principalmente as brancas: aves sem pele (como frango ou peru), peixes, principalmente os que têm mais ômega 3 (como truta, linguado, salmão, namorado, atum, sardinha e pescada amarela) ou carne bovina magra com menos frequência", explica a profissional.

"Aposte também nos leites e derivados desnatados, como iogurte ou coalhada, queijos (ricota, minas fresco, cream cheese, creme de ricota, cottage, requeijão - todos eles lights). Deve-se usar óleo vegetal em pouca quantidade, como os de canola, oliva, girassol, milho ou soja - mas lembre-se de evitar as frituras. Evite o uso excessivo de açúcares, doces, pratos prontos ou congelados com excesso de gordura, principalmente a saturada", complementa Adriana.

Não deixe de beber bastante água e ter uma dieta mais natural

Vale destacar que, para desintoxicar o fígado, é muito importante ter uma dieta rica em líquidos e apostar principalmente em alimentos naturais (como vegetais folhosos) ricos em antioxidantes. A nutricionista Adriana Ávila dá uma dica final para prevenir a esteatose hepática: "Procure ter uma hidratação adequada, com o consumo de 2 litros de água por dia, pois isso ajudará na eliminação de toxinas do fígado. Além disso, procure fazer as 3 refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e os lanches de intervalo (manhã, tarde e noite) com volume controlado por vez", finaliza.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como aumentar o HDL, o famoso 'bom colesterol'

Como aumentar o HDL, o famoso 'bom colesterol' Como aumentar o HDL, o famoso 'bom colesterol'

A ideia de que o colesterol é gatilho para complicações cardiovasculares é muito recorrente, mas isto é apenas parcialmente verídico. Esta substância é...

> Leia mais
Os tipos de kiwi e as vantagens de cada um

Os tipos de kiwi e as vantagens de cada um Os tipos de kiwi e as vantagens de cada um

O kiwi é uma fruta muito rica em vitaminas e bastante saborosa, sendo capaz de trazer os mais diversos benefícios para a saúde de quem a consome...

> Leia mais
Como fazer alongamento iliopsoas e quais seus benefícios para o corpo

Como fazer alongamento iliopsoas e quais seus benefícios para o corpo Como fazer alongamento iliopsoas e quais seus benefícios para o corpo

Alongar músculos específicos do corpo, muitas vezes, é importante para tratar dores pontuais e evitar lesões ou distensões a longo prazo. O iliopsoas, para...

> Leia mais
6 opções de café da manhã nordestino que são deliciosas e nutritivas

6 opções de café da manhã nordestino que são deliciosas e nutritivas 6 opções de café da manhã nordestino que são deliciosas e nutritivas

A culinária nordestina é uma das mais ricas e apreciadas do Brasil, e com razão: os quitutes da região Nordeste possuem um sabor único, com direito a muito...

> Leia mais
O que não pode comer no resguardo de cesárea? Nutricionista tira a dúvida

O que não pode comer no resguardo de cesárea? Nutricionista tira a dúvida O que não pode comer no resguardo de cesárea? Nutricionista tira a dúvida

Tomar cuidados com a alimentação durante e após a gravidez é importante tanto para a saúde da mãe quanto do bebê. O puerpério, para quem não sabe, é um...

> Leia mais
Suco de beterraba com laranja, cenoura e mais! As receitas de bebidas com a raiz

Suco de beterraba com laranja, cenoura e mais! As receitas de bebidas com a raiz Suco de beterraba com laranja, cenoura e mais! As receitas de bebidas com a raiz

Usar raízes, tubérculos e diferentes hortaliças no preparo de sucos e smoothies pode trazer uma série de benefícios para o organismo. A beterraba, em...

> Leia mais
O que é mexilhão? Conheça os benefícios do seu consumo

O que é mexilhão? Conheça os benefícios do seu consumo O que é mexilhão? Conheça os benefícios do seu consumo

Frutos do mar são ótima fonte de vitaminas, minerais e proteínas de baixo teor calórico, figurando entre as opções mais saudáveis de qualquer cardápio....

> Leia mais
As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras As características da laranja-bahia e como ela se diferencia das outras

Você sabia que existem diferentes tipos de laranja que variam, principalmente, em termos de sabor e textura? A laranja-bahia, por exemplo, é uma alternativa...

> Leia mais
Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Como evitar o aquecimento global através da alimentação Como evitar o aquecimento global através da alimentação

Você sabia que é possível combater o aquecimento global através de pequenas atitudes no dia a dia? Mudar hábitos alimentares, de consumo e estilo de vida é...

> Leia mais
O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis O que é gordura visceral e como perdê-la com hábitos saudáveis

O excesso de acúmulo de gordura no corpo pode ser prejudicial para o organismo como um todo, acarretando em doenças do coração, por exemplo. A gordura...

> Leia mais