O que causa a desidratação e quanta água é necessária para resolver o problema?

Ficar muito tempo sem beber água pode gerar desidratação, problema que, se não tratado, pode levar à morte
Ficar muito tempo sem beber água pode gerar desidratação, problema que, se não tratado, pode levar à morte

O corpo humano precisa estar devidamente hidratado para que todos os nossos órgãos funcionem perfeitamente e a saúde esteja em dia. Por isso, além de beber bastante água, também é preciso investir em alimentos que também ajudam a impedir a desidratação - como é o caso de frutas, legumes e verduras com um alto teor de água.

No entanto, fica a dúvida: em um corpo que já está desidratado, só essas medidas são suficientes para contornar o problema ou é preciso contar com um reforço para recuperar o organismo? Para responder essa dúvida nós consultamos a médica Janaína Guimarães.

Doenças e alterações do clima podem causar a desidratação do corpo

Por mais que, em geral, a água seja de fácil acesso e todo mundo fale o tempo todo sobre a necessidade de consumi-la bastante ao longo do dia, a desidratação é um problema mais comum do que parece. Ele ocorre quando o corpo não tem o líquido suficiente para que continue trabalhando - ou seja, quando há um desequilíbrio entre a quantidade que foi ingerida e a que foi liberada, como esclarece a médica Janaína Guimarães. "A desidratação se caracteriza por um desequilíbrio entre ingestão e perdas. Ocorre a perda de água, mas também de sais minerais e líquidos orgânicos essenciais para o desempenho do corpo humano", explica.

Em geral, o pouco consumo de água é um dos principais motivos para o surgimento do problema. No entanto, a médica também aponta que a desidratação do corpo pode ser resultado de outros fatores. "Algumas doenças podem levar à desidratação, como diarreia, vômitos, diabetes ou até mesmo alterações do clima. O risco também aparece nos dias de calor, quando a transpiração é excessiva", aponta.

Desidratação é grave! Corpo pode parar de funcionar com a falta de água

Como a água é indispensável para o bom funcionamento do nosso corpo, ele responde de maneira negativa quando está desidratado. De acordo com a médica, como esse líquido atua em diversas funções importantes - como reações metabólicas, transporte de substâncias e regulação da temperatura corporal, por exemplo -, o organismo reage de maneira negativa quando ele está em falta e, em casos extremos, pode até parar de funcionar. "Nosso cérebro ativa uma série de mecanismos de adaptação para conseguir manter sua atividade apesar da falta do líquido. No entanto, esse processo só pode continuar durante alguns dias. Se a ingestão de água for interrompida totalmente, o corpo começará a sofrer com os efeitos mais graves e, no final, vai parar de funcionar", explica Janaína.

O corpo dá sinais para mostrar que está desidratado

Para se precaver e evitar a desidratação, é preciso ficar atento: felizmente, o próprio corpo dá alguns sinais para indicar o problema. Um dos mais conhecidos é a sede excessiva, que é causada por um estímulo do cérebro sempre que a ingestão de líquido está muito baixa.

Mas não para por aí: também existem outros sintomas que revelam que é preciso dar uma atenção extra à hidratação! A médica Janaína Guimarães aponta quais são eles: boca seca, diminuição da produção de urina, fraqueza, cansaço, dor de cabeça, hipotensão, confusão e tontura.

O que fazer para resolver o problema?

Agora que você já entendeu o que causa a desidratação e como o corpo reage à ela, deve estar se perguntando: mas o que fazer, afinal, para resolver o problema e não prejudicar o funcionamento dos órgãos?

Beber muita água - é claro - é a principal medida. No entanto, por mais que exista o consenso de que 2 litros de água é suficiente, Janaína afirma que a quantidade ideal para resolver a desidratação deve ser avaliada individualmente com um médico. "Muitos são os fatores que influenciam na ingestão hídrica adequada. Podemos citar o clima, por exemplo: moradores de cidades mais quentes necessitam ingerir mais água que os que habitam cidades mais frias. Além disso, também tem nível de atividade física, idade do indivíduo, metabolismo, peso e dieta", explica.

Para ajudar quem não tem o hábito de ingerir bastante água, a profissional dá a dica de ter sempre uma garrafinha ao lado ou baixar aplicativos que funcionam como um lembrete. Para completar, também recomenda o consumo de frutas, legumes e verduras que ajudam a aumentar a hidratação do corpo: "Alguns desses possuem maior teor de água, como melancia, melão, abacaxi, tomate e pepino. Mas vale lembrar que eles não podem substituir a ingestão hídrica, apenas funcionar como aliados para o bom desempenho do nosso metabolismo", finaliza.

* Janaína Guimarães (CRM 52.0111.857-9) é formada em Medicina pela Universidade Federal Fluminense

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais