Mastigação e boa digestão: Entenda como essas duas práticas se completam!

A mastigação é essencial para a nossa saúde. A trituração dos alimentos auxilia na digestão e favorece o sentimento de bem-estar do organismo
A mastigação é essencial para a nossa saúde. A trituração dos alimentos auxilia na digestão e favorece o sentimento de bem-estar do organismo
Bianca Sermarini

Consultor:

Bianca Sermarini

Nutricionista mestre em Nutrição Humana pela UFRJ, atualmente trabalha com Nutrição Clínica e Ortomolecular

Você já parou para pensar na importância de uma mastigação correta para uma boa digestão? Mais do que se alimentar bem e estar atento à ingestão adequada dos alimentos, o ato de triturar a comida pelos dentes está diretamente ligado às funções digestivas do nosso organismo! Descubra como associar as duas práticas de maneira efetiva e melhorar de forma satisfatória a sua alimentação.

É muito comum não prestarmos atenção à mastigação, mas, precisamos rever isso imediatamente. Segundo a nutricionista Bianca Sermarini, o hábito de mastigar é a fase inicial do processo de digestão e, quando não o fazemos corretamente, ficamos sujeitos ao desenvolvimento de azias, sonolência após a refeição e até o surgimento de problemas digestivos:

"A mastigação é fundamental para que a deglutição ocorra satisfatoriamente. É o ato de morder e triturar o alimento, a qual constitui um ato fisiológico e complexo, que envolve atividades neuromusculares e digestivas. Com relação a esta função destaca-se a ação da amilase salivar durante a trituração dos alimentos, facilitando a deglutição e a ação das enzimas digestivas do estômago e principalmente do pâncreas", explica a profissional.

Existe forma certa para mastigar?

Ainda que seja um hábito que praticamos desde crianças, é de suma importância estarmos atentos aos movimentos que fazemos durante a refeição. Seja para uma carne, que necessite de mais movimentos ou para os legumes e verduras, que são mais macios e de fácil trituração, a nutricionista indica:

"O equilíbrio da função mastigatória é alcançado quando o alimento é alternado em ambos os lados da boca, intercalando assim, o período e trabalho e de repouso. Mastigar somente de um lado pode comprometer a assimetria funcional dos músculos e movimentos mandibulares", alerta Bianca.

A importância de uma boa digestão

Além da diminuição de mal-estar, azia, constipação refluxo e outras complicações no aparelho digestivo, uma boa digestão está associada a uma melhor absorção dos nutrientes ingeridos durante a alimentação. Quando melhoramos essa absorção, quase que instantaneamente, apresentamos melhoras no humor e tornamos nossa pele e cabelos mais saudáveis. Além disso, absorver os nutrientes garante uma boa saúde ao organismo, energia e disposição para as atividades cotidianas.

5 dicas para uma mastigação correta e ter uma boa digestão

1 - Descanse os talheres: Ficar com os talheres na mão instiga a pegarmos mais comida e levarmos até a boca. Por isso, ao mastigar, solte o garfo por um tempo e aproveite o alimento que está sendo mastigado.

2 - Aprecie a comida: Na maioria das vezes, comemos tão ligeiramente que mal sentimos o gosto do que estamos comendo. Apure o seu paladar, sinta cada alimento que está colocando na boca, os seus temperos, texturas etc., até que o mesmo esteja pronto para ser engolido.

3 - Designe um tempo só para refeições: São tantas atividades e obrigações que utilizamos o tempo do almoço ou jantar para mexer no celular ou mesmo assistir televisão. Porém, na hora da refeição é necessário concentração, atentar-se aos movimentos da sua boca e ao sabor dos alimentos.

4 - Dê preferência por locais tranquilos: Quando nos alimentamos em lugares agitados e movimentados, entramos nessa energia e consequentemente também ficamos inquietos. Ter tranquilidade para apreciar sua refeição é o ideal.

5 - Atente-se a quantidade: Divida os alimentos ao meio e insira pequenas porções na boca, isso facilita a sua mastigação e garante que todo o alimento seja triturado. Caso você tenha dificuldade, tente diminuir o seu talher, pegar um garfo de sobremesa, por exemplo.

"O importante é ter calma ao se alimentar, ter uma relação sua com seu organismo. Sentir prazer, pelo olfato, textura e sabor dos alimentos. Evitar alimentos de difícil digestibilidade como feijão, grão de bico, lentilha e ingerir líquidos após as refeições, são dicas que facilitam o corre-corre diário", finaliza a nutricionista.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Embora tenha apenas 0,1 gramas de açúcar por porção, o arroz é um alimento caracteristicamente conhecido por influenciar no aumento da glicose. Por isso,...

> Leia mais
4 receitas veganas para preparar no verão

4 receitas veganas para preparar no verão 4 receitas veganas para preparar no verão

Apostar em receitas mais leves, naturais e refrescantes durante o verão é uma dica importante para manter o corpo hidratado e bem nutrido. No entanto, quando...

> Leia mais
4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la

4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la 4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la

Responsável pelo transporte de oxigênio entre as células e importante para o bom funcionamento do metabolismo, o ferro é um tipo de mineral que não pode...

> Leia mais
Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal

Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal

Incluir vegetais verde-escuros na dieta é uma boa dica para aumentar o consumo de ferro, fibras e vitaminas que fortalecem a imunidade. O agrião, por...

> Leia mais
A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta

A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta

Aproveitar os alimentos em sua totalidade - usando casca, polpa, talo e sementes - é uma ótima forma de ser sustentável (evitando desperdícios) e...

> Leia mais
5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor 5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

Praticar exercícios físicos de forma regular e equilibrada - mesmo em dias mais quentes - é importante para a saúde mental e corporal. No entanto, durante o...

> Leia mais
Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la

Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la

Usada para tratar inflamações e amenizar sintomas de gripes e resfriados, como tosse e coriza, a equinácea (Echinacea ssp.) é uma planta medicinal...

> Leia mais
6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo

6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo 6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo

Rica em fibras alimentares, ômega 3 e minerais importantes, a chia é uma semente altamente nutritiva geralmente usada em dietas restritivas, já que é...

> Leia mais
O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar

O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar

Após colocar piercing, fazer tatuagem ou realizar procedimentos cirúrgicos, é muito importante evitar certos alimentos e ter uma dieta que contribua para o...

> Leia mais
Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um

Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um

Equilíbrio, flexibilidade e força. Você sabia que essas três palavrinhas estão associadas a praticamente todos os tipos de ginástica? Classificada em...

> Leia mais