Kefir: o que é e como fazer esse probiótico com água ou leite

Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Nicolle Venturi

Consultor:

Nicolle Venturi

Formada em Nutrição pela UFF, atualmente faz a segunda graduação em Gastronomia pela UFRJ

Produto recomendado

Leite longa vida zero lactose Taeq 1l

Leite longa vida zero lactose Taeq 1l

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Nos últimos tempos o kefir passou a ser um nome cada vez mais presente na vida de quem busca uma vida mais saudável utilizando alimentos orgânicos. Mas ainda assim muita gente nem sabe a que ele se refere. A primeira coisa que você precisa saber a respeito dele é que ele se trata de um conjunto de bactérias probióticas que são utilizadas para fazer uma bebida fermentada. Acredita-se que ela tenha surgido no leste europeu, ainda mais porque seu nome deriva de "keif", uma palavra turca que pode ser traduzida para "bem-estar". O nome não é por acaso, já que o kefir ajuda a regular o intestino e a mantê-lo saudável.

Kefir é rico em nutrientes e traz diversos benefícios para a saúde

Embora ele seja mais indicado a pessoas que sofrem com problemas intestinais, como constipação e diarreia, isso não significa que ele deva ser consumido apenas por esse grupo de pessoas, pelo contrário! A nutricionista Nicolle Venturi explica que o kefir pode ser consumido por praticamente qualquer um.

"Ele é um alimento que contém algumas enzimas que ajudam na digestão, além de possuir alguns nutrientes, como vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e magnésio. Os benefícios associados a ele são a melhora do perfil de colesterol, auxílio na cicatrização, modulação do sistema imune e alívio de algumas alergias. Isso sem falar da composição do kefir, que tem um impacto positivo no nosso intestino", afirma.

Kefir de leite vs kefir de água

Antes de mais nada é importante esclarecer que o kefir pode ser feito através de diferentes tipos de bactérias, que são doadas em forma de grãos. A partir daí é preciso fazer o processo de fermentação, que quando realizado corretamente fará com que elas se proliferem e produzam uma quantidade cada vez maior de alimento. Há duas maneiras de fazer esse processo: no leite ou na água. Mas seja qual for a sua escolha, é importante destacar que os dois possuem um valor nutricional igual, apresentando apenas algumas diferenças, como o sabor.

"Um você fermenta com o leite, então já tem todos os nutrientes presentes nele e os que o kefir agrega. O outro você fermenta na água com açúcar mascavo, então na verdade os nutrientes que você tem são os presentes nesse açúcar e mais uma vez os do kefir por si só", explica Nicolle Venturi.

Como se produz o kefir?

O primeiro passo para produzir o kefir em casa é encontrar um doador de seus grãos. Há tipos específicos para leite ou para água, então é preciso ficar atento para não produzir a bebida de forma equivocada. Veganos possivelmente irão optar em um primeiro momento pelo kefir de água por ele não usar nenhum produto de origem animal, mas é importante destacar que você pode substituir esse líquido pelo leite de origem vegetal, como o de soja. Depois que a escolha foi feita é só seguir um simples passo a passo:

"A doação dos grãos de kefir normalmente é de uma colher de sopa de grãos, quantidade suficiente para fermentar 200 ml de leite por 24 horas em temperatura ambiente. Após esse período, o leite fermentado é coado, o que fica na peneira são os grãos que serão utilizados para fermentar novamente o leite e o que fica no pote é o iogurte de kefir. Dessa forma tem-se sempre iogurte. Para fazer o de água a proporção é de 250 ml de água e uma colher de sopa de açúcar mascavo. O processo é mesmo, mas o resultado final se assemelha a um refrigerante caseiro, devido às bolhas que ele forma", ensina a nutricionista.

É preciso tomar cuidado com o teor alcoólico

Embora o kefir não seja feito com álcool, durante a sua fermentação ele pode sim ficar com algum teor alcoólico devido a processos químicos naturais. Por isso, é importante ficar bem atento para que você não acabe desperdiçando a bebida por ela ter "passado do ponto".

"Quando o microrganismo fermenta o leite ou a água um dos produtos é ácido, e se ele fica armazenado muito tempo ele produz esse teor alcoólico. Isso ocorre devido à fermentação, da mesma maneira que é feito com vinho e com a cerveja. A diferença é que no kefir você não fermenta com essa finalidade. Mas dependendo do tipo de kefir e do seu armazenamento ele pode ter um teor alcoólico maior", diz Nicolle Venturi.

É possível utilizar o kefir em receitas do dia a dia

Por fim, é possível aproveitar o kefir de leite (seja ele de origem animal ou vegetal) em suas receitas, não sendo necessário ingeri-lo em sua forma pura. Afinal, como ele acaba se tornando um iogurte é possível consumi-lo como você faz com qualquer outro probiótico. Isto é, ele pode ser utilizado em receitas como bolos e massa de quiche, por exemplo. Mas é importante lembrar que quando aquecido ele perde boa parte de suas propriedades, e por isso o ideal batê-lo com frutas ou aproveitá-lo para fazer vitamina, molho para saladas ou pastas para colocar no pão ou biscoito.

Mais noticias com...
Receitas:
Leite
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Indicado para fortalecer a imunidade, favorecer a perda de peso e a saúde da pele, o óleo de abacate é um ingrediente natural altamente nutritivo que pode (e...

> Leia mais
O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

Desde 2009, um desafio anual que incentiva a prática de desenhos e ilustrações durante o mês de outubro vem conquistando milhares de artistas ao redor do...

> Leia mais
Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Ter o hábito de passar manteiga em pães e biscoitos no dia a dia não é necessariamente prejudicial à saúde. Apesar de ser comumente tachada como gordurosa e...

> Leia mais
6 frutas com D para variar no cardápio

6 frutas com D para variar no cardápio 6 frutas com D para variar no cardápio

O universo das frutas é tão amplo e diverso que existe até mesmo uma área científica da horticultura, chamada de pomologia, que é dedicada exclusivamente...

> Leia mais
Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios

Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios

Dono de nomes populares, como hortelãzinho, menta-selvagem e erva-de-são-lourenço, o poejo (Mentha pulegium) é uma planta medicinal muito conhecida por conta...

> Leia mais
Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

Engana-se quem pensa que distúrbios relacionados à alimentação (como anorexia ou bulimia) atingem apenas adolescentes e adultos. Desde a infância, é possível...

> Leia mais
O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los

O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los

Você já ouviu falar nos alimentos reguladores? Responsáveis por regular as diferentes funções do organismo (como digestão e circulação sanguínea), eles...

> Leia mais
Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir

Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir

Você já parou para pensar se todos os alimentos são realmente nutritivos - isto é, fornecem minerais, vitaminas, fibras, proteínas ou carboidratos para a...

> Leia mais
Como preparar tapioca de diferentes tipos

Como preparar tapioca de diferentes tipos Como preparar tapioca de diferentes tipos

Quando se trata de preparar um lanche mais leve, rápido e livre de glúten (indicado para celíacos), a tapioca é uma das melhores opções - pode ser recheada...

> Leia mais
As receitas de salada de frutas simples e incrementadas

As receitas de salada de frutas simples e incrementadas As receitas de salada de frutas simples e incrementadas

Substituir sobremesas calóricas (como sorvetes, bolos e biscoitos) pela salada de frutas é uma ótima dica para quem quer cuidar melhor da alimentação. Rica...

> Leia mais