Kefir: o que é e como fazer esse probiótico com água ou leite

Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Nicolle Venturi

Consultor:

Nicolle Venturi

Formada em Nutrição pela UFF, atualmente faz a segunda graduação em Gastronomia pela UFRJ

Nos últimos tempos o kefir passou a ser um nome cada vez mais presente na vida de quem busca uma vida mais saudável utilizando alimentos orgânicos. Mas ainda assim muita gente nem sabe a que ele se refere. A primeira coisa que você precisa saber a respeito dele é que ele se trata de um conjunto de bactérias probióticas que são utilizadas para fazer uma bebida fermentada. Acredita-se que ela tenha surgido no leste europeu, ainda mais porque seu nome deriva de "keif", uma palavra turca que pode ser traduzida para "bem-estar". O nome não é por acaso, já que o kefir ajuda a regular o intestino e a mantê-lo saudável.

Kefir é rico em nutrientes e traz diversos benefícios para a saúde

Embora ele seja mais indicado a pessoas que sofrem com problemas intestinais, como constipação e diarreia, isso não significa que ele deva ser consumido apenas por esse grupo de pessoas, pelo contrário! A nutricionista Nicolle Venturi explica que o kefir pode ser consumido por praticamente qualquer um.

"Ele é um alimento que contém algumas enzimas que ajudam na digestão, além de possuir alguns nutrientes, como vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e magnésio. Os benefícios associados a ele são a melhora do perfil de colesterol, auxílio na cicatrização, modulação do sistema imune e alívio de algumas alergias. Isso sem falar da composição do kefir, que tem um impacto positivo no nosso intestino", afirma.

Kefir de leite vs kefir de água

Antes de mais nada é importante esclarecer que o kefir pode ser feito através de diferentes tipos de bactérias, que são doadas em forma de grãos. A partir daí é preciso fazer o processo de fermentação, que quando realizado corretamente fará com que elas se proliferem e produzam uma quantidade cada vez maior de alimento. Há duas maneiras de fazer esse processo: no leite ou na água. Mas seja qual for a sua escolha, é importante destacar que os dois possuem um valor nutricional igual, apresentando apenas algumas diferenças, como o sabor.

"Um você fermenta com o leite, então já tem todos os nutrientes presentes nele e os que o kefir agrega. O outro você fermenta na água com açúcar mascavo, então na verdade os nutrientes que você tem são os presentes nesse açúcar e mais uma vez os do kefir por si só", explica Nicolle Venturi.

Como se produz o kefir?

O primeiro passo para produzir o kefir em casa é encontrar um doador de seus grãos. Há tipos específicos para leite ou para água, então é preciso ficar atento para não produzir a bebida de forma equivocada. Veganos possivelmente irão optar em um primeiro momento pelo kefir de água por ele não usar nenhum produto de origem animal, mas é importante destacar que você pode substituir esse líquido pelo leite de origem vegetal, como o de soja. Depois que a escolha foi feita é só seguir um simples passo a passo:

"A doação dos grãos de kefir normalmente é de uma colher de sopa de grãos, quantidade suficiente para fermentar 200 ml de leite por 24 horas em temperatura ambiente. Após esse período, o leite fermentado é coado, o que fica na peneira são os grãos que serão utilizados para fermentar novamente o leite e o que fica no pote é o iogurte de kefir. Dessa forma tem-se sempre iogurte. Para fazer o de água a proporção é de 250 ml de água e uma colher de sopa de açúcar mascavo. O processo é mesmo, mas o resultado final se assemelha a um refrigerante caseiro, devido às bolhas que ele forma", ensina a nutricionista.

É preciso tomar cuidado com o teor alcoólico

Embora o kefir não seja feito com álcool, durante a sua fermentação ele pode sim ficar com algum teor alcoólico devido a processos químicos naturais. Por isso, é importante ficar bem atento para que você não acabe desperdiçando a bebida por ela ter "passado do ponto".

"Quando o microrganismo fermenta o leite ou a água um dos produtos é ácido, e se ele fica armazenado muito tempo ele produz esse teor alcoólico. Isso ocorre devido à fermentação, da mesma maneira que é feito com vinho e com a cerveja. A diferença é que no kefir você não fermenta com essa finalidade. Mas dependendo do tipo de kefir e do seu armazenamento ele pode ter um teor alcoólico maior", diz Nicolle Venturi.

É possível utilizar o kefir em receitas do dia a dia

Por fim, é possível aproveitar o kefir de leite (seja ele de origem animal ou vegetal) em suas receitas, não sendo necessário ingeri-lo em sua forma pura. Afinal, como ele acaba se tornando um iogurte é possível consumi-lo como você faz com qualquer outro probiótico. Isto é, ele pode ser utilizado em receitas como bolos e massa de quiche, por exemplo. Mas é importante lembrar que quando aquecido ele perde boa parte de suas propriedades, e por isso o ideal batê-lo com frutas ou aproveitá-lo para fazer vitamina, molho para saladas ou pastas para colocar no pão ou biscoito.

Mais noticias com...
Receitas:
Leite
Ver Mais

Últimas Matérias

5 apps para se exercitar que vão te ajudar a ter uma rotina mais saudável

5 apps para se exercitar que vão te ajudar a ter uma rotina mais saudável 5 apps para se exercitar que vão te ajudar a ter uma rotina mais saudável

Para ter uma rotina saudável não basta comer bem: é preciso se movimentar. A boa notícia é que, para isso, não é necessário frequentar uma academia, já que é...

> Leia mais
Como se alimentar no pós-parto? Nutricionista indica o que evitar nesse período

Como se alimentar no pós-parto? Nutricionista indica o que evitar nesse período Como se alimentar no pós-parto? Nutricionista indica o que evitar nesse período

Durante o período da maternidade é necessário ter alguns cuidados com a alimentação - tanto na gestação quanto no pós-parto/ amamentação. Existem alguns...

> Leia mais
Comer amendoim faz mal? Entenda por que é preciso consumi-lo com parcimônia

Comer amendoim faz mal? Entenda por que é preciso consumi-lo com parcimônia Comer amendoim faz mal? Entenda por que é preciso consumi-lo com parcimônia

O amendoim vem sendo incorporado cada vez mais no cardápio dos brasileiros, seja na sua forma torrada, cozida ou em pasta. Embora ele proporcione uma série...

> Leia mais
As curiosidades sobre a comida brasileira que valem a pena conhecer

As curiosidades sobre a comida brasileira que valem a pena conhecer As curiosidades sobre a comida brasileira que valem a pena conhecer

Quando falamos em culinária brasileira logo surgem na mente várias comidinhas típicas: pão de queijo, feijoada, brigadeiro, açaí e por aí vai... alimentos...

> Leia mais
Fast-food vegano: as comidas que adeptos dessa dieta podem consumir

Fast-food vegano: as comidas que adeptos dessa dieta podem consumir Fast-food vegano: as comidas que adeptos dessa dieta podem consumir

Quem conhece bem o estilo de vida vegano sabe que a alimentação desse grupo é bem restritiva - afinal, o veganismo consiste em um consumo consciente e...

> Leia mais
Como conservar frutas e legumes na geladeira? As dicas para eles não estragarem

Como conservar frutas e legumes na geladeira? As dicas para eles não estragarem Como conservar frutas e legumes na geladeira? As dicas para eles não estragarem

Quem não adora abrir a geladeira e encontrá-la toda colorida recheada de frutas e legumes? Essenciais no nosso dia a dia para repor nutrientes e proporcionar...

> Leia mais
Os alimentos azulados que você pode consumir sem medo

Os alimentos azulados que você pode consumir sem medo Os alimentos azulados que você pode consumir sem medo

Quando pensamos nos grupos alimentares (frutas, legumes, verduras, carboidratos, carnes e por aí vai) logo surgem na mente comidas de diversas cores -...

> Leia mais
6 formas de incluir o tomate seco na sua alimentação diária

6 formas de incluir o tomate seco na sua alimentação diária 6 formas de incluir o tomate seco na sua alimentação diária

Muito usado pela alta gastronomia, o tomate seco é um ingrediente sofisticado que rende diferentes pratos e receitas. Além disso, por ter passado por um...

> Leia mais
Adrenalina a mil! Conheça aventuras que você pode viver no Brasil

Adrenalina a mil! Conheça aventuras que você pode viver no Brasil Adrenalina a mil! Conheça aventuras que você pode viver no Brasil

Se você gosta de se aventurar por lugares com trilhas, praias, cachoeiras e muita natureza, saiba que existem vários cantinhos aqui no Brasil (muito...

> Leia mais
5 dicas que toda nutricionista quer que você saiba

5 dicas que toda nutricionista quer que você saiba 5 dicas que toda nutricionista quer que você saiba

Manter um estilo de vida saudável demanda alguns cuidados. Afinal, não se trata apenas de prestar atenção na alimentação, mas também de zelar pelo corpo,...

> Leia mais