Kefir: o que é e como fazer esse probiótico com água ou leite

Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Com apenas uma colher de sopa de grãos de kefir é possível começar a produzi-lo para consumo
Nicolle Venturi

Consultor:

Nicolle Venturi

Formada em Nutrição pela UFF, atualmente faz a segunda graduação em Gastronomia pela UFRJ

Nos últimos tempos o kefir passou a ser um nome cada vez mais presente na vida de quem busca uma vida mais saudável utilizando alimentos orgânicos. Mas ainda assim muita gente nem sabe a que ele se refere. A primeira coisa que você precisa saber a respeito dele é que ele se trata de um conjunto de bactérias probióticas que são utilizadas para fazer uma bebida fermentada. Acredita-se que ela tenha surgido no leste europeu, ainda mais porque seu nome deriva de "keif", uma palavra turca que pode ser traduzida para "bem-estar". O nome não é por acaso, já que o kefir ajuda a regular o intestino e a mantê-lo saudável.

Kefir é rico em nutrientes e traz diversos benefícios para a saúde

Embora ele seja mais indicado a pessoas que sofrem com problemas intestinais, como constipação e diarreia, isso não significa que ele deva ser consumido apenas por esse grupo de pessoas, pelo contrário! A nutricionista Nicolle Venturi explica que o kefir pode ser consumido por praticamente qualquer um.

"Ele é um alimento que contém algumas enzimas que ajudam na digestão, além de possuir alguns nutrientes, como vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e magnésio. Os benefícios associados a ele são a melhora do perfil de colesterol, auxílio na cicatrização, modulação do sistema imune e alívio de algumas alergias. Isso sem falar da composição do kefir, que tem um impacto positivo no nosso intestino", afirma.

Kefir de leite vs kefir de água

Antes de mais nada é importante esclarecer que o kefir pode ser feito através de diferentes tipos de bactérias, que são doadas em forma de grãos. A partir daí é preciso fazer o processo de fermentação, que quando realizado corretamente fará com que elas se proliferem e produzam uma quantidade cada vez maior de alimento. Há duas maneiras de fazer esse processo: no leite ou na água. Mas seja qual for a sua escolha, é importante destacar que os dois possuem um valor nutricional igual, apresentando apenas algumas diferenças, como o sabor.

"Um você fermenta com o leite, então já tem todos os nutrientes presentes nele e os que o kefir agrega. O outro você fermenta na água com açúcar mascavo, então na verdade os nutrientes que você tem são os presentes nesse açúcar e mais uma vez os do kefir por si só", explica Nicolle Venturi.

Como se produz o kefir?

O primeiro passo para produzir o kefir em casa é encontrar um doador de seus grãos. Há tipos específicos para leite ou para água, então é preciso ficar atento para não produzir a bebida de forma equivocada. Veganos possivelmente irão optar em um primeiro momento pelo kefir de água por ele não usar nenhum produto de origem animal, mas é importante destacar que você pode substituir esse líquido pelo leite de origem vegetal, como o de soja. Depois que a escolha foi feita é só seguir um simples passo a passo:

"A doação dos grãos de kefir normalmente é de uma colher de sopa de grãos, quantidade suficiente para fermentar 200 ml de leite por 24 horas em temperatura ambiente. Após esse período, o leite fermentado é coado, o que fica na peneira são os grãos que serão utilizados para fermentar novamente o leite e o que fica no pote é o iogurte de kefir. Dessa forma tem-se sempre iogurte. Para fazer o de água a proporção é de 250 ml de água e uma colher de sopa de açúcar mascavo. O processo é mesmo, mas o resultado final se assemelha a um refrigerante caseiro, devido às bolhas que ele forma", ensina a nutricionista.

É preciso tomar cuidado com o teor alcoólico

Embora o kefir não seja feito com álcool, durante a sua fermentação ele pode sim ficar com algum teor alcoólico devido a processos químicos naturais. Por isso, é importante ficar bem atento para que você não acabe desperdiçando a bebida por ela ter "passado do ponto".

"Quando o microrganismo fermenta o leite ou a água um dos produtos é ácido, e se ele fica armazenado muito tempo ele produz esse teor alcoólico. Isso ocorre devido à fermentação, da mesma maneira que é feito com vinho e com a cerveja. A diferença é que no kefir você não fermenta com essa finalidade. Mas dependendo do tipo de kefir e do seu armazenamento ele pode ter um teor alcoólico maior", diz Nicolle Venturi.

É possível utilizar o kefir em receitas do dia a dia

Por fim, é possível aproveitar o kefir de leite (seja ele de origem animal ou vegetal) em suas receitas, não sendo necessário ingeri-lo em sua forma pura. Afinal, como ele acaba se tornando um iogurte é possível consumi-lo como você faz com qualquer outro probiótico. Isto é, ele pode ser utilizado em receitas como bolos e massa de quiche, por exemplo. Mas é importante lembrar que quando aquecido ele perde boa parte de suas propriedades, e por isso o ideal batê-lo com frutas ou aproveitá-lo para fazer vitamina, molho para saladas ou pastas para colocar no pão ou biscoito.

Mais noticias com...
Receitas:
Leite
Ver Mais

Últimas Matérias

Uso do celular durante as refeições faz mal à saúde! Entenda os malefícios

Uso do celular durante as refeições faz mal à saúde! Entenda os malefícios Uso do celular durante as refeições faz mal à saúde! Entenda os malefícios

Imagine esta cena: você está em um restaurante, e observa algumas pessoas, seja um grupo de amigos ou uma família, em volta de uma mesa com suas refeições,...

> Leia mais
7 alimentos que você pode (e deve) comer com casca

7 alimentos que você pode (e deve) comer com casca 7 alimentos que você pode (e deve) comer com casca

Para aproveitar todos os nutrientes que os alimentos têm a oferecer, é importante que você consuma não apenas a polpa, mas também as suas cascas e sementes....

> Leia mais
Seitan ao forno, à parmegiana e mais: as melhores formas de preparar a proteína

Seitan ao forno, à parmegiana e mais: as melhores formas de preparar a proteína Seitan ao forno, à parmegiana e mais: as melhores formas de preparar a proteína

É muito bom descobrir maneiras novas de preparar os alimentos, né? Seja usando temperos ou métodos de cozimento variados, é sempre possível inovar na...

> Leia mais
Os perigos do Bisfenol A e como identificar se ele foi usado nos potes plásticos

Os perigos do Bisfenol A e como identificar se ele foi usado nos potes plásticos Os perigos do Bisfenol A e como identificar se ele foi usado nos potes plásticos

Encontrado em diversos tipos de plástico, policarbonato, resina e alumínio, o Bisfenol A - também chamado de BPA - é uma substância química utilizada para...

> Leia mais
Como ter um sono tranquilo? 5 chás para tomar à noite antes de dormir

Como ter um sono tranquilo? 5 chás para tomar à noite antes de dormir Como ter um sono tranquilo? 5 chás para tomar à noite antes de dormir

Para quem sofre com insônia ou problemas para dormir, tomar chás calmantes na parte da noite é uma ótima dica. Existem diversas plantas medicinais, frutas e...

> Leia mais
Os alimentos que contêm elastina e retardam o envelhecimento da pele

Os alimentos que contêm elastina e retardam o envelhecimento da pele Os alimentos que contêm elastina e retardam o envelhecimento da pele

O maior órgão do nosso corpo é a pele. Sendo assim, nada mais justo do que se preocupar com a sua saúde. Uma das substâncias que ajudam a cuidar da...

> Leia mais
Tomar suco de melancia à noite faz mal? Saiba em que momentos consumir a bebida

Tomar suco de melancia à noite faz mal? Saiba em que momentos consumir a bebida Tomar suco de melancia à noite faz mal? Saiba em que momentos consumir a bebida

A melancia é uma das frutas preferidas dos brasileiros: conhecida pelo seu sabor doce e grande quantidade de água, ela é muito consumida por ser um alimento...

> Leia mais
Setembro amarelo: 8 bons hábitos que ajudam a melhorar a saúde mental

Setembro amarelo: 8 bons hábitos que ajudam a melhorar a saúde mental Setembro amarelo: 8 bons hábitos que ajudam a melhorar a saúde mental

A gente sabe que cuidar da saúde do corpo é essencial, mas tão importante quanto manter um corpo sadio, é estar em dia com a saúde mental. O setembro amarelo...

> Leia mais
Talos dos vegetais: 7 opções para incluir no cardápio de forma variada

Talos dos vegetais: 7 opções para incluir no cardápio de forma variada Talos dos vegetais: 7 opções para incluir no cardápio de forma variada

Para criar receitas cada vez mais diferentes, saborosas e nutritivas, o ideal é tentar usar ao máximo os ingredientes. Alguns talos de vegetais, por exemplo,...

> Leia mais
Pepino japonês, holandês, aodai e caipira: conheça os diferentes tipos do legume

Pepino japonês, holandês, aodai e caipira: conheça os diferentes tipos do legume Pepino japonês, holandês, aodai e caipira: conheça os diferentes tipos do legume

Você sabia que existem diferentes tipos de pepino? Esse legume (ou fruto salgado) é geralmente usado no preparo de saladas, tabules, risotos e até mesmo...

> Leia mais