Jantar saudável: qual é a melhor forma de preparar a última refeição do dia?

A qualidade do jantar está diretamente ligada à boa noite de sono. Por isso, a última refeição do dia precisa ser leve, saudável e nutritiva
A qualidade do jantar está diretamente ligada à boa noite de sono. Por isso, a última refeição do dia precisa ser leve, saudável e nutritiva

"O que comer à noite?" Quantas vezes você já se fez essa pergunta? Muitas, não é mesmo? A verdade é que o jantar também é uma refeição essencial para a nossa alimentação e, por isso, merece receitas nutritivas e funcionais para terminamos o dia de forma saudável e satisfatória. Descubra como preparar um jantar saudável, de acordo com os seus gostos e necessidades.

Para quem segue um plano alimentar saudável, a necessidade de manter as refeições corretas e nas horas pontuais é um passo importante. Por isso, o jantar é tão peculiar, afinal, com a correria do dia a dia, essa hora varia bastante no cotidiano das pessoas. Mas, independente do horário, segundo a nutricionista Carolina Barcellos, é importante estarmos atentos aos alimentos consumidos antes de dormir, para nutrir bem o organismo durante o sono e impedir a "fome" durante a madrugada, que nos faz "assaltar a geladeira".

"É importante utilizar o mínimo de óleo possível e preferir alimentos mais naturais. É importante evitar alimentos gordurosos e fritos e apostar em sucos naturais e vitaminas com cereais, como a aveia, ou, até mesmo, carnes brancas e magras. Além disso, evite os exageros", avalia a profissional.

Qual a importância de um jantar saudável para um sono tranquilo?

A nutricionista destaca que um jantar saudável é importante não só para o controle do peso, mas para manter o corpo equilibrado e bem nutrido nas horas de descanso da madrugada:

"Um jantar saudável, em termos de calorias, pode variar de pessoa para pessoa. Porém, o nosso corpo prefere alimentos mais leves nesse período, afinal, já está quase na hora de dormir e o metabolismo está desacelerando as suas ações", analisa Carolina, reiterando: "Um sono descansado, assim como controlar o peso, requer que aprendamos a dizer não aos excessos", conclui.

Quais são os melhores ingredientes para um jantar saudável?

1 - Peixes: Alguns tipos de peixe, como salmão, atum e bacalhau, por exemplo, são ricos em vitamina B6, substância necessária para a produção de melatonina, o hormônio responsável por regular o sono.

Como consumir: Prefira os peixes assados, com acompanhamentos leves, como saladas ou arroz integral, para não sobrecarregar o organismo.

2 - Aveia: É rica em cálcio, magnésio, fósforo e potássio, minerais que ajudam a estimular o sono. "Mas, para os que gostam de comer aveia acompanhada com açúcar, vão devagar, excesso de açúcar é considerado um anti calmante", alerta a nutricionista.

Como consumir: O cereal pode ser acrescentado em sucos e vitaminas ou acompanhar porções de frutas.

3 - Cereais: Farinha de trigo integral, arroz, farinha de milho e outros cereais também são ricos em vitamina B6, assim, ajudam na qualidade do sono. "Além de que, segundo pesquisas, alimentos ricos em carboidratos complexos aumentam a disponibilidade de triptofano na corrente sanguínea, aumentando os efeitos do sono", acrescenta Carolina Barcellos.

Como consumir: Esses cereais podem ser utilizados para empanar peixes e outras carnes brancas, como o frango ou ser encontrado em pães e bolos integrais que se tornam boa opção para o lanche noturno. Porém, atente-se ao rótulo e opte pelas versões mais saudáveis desses alimentos.

4 - Banana: Assim como os peixes, as bananas são ricas na vitamina B6, que é fundamental para produzir a melatonina. "Essa fruta também é rica em magnésio e potássio, nutrientes que levam ao relaxamento dos músculos", completa a profissional.

Como consumir: A banana pode ser consumida in natura, acrescida em vitaminas ou servida com cereais e iogurte.

5 - Iogurte: Segundo Carolina, pesquisas apontam que pessoas que possuem deficiência de cálcio no organismo, têm tendência a ter problemas com o sono, como a insônia, por exemplo: "Assim, os laticínios como o iogurte e o leite, ricos em doses de cálcio, podem ajudar nesse problema", analisa.

Como consumir: Pode ser utilizado para temperar a salada ou ser consumido com frutas e cereais.

O que devemos evitar comer na hora do jantar?

Para Carolina, café, chás, chocolates e refrigerantes a base de cola devem ser evitados, pois, todos possuem cafeína em suas composições, que é um estimulante natural.

"Comidas apimentadas criam um ambiente ácido e quente no corpo que pode prejudicar o sono. Refeições pesadas também devem ser evitados, pois atrapalham a digestão e, consequentemente, o seu sono. Frituras provocam acidez gástrica. Alimentos fermentados como os queijos contêm uma substância que estimula a atividade cerebral. Álcool e cigarro, pois ambos podem causar insônia", finaliza a nutricionista.

* Carolina Barcellos (CRN2-13592) é nutricionista clínica e disponibiliza a rede social da clínica de atendimento para informações e contato: Nutrissoma

Receitas:
Frango
Ver Mais

Últimas Matérias

Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento

Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento Comer pão dá gases? Entenda a azia causada pelo alimento

Você sabia que a formação de gases intestinais está diretamente ligada com os nossos hábitos alimentares? Consumir alimentos específicos (como pães e outros...

> Leia mais
Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten Tempeh: o que é e como consumir esse alimento livre de glúten

Muito consumido em alguns países da Ásia, o tempeh (ou tempê) é uma comida originária da Indonésia que funciona como fonte importante de proteínas vegetais....

> Leia mais
Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural Açúcar de beterraba é saudável? Saiba mais sobre esse adoçante natural

Em vez de usar o açúcar refinado comum (extraído da cana), você pode recorrer a alternativas mais naturais e nutritivas de adoçantes. O açúcar de beterraba,...

> Leia mais
5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais