Já ouviu falar na síndrome do impostor? Descubra se você está se autossabotando

Para identificar e tratar a síndrome do impostor é muito importante ter o acompanhamento de um psicólogo
Para identificar e tratar a síndrome do impostor é muito importante ter o acompanhamento de um psicólogo
Mariana Benitez Massari

Consultor:

Mariana Benitez Massari

Mariana Benitez Massari (CRP 05/45928) é formada em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), pós-graduada em Neuropsicologia pela UNIARA e especialista em terapia cognitivo-comportamental

Ter autoconfiança e saber reconhecer suas próprias qualidades e habilidades é algo fundamental tanto para a vida pessoal quanto profissional. Mas você sabia que existe uma síndrome que abala a autoconfiança da pessoa, causando uma sensação de inferioridade? Para quem não conhece, a síndrome do impostor é um fenômeno psicológico que pode gerar um sentimento de incapacidade no indivíduo e, a longo prazo, ser muito prejudicial para a sua saúde mental. Para saber mais sobre o assunto, nós conversamos com a psicóloga Mariana Massari, que explicou vários pontos importantes sobre a síndrome do impostor e seus sintomas. Confira!

Afinal, o que é e como funciona a síndrome do impostor?

De acordo com a psicóloga Mariana Massari, a síndrome do impostor pode ser considerada um problema grave, pois afeta diretamente o emocional do indivíduo. "Como o próprio nome diz, a pessoa se sente como uma impostora, tendo a sensação de que não tem qualidades que os outros veem nela e que outras pessoas vão descobrir isso a qualquer momento. Há o sentimento de não merecimento, inadequação, de não pertencer àquele lugar. Portadores dessa síndrome tendem a temer ser desmascarados, o que os fazem rejeitar o sucesso. O impacto da síndrome é enorme, causando ansiedade e insegurança constantes. Eles preferem não se arriscar e não fazer movimentos na carreira e na vida", explica.

"Por causa da inferior percepção de si e de suas conquistas, os portadores da síndrome negam, diminuem ou desqualificam os resultados positivos e se sentem fraudulentos ou enganadores quando são reconhecidos legitimamente por tal. Esses resultados positivos podem ocorrer em decorrência de suas habilidades, dedicação, personalidade e podem gerar benefícios acadêmicos e profissionais. A pessoa com essa síndrome pensa, automaticamente, como algo inevitável, que está sendo superestimada, lembrando apenas de opiniões negativas que não condizem com o seu sucesso", complementa Mariana.

Quais são os principais sintomas da síndrome do impostor?

Para que você saiba identificar se está (ou não) com a síndrome do impostor, a psicóloga dá dicas de como reconhecer os sintomas e, assim, detectar um possível ciclo de estresse e autossabotagem. "Os principais sintomas incluem ansiedade, medo de receber opiniões, desqualificação de elogios, crença de que o sucesso é consequência do acaso. Podem ter tendência a procrastinar ou a planejar demais suas ações, o que se reflete no ciclo da síndrome: 'Tudo que conquistei foi devido a 'X', e não porque sou inteligente ou capaz'", destaca a profissional.

Aprenda pequenas atitudes que podem ajudar no tratamento dessa síndrome

Você sabia que existem pequenas atitudes e hábitos que podem ajudar no tratamento da síndrome do impostor? De acordo com a psicóloga, realizar pequenas mudanças de comportamento diário faz toda a diferença para o processo de recuperação do indivíduo. "Algumas atitudes que podem ajudar quem se sente assim são: não se comparar a colegas, reforçar pontos positivos e talentos, buscar autoconhecimento, solicitar opiniões de pessoas próximas e de confiança, verificar se há sentido em pensamentos do tipo 'não sou bom o suficiente', procurar evidências reais que refutam essa crença, olhando tecnicamente seu trabalho como se fosse de outra pessoa. Muitas vezes, somos mais gentis com o outro do que com nós mesmos. O importante é buscar formas de trabalhar sua autopercepção e a percepção da realidade como ela é", recomenda Mariana.

Vale destacar que o acompanhamento de um psicólogo é imprescindível para a devida recuperação da síndrome. "O ideal, em todos os casos, é buscar ajuda psicológica para que um profissional habilitado possa ajudar a identificar as crenças, comportamentos e sintomas. Quando temos uma crença de não merecimento, agimos de acordo com ela, sabotando oportunidades profissionais. Entender isso e perceber quando fazemos isso nos dá a possibilidade da mudança. Na impossibilidade de fazer isso, uma estratégia de checagem da realidade pode ajudar", finaliza Mariana.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

5 frutas com caroço que você pode comer integralmente 5 frutas com caroço que você pode comer integralmente

Na maioria das vezes, as pessoas têm o hábito de descartar os caroços (também chamados de sementes) das frutas, consumindo apenas a polpa. Mas você sabia que...

> Leia mais
Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal Chá de guaco: como fazer e quais os nutrientes dessa planta medicinal

Também conhecido como "erva de bruxa", o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul que se destaca, principalmente, por auxiliar no tratamento...

> Leia mais
Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada Dieta alcalina é baseada no pH do corpo! Nutricionista explica se ela é indicada

Você sabia que é possível diminuir a acidez do organismo através da alimentação? A dieta alcalina, para quem não conhece, propõe uma alimentação mais natural...

> Leia mais
Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo Óleo de copaíba: para que serve? Seus benefícios e indicações de consumo

Extraído a partir da árvore copaíba (ou pau-de-óleo), que é nativa da floresta Amazônica, o óleo de copaíba é conhecido por ter várias substâncias...

> Leia mais
Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas Como fazer farinha de grão-de-bico, ingrediente usado em receitas celíacas

Buscar ingredientes alternativos para dietas celíacas não é tão difícil quanto parece, sabia? A farinha de grão-de-bico, por exemplo, é uma opção livre de...

> Leia mais
Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes Marmelo: fruta famosa por doce marmelada é rica em fibras! Veja mais nutrientes

Muito consumida no estado de Minas Gerais, a marmelada é um doce de origem portuguesa que, além de saboroso, se destacar por ser rico em fibras, vitaminas A,...

> Leia mais
Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação Está com potássio alto no sangue? Como baixar através da alimentação

Você sabia que, quando consumido em excesso, o potássio pode ser muito prejudicial à saúde? A hipercaliemia (ou hiperpotassemia), para quem não conhece,...

> Leia mais
Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita Bolo de banana com aveia fit: conheça opções para variar na receita

Preparar sobremesas saudáveis e ao mesmo tempo saborosas não precisa ser algo difícil, sabia? Usando ingredientes mais naturais - como frutas, açúcar de coco...

> Leia mais
Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios

Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios Fruta mangostão é exótica e cheia de nutrientes! Conheça seus benefícios

Originário do sudeste asiático, o mangostão (ou mangostin) é uma fruta exótica bem suculenta, de sabor suave e altamente benéfica para a saúde. Além de ser...

> Leia mais
Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo

Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo Para que serve o chá de erva-doce? 5 motivos para passar a consumi-lo

Fonte de propriedades nutritivas e calmantes, o chá de erva-doce é uma bebida cheia de benefícios para a saúde! Assim como os de camomila e alfazema, ele é...

> Leia mais