Ilustradora conta como a alimentação saudável a ajudou no combate à depressão

Para tratar a depressão, é importante buscar uma dieta mais saudável e equilibrada, com legumes, vegetais e alimentos fontes de triptofano (precursor do
Para tratar a depressão, é importante buscar uma dieta mais saudável e equilibrada, com legumes, vegetais e alimentos fontes de triptofano (precursor do "hormônio do bem-estar")
Cláudia Pardellas

Consultor:

Cláudia Pardellas

Cláudia Pardellas (CRP 05/18044) é graduada em Psicologia pela Universidade Gama Filho com formação em Teoria Cognitivo Comportamental, possui pós-graduação em Hipnose Clínica e é pós-graduanda em Neuropsicologia

Você sabia que a alimentação pode ser uma grande aliada no combate à depressão? Os alimentos ditam o funcionamento do nosso organismo, dão mais energia, disposição e podem afetar diretamente o nosso humor - tudo depende da dieta que cada um segue! Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a ilustradora Ana Paula Moreira, de 31 anos, que conseguiu tratar a depressão com a ajuda da alimentação. Quer saber mais sobre essa história? É só continuar lendo!

Ana Paula mudou a dieta radicalmente e passou a consumir suplementos alimentares para o tratamento

O primeiro passo para mudar a rotina de alimentação é recorrer à ajuda de um nutricionista - assim, você não corre o risco de cortar nutrientes importantes ou de criar hábitos errados. Para tratar a depressão e se sentir bem consigo mesma, a ilustradora Ana Paula resolveu consultar uma profissional para mudar a dieta completamente.

"Minha nutricionista propôs reduzir significativamente o açúcar refinado e alguns outros alimentos para introduzir novos hábitos. Eu comecei a comer mais legumes (inclusive uns que eu não gostava anteriormente) e fui descobrindo novas receitas. Nesse processo, eu também mudei muito a forma de ver os alimentos de uma forma geral", conta a ilustradora.

Ana Paula também destacou que a alimentação - feita de forma estratégica e equilibrada - foi essencial para trazer mais ânimo à sua rotina. "A minha nutricionista me solicitou exames (como o de sangue), identificou algumas alterações e, então, receitou alguns suplementos alimentares que me fizeram muito bem, porque me deram mais energia. Eu vivia cansada e, quando comecei a me alimentar melhor, passei a ficar mais disposta para fazer as coisas", complementa.

Para tratar a depressão, também é importante contar com o devido acompanhamento de um psicólogo

Não é apenas com a ajuda da alimentação que a depressão deve ser tratada, ok? De acordo com a psicóloga Cláudia Pardellas, o tratamento contra a doença precisa ser mais completo, abrangente e deve ser feito com o devido acompanhamento profissional.

"A alimentação pode interferir na produção de serotonina, que ajuda diretamente no tratamento da depressão. Porém, é importante destacar que ela não substitui o tratamento psicológico e psiquiátrico. A depressão, que é caracterizada por uma sensação de tristeza profunda, deve ser tratada através de medicamentos receitados por um psiquiatra e também por sessões de psicoterapia feitas por um psicólogo", explica a profissional.

No que diz respeito à alimentação, por outro lado, a psicóloga destacou a importância de consumir alimentos que garantem mais bem-estar e alegria ao paciente. "É necessário frisar que a consulta com um nutricionista torna-se essencial para a correta administração da dieta específica para cada caso. Os alimentos que podem auxiliar na produção de serotonina são aqueles ricos em triptofano (aminoácido), magnésio, cálcio (minerais), vitamina B6 e ácido fólico", complementa.

Uma alimentação saudável e equilibrada, junto com outros fatores, garante bem-estar e ajuda no combate à depressão

Buscar uma alimentação saudável rende ótimos frutos a longo prazo - principalmente para quem está lutando contra a depressão. De acordo com Ana Paula, uma dieta regrada funciona como ótima aliada para tratar a doença.

"Com o tempo, eu realmente comecei a sentir mudanças no meu humor. Claro que foi por conta de um conjunto de fatores, mas eu acredito que a alimentação me ajudou muito a perceber melhor como o meu corpo funcionava. Antes eu comia algo, passava mal e nem me tocava disso. Depois que eu comecei a me alimentar bem, comecei a me sentir muito melhor... Principalmente com relação ao funcionamento da minha cabeça", conta a ilustradora.

Mas nem sempre é fácil realizar mudanças na dieta, né? Para a Ana Paula, em especial, foi mais difícil acrescentar certos alimentos do que cortar outros. "A minha maior dificuldade nesse processo foi introduzir os legumes, porque antes eu não gostava de muitos deles. Mas cortar o açúcar refinado, pelo menos, acabou sendo bem mais fácil do que eu esperava", explica.

De acordo com Ana Paula, o autocuidado é um dos segredos para superar a depressão

É muito gostoso praticar o autocuidado, né? Ou seja, sentir que estamos destinando tempo (e recursos) para o nosso próprio bem-estar. De acordo com a Ana Paula, a busca por uma alimentação saudável partiu justamente dessa necessidade de cuidar mais de si própria. "O objetivo maior, com certeza, era passar a me sentir bem comigo mesma. Eu estava me sentindo bloqueada, incapaz e muito mal. E aí, quando busquei essa orientação para uma alimentação boa, minha cabeça mudou completamente... Foi como se tivesse virado uma chavinha dentro da minha cabeça dizendo que eu estava me tratando bem e cuidando de mim", conta.

"A alimentação ajuda em termos de planejamento contra a depressão. Porque para comer bem você precisa se planejar, se organizar e eu acho que esse planejamento acaba se ramificando e ajudando em outras partes também (pois é algo que passa a ocupar a sua mente). A minha depressão, por exemplo, me desestruturou e desorganizou de diversas maneiras... Eu não tinha rotina, vontade de fazer as coisas. Então comer bem deu uma organização e um certo propósito. Hoje em dia, eu sinto que foi uma das partes mais importantes do meu tratamento", finaliza a ilustradora.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Ter uma alimentação rica em vitaminas é fundamental para fortalecer a imunidade e garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. O complexo K, em...

> Leia mais
Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Preparar sucos naturais é uma ótima alternativa para refrescar nos dias mais quentes e manter o corpo hidratado. E, para variar no cardápio de bebidas, que...

> Leia mais
Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Tem coisa melhor que passar o Dia dos Pais junto com a família contando histórias, comendo, fazendo jogos e brincadeiras? A melhor parte é que nem é preciso...

> Leia mais
Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Usar cogumelos para incrementar receitas veganas ou vegetarianas é sempre uma boa opção. Afinal, eles acrescentam muito em termos nutricionais e agregam mais...

> Leia mais
Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Você sabia que a mozarela de búfala é um dos tipos de queijos brancos mais consumidos do mundo? Conhecida pela sua textura cremosa e suculenta, ela tem como...

> Leia mais
Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Você sabia que é possível preparar receitas de macarrão sem necessariamente usar farinha de trigo? Quem é celíaco, por exemplo, deve passar longe de pratos...

> Leia mais
6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora 6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

Às vezes pode parecer difícil seguir uma dieta vegana e ter tempo para preparar lanches sem ingredientes de origem animal durante a correria do dia a dia....

> Leia mais
O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

Se você gosta de experimentar comidas típicas de diferentes regiões do Brasil, é bem provável que já conheça o sagu - uma sobremesa feita com vinho tinto...

> Leia mais
Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Fruto da aroeira-vermelha, a pimenta-rosa é uma planta brasileira de ardência leve, sabor adocicado e aparência delicada. Mas além de características e...

> Leia mais
4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas 4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

Considerado um superalimento, o coco é uma fruta das frutas mais nutritivas que existe. Ele é rico em minerais importantes como cálcio, magnésio, cobre,...

> Leia mais