Hormônios: Aprenda como usá-los a favor da nossa saúde e qualidade de vida!

Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Cada tipo de hormônio possui uma função diferente no nosso organismo e interfere diretamente em nossa qualidade vida: humor, sensações de prazer e bem-estar, ânimo e energia, e, até mesmo na medida de gordura corporal. Por isso, mante-los a favor do organismo é fundamental. Uma boa alimentação e atividades físicas regulares são essenciais!
Giovana Morbi

Consultor:

Giovana Morbi

Graduada em Nutrição pela Faculdade São Camilo, é especialista em Nutrição Clínica e Ortomolecular com extensão em Nutrigenômica e especializada em Diabetologia Prática pelo Steno Education Center, na Dinamarca.

Produto recomendado

Farelo de aveia oat bran Taeq 250g

Farelo de aveia oat bran Taeq 250g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Quando falamos em hormônios, o que nos vem à cabeça? Substâncias fortificantes, de crescimento e alta produção no organismo, talvez... Enfim, de fato, o conceito de hormônio passa pelos mais variados aspectos de transformação do nosso corpo e, por isso, cada vez mais, é motivo de pesquisas e análises da ciência nutricional. Entenda um pouco mais sobre as funções, benefícios e, claro, cuidados que devemos tomar com os hormônios, em busca da melhor qualidade de vida.

O termo "hormônio" tem origem grega e significa "por em movimento", sendo essas substâncias extremamente importantes para o controle e o bom funcionamento do nosso corpo. Segundo a nutricionista Giovana Morbi, eles atuam diretamente na corrente sanguínea, produzidas pelas glândulas do sistema endócrino ou por neurônios especializados e, se soubermos usarmos da maneira correta, nosso organismo ganhará uma série de benefícios:

"Cada tipo de hormônio tem uma função diferente no nosso organismo, logo, o sangue transporta os hormônios para atuarem em diversas áreas. Vou contar uma coisa que talvez você não saiba: você pode fazer essas poderosas substâncias químicas trabalharem a seu favor. As pessoas têm muito mais influência sobre seus hormônios do que pensam!", destaca a profissional.

Os hormônios podem ajudar na redução de peso?

Saber usar os hormônios a seu favor, é uma forma de lidar melhor com o seu corpo e as reações que causam sobre ele. Uma das funções mais notáveis é a capacidade de reduzir e até mesmo eliminar o excesso de gordura corporal. Giovana Morbi explica:

"Seus hormônios são extremamente importantes para o controle do peso e influenciam desde sua fome até em que local você acumula mais gordura. Mesmo suas células de gordura secretam diversos hormônios. Certas estratégias podem ajuda-lo (a) a controlar alguns dos hormônios que influenciam seu peso", enfatiza a especialista, nos apresentando esses hormônios e como eles agem no corpo.

Conheça quais são esses hormônios e sua ação no organismo

Leptina: É um tipo de hormônio responsável por regular a ingestão e no gastro energético. Estudos comprovaram que o excesso de gordura corporal pode causar uma condição conhecida como "resistência a leptina", o que significaria que seu cérebro não é afetado, por mais que o corpo tenha níveis elevados dessa substância. Resultado: seu corpo sente fome, afinal seu cérebro não recebe o sinal de que está satisfeito. A boa notícia é que a resistência a leptina pode ser combatida! Como? Adivinha! Alimentação equilibrada e exercícios físicos, lógico! Giovana Morbi dá um dica infalível:

"Uma tática pode ajudar: antes de suas refeições, consuma 1 xícara de legumes crus! Um estudo descobriu que pessoas que incorporam o hábito tendem a sentir menos fome no fim do dia. Além das fibras, os vegetais contém antioxidantes essenciais e vitaminas, responsáveis pela redução da inflamação que interferem a ação da leptina, o que ajuda a aumentar a queima de gordura e reduz seus desejos", aconselha.

Cortisol e serotonina : O cortisol é conhecido como o hormônio do "estresse", já serotonina é aquela substância responsável pela sensação de prazer ou bem-estar. Como fazer para diminuir o primeiro e aumentar o segundo, respectivamente? Giovana Morbi analisa:

*Cortisol - O cortisol é famoso por ser liberado em situações de risco, de luta, defesa ou fuga, mas quando esse hormônio permanece elevado um longo período devido ao estresse contínuo, surge o desejo de açúcar ou alimentos com alto teor de carboidratos. O cortisol é famoso por ser liberado em situações de risco, de luta, defesa ou fuga, mas quando esse hormônio permanece elevado um longo período devido ao estresse contínuo, surge o desejo de açúcar ou alimentos com alto teor de carboidratos. Por isso quando mais calmo e relaxado você estiver, menos desejos por alimentos calóricos sentirá.

*Serotonina - Já a serotonina tem o efeito oposto: acalma e é um supressor natural do apetite. Para aumentar o nível de serononina no organismo é recomendado a prática de exercícios físicos e consumir alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como salmão, carnes vermelhas ou oleaginosas como castanha do Pará e aveia, que trazem esse mesmo efeito de felicidade, já que o cérebro utiliza esses nutrientes para produzir o hormônio.

Insulina: É o "hormônio da saúde", pois promove a entrada de glicose nas células. A falta dessa substância ou a incapacidade da mesma de exercer seus efeitos, é a principal causa do diabetes. "O excesso de peso pode levar a resistência a insulina, uma condição em que as células tornam-se menos sensíveis a ação da insulina e passam a não responder mais ao hormônio, resultando no aparecimento da Diabetes Mellitus Tipo 2, quando a pessoa ainda produz insulina, mas ela já não faz efeito. Diferente do Diabetes Mellitus Tipo 1, em que não há produção de insulina", destaca a nutricionista.

Irisina: É o hormônio produzido pelos músculos e somente com a prática de alguma atividade física. Auxilia na perda de peso e aumenta a capacidade dos músculos de receberem glicose, para serem queimadas durante os exercícios. Para equilibrar os níveis de irisina no organismo é importante estar em dia com o seu corpo, como reitera a nutricionista Giovana Morbi:

"Suar e suar. Fazer exercício é o caminho para aumentar seus níveis de irisina e por sua vez, queimar mais gordura! No estudo publicado na Nature, os níveis de irisina dobraram após um programa de 10 semanas de treino com bike que com duração de 20 a 35 minutos, de quatro a cinco vezes por semana", finaliza a profissional.

Mais noticias com...
Receitas:
Salmão
Ver Mais

Últimas Matérias

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais
Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Presente na nossa alimentação antes mesmo de o Brasil ser descoberto pelos portugueses, a mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim) é uma raiz...

> Leia mais
6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente 6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

Separar poucos minutos do dia para meditar, relaxar o corpo e a mente pode ser algo muito benéfico, sabia? Cuidar da saúde mental e emocional requer pequenos...

> Leia mais
Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os minerais, de uma forma geral, são muito importantes para a saúde dos sistemas nervoso, muscular, esquelético e digestivo, além de garantirem equilíbrio...

> Leia mais