Gestante e vegana? Saiba como ter uma alimentação rica em nutrientes

É possível ter uma gravidez saudável mesmo sendo vegana
É possível ter uma gravidez saudável mesmo sendo vegana
Luciana Novaes

Consultor:

Luciana Novaes

Nutricionista mestre em Saúde Pública pela FIOCRUZ com especialização em Saúde Materna e Infantil e Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS

Ser vegano é decidir abrir mão de uma dieta com alimentos de origem animal, seja porque não concorda com a maneira que os bichos são tratados ou porque simplesmente acredita que essa forma de consumo não é tão benéfica assim. De qualquer maneira, é preciso fazer substituições para continuar consumindo os nutrientes necessários para viver bem. Mas o que acontece se uma mulher vegana decide engravidar? Será que ela precisar voltar a consumir carne e outros produtos de origem animal?

Grávidas podem ser veganas

O grande problema é que muitas pessoas associam a dieta vegana com uma ingestão de alimentos pobre em nutrientes, o que poderia, teoricamente, colocar em risco a vida do bebê ou impedi-lo de se desenvolver bem. Tal ideia está equivocada, como explica a nutricionista Luciana Novaes. "Não há porque temer. A dieta vegetariana pode ser tão saudável e adequada como qualquer outra forma de alimentação. O importante é ter um profissional, mais especificamente um nutricionista, fazendo esse acompanhamento alimentar", ressalta.

Como se alimentar bem durante a gestação sem consumir produtos de origem animal

Em qualquer gravidez é importante consultar uma série de profissionais, embora o ginecologista e o obstetra sejam os que logo vêm à mente. O acompanhamento de um nutricionista é essencial, já que ele poderá ajudar a mãe a comer por dois sem que para isso ela tenha que engordar junto com a criança. Além disso, é ele quem irá dizer quais são os nutrientes que mais devem aparecer na dieta durante os nove meses de gestação. No caso de veganas nada muda, já que é preciso apenas substituir os alimentos de origem animal pelos de origem vegetal nas proporções corretas. Conheça alguns dos mais importantes:

Ferro é essencial, já que pode influenciar o crescimento do bebê

Se o ferro já é importante na alimentação diária de qualquer um, no caso das grávidas ele é simplesmente essencial. "Toda gestante precisa dar atenção ao ferro. A deficiência desse mineral leva à anemia, um problema muito comum nas gestantes e que pode comprometer a saúde da futura mamãe e influenciar o crescimento do bebê", afirma Luciana Novaes.

Entre as melhores fontes desse mineral temos leguminosas e os vegetais verde-escuros. Pois é, seja a gestante vegana ou não, os alimentos mais ricos em ferro são do reino vegetal. É importante destacar que a vitamina C ajuda na absorção desse mineral pelo organismo, e por isso a nutricionista indica acrescentar frutas cítricas nas refeições. Um ótimo exemplo é comer feijão com laranja. Amêndoas, sementes de abóbora, girassol, linhaça e chia são outras opções que possuem boas quantidades de ferro.

Ácido fólico previne a má formação do tubo neural

Caso você não esteja familiarizado com o termo, saiba que o ácido fólico nada mais é do que a vitamina B9. É claro que todo o complexo B é importante, mas essa vitamina ganha um destaque especial na vida de gestantes. Luciana Novaes explica que ela é especialmente importante nos primeiros meses de gravidez. "No início da gestação é fundamental para prevenir a má formação do tubo neural", afirma. Aliás, ela é encontrada em diversos alimentos que também são ricos em ferro. É o caso das leguminosas, como feijão e soja, e das folhas verde-escuras, como brócolis, espinafre e aspargo.

Proteína é importante para a formação e desenvolvimento do bebê

Agora você pode estar pensando: "E como uma mãe pode trocar a proteína da carne?". Bem, há diversos outros alimentos que são muito proteicos, e por isso basta substituí-los em quantidades adequadas. "A proteína é importante para a formação e desenvolvimento do bebê, e pode ser facilmente conseguida pelos alimentos vegetais", diz a nutricionista. Ela está presente, por exemplo, em cereais, como o arroz, aveia e trigo, em leguminosas, como o feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico e soja, e em frutas oleaginosas, como castanhas, nozes e avelãs.

Cálcio é importante para a formação óssea do bebê

Embora o cálcio esteja associado ao consumo de leite, esse mineral também pode ser encontrado em outros alimentos, como repolho, brócolis, couve, extrato de soja, semente de abóbora, girassol e gergelim. Pois é, nenhum possui origem animal, o que significa que todos podem ser consumidos por veganas. É bom frisar que seu consumo na gravidez é essencial. "O cálcio é importante para a formação óssea do bebê e para auxiliar o controle da pressão arterial da gestante", ressalta Luciana Novaes.

Vitaminas A, C e D: seu consumo é importante tanto para a mãe quanto para o bebê

Tudo bem que a a vitamina C ajuda na absorção de ferro pelo organismo, mas ela também é indicada por outros motivos. Aliás, quando o assunto é gravidez as vitaminas são altamente necessárias, como explica Luciana Novaes. "A vitamina A ajuda na formação dos órgãos e na visão. A vitamina D controla vários processos no organismo, atuando como proteção da síndrome metabólica e na diabetes, enquanto a vitamina C é importantíssima para aumentar a imunidade, protegendo mãe e bebê". De uma forma geral é possível encontrá-las em frutas, bebidas vegetais e cereais integrais.

Suplementos podem ser alternativa para veganas

De uma forma geral é possível encontrar todos os nutrientes necessários para o nosso bem-estar na alimentação, mas em alguns casos específicos eles não estão presentes no reino vegetal. E é aí que entram os suplementos, que podem se mostrar essenciais durante uma gestação, especialmente se mãe for vegana.

"A vitamina B12 é a única que não conseguimos obter nos alimentos de origem vegetal, mas para repor essa vitamina pode se recorre a suplementação", afirma Luciana Novaes. "Os suplementos vitamínicos para gestantes são importantes para qualquer mulher grávida, auxiliando para complementar aquilo que não se conseguirá através da alimentação e repor o gasto que a gestação exige. Com cuidado e atenção profissional especializada, uma dieta vegetariana ou vegana pode fornecer uma alimentação adequada e promover vários benefícios para esse período, como um menor risco de diabetes gestacional, controle da pressão arterial e menor chance de ganho de peso excessivo".

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor 5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

Praticar exercícios físicos de forma regular e equilibrada - mesmo em dias mais quentes - é importante para a saúde mental e corporal. No entanto, durante o...

> Leia mais
Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la

Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la Não sabe para que serve a equinácea? Descubra por que e como consumi-la

Usada para tratar inflamações e amenizar sintomas de gripes e resfriados, como tosse e coriza, a equinácea (Echinacea ssp.) é uma planta medicinal...

> Leia mais
6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo

6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo 6 motivos para consumir chá de chia e como prepará-lo

Rica em fibras alimentares, ômega 3 e minerais importantes, a chia é uma semente altamente nutritiva geralmente usada em dietas restritivas, já que é...

> Leia mais
O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar

O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar O que não pode comer quando coloca piercing? Descubra quais alimentos priorizar

Após colocar piercing, fazer tatuagem ou realizar procedimentos cirúrgicos, é muito importante evitar certos alimentos e ter uma dieta que contribua para o...

> Leia mais
Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um

Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um Quais os tipos de ginástica? Veja as características de cada um

Equilíbrio, flexibilidade e força. Você sabia que essas três palavrinhas estão associadas a praticamente todos os tipos de ginástica? Classificada em...

> Leia mais
Boldo-da-terra ou boldo-do-chile? Saiba para que serve cada um

Boldo-da-terra ou boldo-do-chile? Saiba para que serve cada um Boldo-da-terra ou boldo-do-chile? Saiba para que serve cada um

Entre as espécies de boldo mais utilizadas para tratar problemas como gastrite, gripes e resfriados, o boldo-da-terra e o boldo-do-chile são duas que...

> Leia mais
5 benefícios da farinha de linhaça para a sua saúde

5 benefícios da farinha de linhaça para a sua saúde 5 benefícios da farinha de linhaça para a sua saúde

Usar farinha de linhaça no preparo de omeletes, pães, biscoitos, panquecas e até vitaminas no dia a dia é uma ótima forma de fortalecer o organismo....

> Leia mais
Como é feito o açaí? Entenda o processo que a palmeira passa para chegar a você

Como é feito o açaí? Entenda o processo que a palmeira passa para chegar a você Como é feito o açaí? Entenda o processo que a palmeira passa para chegar a você

Nativo da região amazônica e consumido em todo o Brasil, o açaí é uma fruta altamente nutritiva (rica em cálcio, potássio, ferro, vitaminas A, C, do complexo...

> Leia mais
4 receitas com jambo para usar a fruta no dia a dia

4 receitas com jambo para usar a fruta no dia a dia 4 receitas com jambo para usar a fruta no dia a dia

Embora seja nativo da Malásia, o jambo-vermelho é uma frutinha bastante encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil - sendo consumida in...

> Leia mais
Já provou a pimenta-do-reino verde? Saiba tudo sobre esse tempero

Já provou a pimenta-do-reino verde? Saiba tudo sobre esse tempero Já provou a pimenta-do-reino verde? Saiba tudo sobre esse tempero

Você já ouviu falar da pimenta-do-reino verde? De origem asiática, a variação vem de uma das pimentas mais antigas e conhecidas do mundo, principalmente...

> Leia mais