Fuja do exagero! Saiba quais alimentos você deve comer em poucas quantidades

Alimentos como chocolate, castanha-do-pará e amendoim não devem ser consumidos em excesso
Alimentos como chocolate, castanha-do-pará e amendoim não devem ser consumidos em excesso

Não exagerar é a regra básica para manter uma alimentação equilibrada, certo? Isso diz respeito a todas as categorias de alimentos - inclusive frutas e legumes. Só que existem algumas substâncias que realmente não podem ser consumidas em excesso, pois podem fazer mal ao organismo e ocasionar problemas de saúde. Quer conhecê-las? Listamos algumas abaixo. Confira!

Castanhas-do-pará em excesso podem intoxicar o organismo

É possível que você já tenha ouvido (provavelmente de uma nutricionista) que as castanhas-do-pará devem ser consumidas em poucas quantidades. Isso realmente é verdade, pois essas oleaginosas possuem uma grande quantidade de selênio e, quando consumidas excessivamente, podem intoxicar o organismo.

O excesso desse mineral (selênio) no sangue pode levar a intoxicação chamada de selenose. Por isso, o mais indicado é consumir a castanha-do-pará de forma moderada. Comer duas unidades por dia, por exemplo, já faz um bem danado, pois elas são fontes de fibras, minerais e vitaminas importantes para o corpo. No entanto, não é recomendável comer 10 ou mais castanhas por dia, por exemplo (ainda mais de forma frequente). Essa quantidade já é considerada um exagero e, com o tempo, pode levar à intoxicação do corpo.

Amendoins podem abrigar a substância aflatoxina - tóxica e cancerígena

Apesar de fazer parte do grupo das leguminosas (é rico em fibras, minerais e vitaminas importantes), o amendoim pode ser prejudicial à saúde quando consumido em excesso. O grande problema desse alimento é que ele pode abrigar a substância aflatoxina, que é conhecida por ser tóxica e cancerígena. Esse composto tóxico também costuma estar presente na espiga de milho e em cereais. Portanto, evite comer esses alimentos de forma exagerada.

Obs.: Geralmente, os nutricionistas recomendam que você coma cerca de uma colher de sopa de amendoins por dia, sem ultrapassar muito disso.

Chocolate em excesso pode engordar e desencadear reações elétricas

Comer chocolate dá uma sensação de prazer e felicidade - afinal, o cacau é um alimento rico em triptofano, um aminoácido que auxilia na síntese da serotonina (o "hormônio da felicidade"). Só que apesar de ser tão saboroso, o chocolate não pode ser consumido em excesso. Ele possui uma grande quantidade de açúcar e gordura, duas substâncias que podem fazer mal ao organismo.

Além de muito calórico, em exagero, ele também pode desencadear reações alérgicas, como coceiras e até mesmo diarreias. Vale destacar que comer uma fileira (quatro quadradinhos) de chocolate por dia é considerado algo tranquilo - mas comer uma barra inteira, por exemplo, já é um exagero que pode fazer mal. Ainda mais quando isso se torna algo corriqueiro. Portanto, tente se policiar, ok?

Obs.: Sempre dê preferência aos chocolates mais amargos, que têm um teor mais alto de cacau. Eles são mais saudáveis, ricos em antioxidantes e contribuem para a diminuição do colesterol "ruim" (LDL).

Pimenta possui a substância capsaicina que, em excesso, pode intoxicar o organismo

Você sabia que a pimenta também pode intoxicar o organismo? Esse alimento - muito usado para temperar carnes, sopas, feijões, molhos e outros pratos - possui o composto químico chamado "capsaicina" que pode ter uma atuação tóxica quando consumido em excesso. Essa substância está presente em todas as pimentas, mas principalmente naquelas mais vermelhas e bem ardidas.

O lado bom é que poucas pessoas costumam exagerar na pimenta - justamente por ela ser um tempero bem forte e picante. O indicado é que você coloque poucas gotas (ou grãos de pimenta) e apenas uma ou duas vezes por dia. Caso você consuma pimentas três ou mais vezes durante o dia, já pode considerar um exagero!

Obs.: Vale destacar que a capsaicina não deve ser enxergada como "vilã". Ela, inclusive, funciona como analgésico e tem atuação anti-inflamatória. O único problema está em seu consumo excessivo, que pode ter um efeito tóxico.

Carambola em excesso pode irritar os rins e o intestino

Muita gente não sabe, mas a carambola também não pode ser consumida em grande quantidade. Essa fruta possui o ácido oxálico, que pode produzir cálculos renais (não indicado para pessoas com problemas nos rins) e intoxicar o organismo.

Ela também possui uma molécula tóxica chamada caramboxina, que pode prejudicar a saúde dos rins, afetar a mucosa intestinal e ocasionar sintomas como enjoos, vômitos ou até mesmo convulsões e alterações neurológicas (também pode afetar o sistema nervoso central).

No entanto, é importante lembrar que essa fruta também tem seus benefícios - é rica em vitaminas, antioxidantes e minerais importantes. Portanto, é indicado comer uma ou duas carambolas por dia, ou até mesmo um suco batido com outras frutas. Mas detalhe: quem sofre com problemas renais, o ideal é realmente evitar essa fruta ao máximo.

Além da carambola, existem outros alimentos que possuem o ácido oxálico: tomate, inhame, espinafre e outros vegetais. Por isso, eles não podem ser consumidos em excesso - principalmente por quem sofre com problemas renais crônicos.

É importante destacar que não há necessidade de cortar esses alimentos da sua rotina. Afinal, eles também são fontes de minerais, vitaminas, nutrientes e trazem muitos benefícios para o corpo. O importante é que você apenas se autorregule para não comê-los em excesso. Lembre-se: o segredo para tudo é ter equilíbrio!

Mais noticias com...
Receitas:
Tomate
Ver Mais

Últimas Matérias

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Uma das melhores partes da Páscoa é se deliciar com os pratos (receitas de peixes, como bacalhau, arroz colorido, carnes, massas e o que mais você preferir),...

> Leia mais
Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

A Páscoa é uma das épocas mais animadas e gostosas do ano, né? É o melhor momento para comer muitas trufas, bombons e, é claro, os famosos ovos de chocolate....

> Leia mais
4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia 4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

Você sabia que existem formas de preservar o corpo e a elasticidade da pele? É verdade que não há uma fórmula mágica para fugir do envelhecimento - afinal,...

> Leia mais
6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante 6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá - alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo....

> Leia mais
Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Muito usada na culinária vegana, a carne de jaca é uma ótima alternativa ao frango (até possui uma textura semelhante). Ela pode ser usada em receitas como...

> Leia mais
Açaí com peixe: por que essa combinação é tão benéfica para o nosso corpo

Açaí com peixe: por que essa combinação é tão benéfica para o nosso corpo Açaí com peixe: por que essa combinação é tão benéfica para o nosso corpo

Apesar de parecer uma mistura inusitada, a combinação açaí + peixe é bastante nutritiva e saborosa, sabia? Ela é típica da região Norte e vem sendo cada vez...

> Leia mais
5 tipos de manjericão e como utilizá-los nas suas receitas

5 tipos de manjericão e como utilizá-los nas suas receitas 5 tipos de manjericão e como utilizá-los nas suas receitas

Você sabia que existem diferentes tipos de manjericão? Esse tempero é um dos mais usados na culinária brasileira - no preparo de molhos, massas, carnes,...

> Leia mais
Alimentação para lactantes: o que mães precisam consumir durante a amamentação

Alimentação para lactantes: o que mães precisam consumir durante a amamentação Alimentação para lactantes: o que mães precisam consumir durante a amamentação

A gravidez é uma fase que exige mais cuidados com a alimentação. Afinal, é nesse período que o bebê precisa de nutrientes importantes para o crescimento e...

> Leia mais
Nada de mal-estar! Descubra como a alimentação ajuda a resolver desconfortos

Nada de mal-estar! Descubra como a alimentação ajuda a resolver desconfortos Nada de mal-estar! Descubra como a alimentação ajuda a resolver desconfortos

Manter uma boa alimentação é um dos principais segredos para ter saúde na vida. Só que o que muita gente não sabe é que existem alimentos que realmente...

> Leia mais
Fuja do exagero! Saiba quais alimentos você deve comer em poucas quantidades

Fuja do exagero! Saiba quais alimentos você deve comer em poucas quantidades Fuja do exagero! Saiba quais alimentos você deve comer em poucas quantidades

Não exagerar é a regra básica para manter uma alimentação equilibrada, certo? Isso diz respeito a todas as categorias de alimentos - inclusive frutas e...

> Leia mais