Farinha, farelo ou flocos de aveia? Conheça as principais diferenças entre elas!

Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos.
Cristiane Coronel

Consultor:

Cristiane Coronel

Nutricionista Graduada pelo Centro Universitário de Brasília e pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional pela Universidade Cruzeiro do Sul

Usada nas mais diversas receitas, a aveia é um rico alimento e possui um verdadeiro arsenal de possibilidades de consumo. Uma das mais utilizadas é como farinha, ou seria farelo ou flocos? Muito se fala sobre essas formas, mas pouco realmente se conhece. Por isso, vamos fazer uma breve análise de cada uma dessas composições, as suas diferenças e benefícios à saúde alimentar.

Segundo a nutricionista Cristiane Coronel, em qualquer forma, o uso natural da aveia possui grande quantidade de fibras solúveis que ajudam a diminuir a velocidade de absorção da glicose no sangue e também a controlar a absorção de colesterol no organismo. Dentre as diferenças de farinha, farelo e flocos, a principal está no processo de produção do cereal. Depois da colheita, é feito o processamento do grão, processo que facilita e direciona o consumo da aveia. Assim se dá origem ao farelo de aveia, à farinha de aveia e a aveia em flocos grossos ou finos. Veja as principais diferenças entre estes produtos:

As diferenças entra farinha, farelo e flocos de aveia

Farinha de aveia – É produzida a partir da parte mais interna do grão, a concentração de fibras neste produto é menor que a encontrada nos flocos e no farelo. É rica em açúcares/carboidrato, mas pobre em nutrientes. Isto a torna proibida na dieta Dukan, por exemplo.

Farelo de aveia – Por ser feito da parte mais externa do grão, é pobre em carboidratos e rico em proteínas e fibras solúveis que retardam a absorção da glicose e diminuem o colesterol. Por inchar no estômago, aumentando de volume em até 30 vezes, proporciona grande saciedade. É item obrigatório na Dukan, pois proporciona uma porção pequena, mas suficiente, de carboidratos complexos, além de auxiliar no preparo de diversas receitas.

Flocos de aveia – Finos ou regulares, são ricos em carboidratos e açúcares de rápida absorção. São produzidos através da prensagem dos grãos integrais e mantém todos os açúcares/carboidratos e nutrientes. É feito pela prensagem do grão inteiro. Seu uso não é permitido na dieta Dukan por conter muito carboidrato.

Farinhas e seus benefícios funcionais

De acordo com a Dra. Cristiane Coronel, farinhas como a da banana verde, maracujá e de feijão branco, além de outros benefícios funcionais ao dia a dia, possuem a capacidade de moderar índices glicêmicos. "A farinha da banana verde possui amido resistente, o que ocasiona uma digestão mais lenta equilibrando os níveis de açúcares. Já a farinha de maracujá é rica em pectina, fibra solúvel capaz de reter água, formando um gel viscoso na parede gástrica, aumentando o tempo de esvaziamento gástrico, sendo eficaz no controle da Diabetes. Enquanto a farinha de feijão branco possui uma alta concentração de faseolamina, uma proteína que funciona como um bloqueador de carboidratos", destacou a profissional.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

O que comer depois do jejum intermitente

O que comer depois do jejum intermitente O que comer depois do jejum intermitente

Quando feito de forma adequada e com acompanhamento nutricional, o jejum intermitente pode ajudar a desintoxicar o organismo e trazer outros benefícios (como...

> Leia mais
3 formas de preparar maionese vegana

3 formas de preparar maionese vegana 3 formas de preparar maionese vegana

Que tal conhecer algumas opções de maionese vegana para incluir no cardápio? Você pode aproveitar os benefícios e sabores de uma dieta sem alimentos de...

> Leia mais
Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar Suco de couve: conheça os benefícios e 3 ideias para preparar

Tomar suco verde detox todos os dias é ótimo para eliminar as impurezas do sangue, aumentar a imunidade e fornecer nutrientes para o organismo. A couve, em...

> Leia mais
Suflê de chuchu: 2 receitas fit

Suflê de chuchu: 2 receitas fit Suflê de chuchu: 2 receitas fit

O suflê de chuchu é o preparo perfeito para quem está de dieta, ainda mais se for feito com o Chuchu Orgânico Taeq! É um prato saboroso, pouco calórico,...

> Leia mais
Para que serve o ômega 3

Para que serve o ômega 3 Para que serve o ômega 3

Encontrado em diferentes peixes (salmão, cavala, atum, sardinha, arenque), castanhas e sementes, o ômega 3 é um tipo de ácido graxo essencial (uma gordura...

> Leia mais
Café faz bem: 5 benefícios da bebida

Café faz bem: 5 benefícios da bebida Café faz bem: 5 benefícios da bebida

Tomar café regularmente de forma moderada (no máximo, 3 xícaras por dia) pode trazer uma série de benefícios para a saúde, sabia? Isso porque a bebida é...

> Leia mais
Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais
Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais